Os últimos eclipses de 2020

O eixo mutável em evidência
Os últimos eclipses de 2020
por Astrolink em Trends
em 26/10/20 às 12h40

Eclipses são fenômenos astronômicos e astrológicos que atraem muita atenção. Na antiguidade, eram temidos, uma vez que muitos os enxergavam como indicadores de mudanças abruptas. E a verdade é que os antigos eles não estavam tão enganados assim, embora não haja motivos para temer. Dependendo da importância do eclipse (e isso depende de muitos fatores astrológicos envolvidos em cada um), estes eventos apontam sim para transformações, e é isso que podemos esperar nesta reta final de 2020, já que teremos mais dois eclipses.

Quando falamos de eclipses, é importante saber que a correspondência deles pode durar cerca de 6 meses e que geralmente ocorrem em pares: um Lunar e um Solar, com diferença média de 15 dias entre cada.

A dupla de fenômenos que chega neste final de ano acontece no eixo Gêmeos - Sagitário e representa o desenrolar do eclipse que aconteceu no dia 5 de junho de 2020. Portanto, assuntos pendentes que surgiram neste período podem vir à tona, exigindo finalizações ou novas abordagens. Contudo, essa energia não vai acabar por aí, já que ainda servirá de palco para três dos quatro eclipses de 2021. Isso significa que a Casa Astrológica em que você tem Gêmeos e Sagitário no Mapa Astral estão em ênfase desde junho e permanecerão ao longo do próximo ano.

Eclipse Lunar em Gêmeos em novembro de 2020

O primeiro eclipse acontece no dia 30 de novembro, entre 05h32 e 09h53, alcançando o auge às 07h53.

Este é um eixo que enfatiza o intelecto e os aspectos mentais da existÊncia. Gêmeos rege a mente e os pensamentos, enquanto Sagitário está relacionado à filosofia e conhecimento superior. Sendo assim, este eclipse deixa claro que está lidando com a forma como pensamos e nos relacionamos. Dois signos mutáveis estão em jogo e, portanto, este eclipse simboliza um momento de mudanças importantes, mas que precisam ser baseadas no mundo das ideias.

No dia 30 de novembro, haverão aspectos que poderão potencializar a ação deste eclipse:

- Uma tríplice conjunção de Júpiter, Saturno e Plutão em Capricórnio;
- Estes mesmos planetas em sextil com Mercúrio em Escorpião;
- Assim como em trígono com a Lua.

A tríplice conjunção ditou o tom de 2020, uma vez que traz uma energia de modificação e reestruturação, temas que podem ser amplificados e expostos durante o eclipse.

Eclipse Solar em Sagitário em 14 de dezembro de 2020

O último eclipse de 2020 ocorre em dia de Lua Nova, entre 14h05 e 15h55, alcançando o auge às 15h03.

Diferente do eclipse lunar em Gêmeos, este eclipse solar tem a pretensão de trazer novos olhares, novas perspectivas e simbolizar recomeços. Como em toda Lua Nova, o poder de renovação e de descoberta estará em alta. Mas saiba que este eclipse também irá nos testar, podendo até mesmo causar conflitos e situações complicadas que exigem superação, principalmente por anteceder uma das datas mais importantes do ano e onde devemos estar bastante atentos: o dia 21/12/2020.

Neste mesmo dia, aspectos poderão aumentar a influência do eclipse:

- Uma conjunção de Mercúrio com o Sol e a Lua;
- O trígono entre a conjunção anterior e Marte em Áries;
- Uma quadratura entre os planetas envolvidos na conjunção com Netuno em Peixes.

Este é um momento de sinceridade e desabafos, que também inspira um desejo de agir de forma impulsiva e fantasiar situações. Uma energia de empolgação terá ênfase neste eclipse, trazendo mais coragem para realizar o que desejar e um desejo mais forte de quebrar barreiras. Mas é importante ter cuidado, uma vez que o aspecto com Netuno traz uma idealização fantasiosa, podendo causar confusão e nebulosidade.

Para saber em quais áreas da sua vida essas mudanças acontecerão, é só conferir no seu mapa astral as casas astrológicas onde estão Gêmeos e Sagitário.

 

Leia mais artigos do Astrolink ver todos

Eclipses - um fenômeno astronômico e astrológicoEclipses - um fenômeno astronômico e astrológico
Desde a antiguidade, nossos ancestrais costumavam temer eclipses, enxergando-os como portadores de mudanças abruptas. Todos os anos, passamos por duas temporadas de eclipses, que se repetem a cada pouco menos de 6 meses. A cada temporada, ocorrem de dois a três eclipses diferentes - parciais ou totais. astrologicamente, eclipses são fenômenos que inspiram mudanças, crises ou alterações súbitas diversas, seja em eventos mundanos ou pessoais.


O céu no momento...

Segunda-feira, 23 de Novembro de 2020 | 13h09
Sol 01° 49' Sag
Lua
Quarto Crescente
18° 29' Pei
ver ciclo lunar
Mercúrio 17° 22' Esc
Vênus 02° 37' Esc
Marte 15° 50' Ari
Júpiter 24° 45' Cap
Saturno 27° 46' Cap
Urano 07° 46' Tou R
Netuno 18° 10' Pei R
Plutão 23° 05' Cap
Quiron 05° 09' Ari R
Lilith 03° 42' Tou
Nodo Norte 20° 06' Gem R
Aspectos ativosorbe
SolSextilJúpiter7.08
SolSextilSaturno4.06
LuaTrígonoMercúrio1.12
LuaSextilJúpiter6.26
LuaConjunçãoNetuno0.32
LuaSextilPlutão4.60
LuaQuadraturaNodo Norte1.62
MercúrioTrígonoNetuno0.80
JúpiterConjunçãoPlutão1.66
NetunoQuadraturaNodo Norte1.94
Ler mais

Signos no Astrolink

Piscianos    9.05 %
Arianos    8.85 %
Cancerianos    8.78 %
Geminianos    8.68 %
Taurinos    8.62 %
Aquarianos    8.27 %
Virginianos    8.19 %
Leoninos    8.15 %
Escorpianos    8.02 %
Librianos    7.89 %
Capricornianos    7.89 %
Sagitarianos    7.60 %