Os Ciclos Planetários

Sobre órbitas e suas durações...
Os Ciclos Planetários
por Astrolink em Astrologia

Astrologia é o estudo dos movimentos dos planetas ao redor do cinturão zodiacal, e o foco do astrólogo é a observação da ressonância entre o caminho do planeta e a qualidade particular da energia manifestada disponível em um determinado tempo e lugar.

Quando olhamos um mapa astral, estamos na verdade olhando para um momento específico no tempo, tentando dessa forma compreender e aprofundar o conhecimento sobre uma pessoa ou evento que teve seu início naquele exato local e momento. Observar uma pessoa sob uma perspectiva celestial, através de uma lente mais ampla, é como ver as nossas conexões mais diretas com nossas origens. No entanto, a esfera celeste está em constante movimento e não podemos olhar apenas para o padrão inerente do mapa de nascimento, que mostra a nossa entrada na vida física, mas também para os movimentos dos planetas na vida de um indivíduo para ver como as áreas de ênfase e crescimento mudam com o passar do tempo. Analisamos também como podemos ser mais plenamente nós mesmos no agora.

Os planetas pessoais...

Embora a astrologia seja de fato a observação de muitos ciclos diferentes e sobrepostos na tapeçaria de uma vida humana, devemos primeiro compreender as diferentes durações de tempo que os planetas levam para viajar ao redor da roda do zodíaco. A Lua é a que viaja mais rápido, levando apenas 27 dias e meio para percorrer todos os 12 signos. Plutão, no outro extremo, leva 248 anos para viajar ao redor do círculo zodiacal.

A velocidade da viagem da Lua nos diz muito; nós sabemos que a Lua tem a ver com as respostas emocionais, nossos hábitos e subconsciente. Nossos estados emocionais podem ser muito mutáveis e fluidos, daí a expressão: "fulano é de lua!". Dentro de nós há uma ressonância pessoal e íntima com a energia lunar, onde podemos observar como nossos sentimentos mudam na vida e a qualidade efêmera de nossas respostas emocionais, bem como uma natureza profundamente enraizada de satisfazer as nossas necessidades básicas.

O ciclo mensal da Lua, de Nova até Minguante, para Cheia e no último trimestre para Nova novamente, é um ciclo fácil de assistir e começar a estudar em uma base diária, porque ela se move muito rapidamente. Podemos facilmente observar as coisas que acontecem e é muito óbvio olhar para o céu e ver as mudanças das fases da Lua. Podemos trabalhar com a energia do ciclo lunar para sermos mais conscientes dos nossos hábitos e de nossas reações lunares instintivas e condicionadas, assim como a luz refletida do Sol aumenta a nossa resposta.

Mercúrio, Vênus e o Sol percorrem a roda em aproximadamente um ano. O movimento aparente do Sol ao redor do zodíaco é o que define o nosso ano, com uma passagem anual de 365 dias, e por isso, o Sol se move cerca de um grau por dia. O Sol nos traz a vida e as mudanças de estação. Os solstícios e equinócios anuais nos trazem uma nova temporada e são determinados pela passagem cíclica do Sol. Nosso aniversário a cada ano é uma época em que o Sol retorna ao cargo ocupado no momento do nascimento, infundindo-nos com renovada vitalidade e um sentido de missão para o próximo ano.

Mercúrio tem a ver com a mente, com a qualidade do pensamento, do intelecto e da comunicação. Vênus, que também tem um ciclo de aproximadamente um ano de duração, ensina sobre valores e nos mostra com o que nos importamos. Estes dois planetas estão perto do Sol - Mercúrio nunca está mais do que 28° do Sol e Vênus nunca está superior a 48°.

Marte tem um ciclo mais longo, levando cerca de 22 meses para viajar através da roda. Temos uma janela de cerca de dois anos para trabalhar nossas motivações e ações. Quando Marte retorna à sua posição natal, por exemplo, somos compelidos a iniciar um novo impulso que será desafiado e refinado em períodos previsíveis no curso de sua jornada através dos signos.

Júpiter passa um ano em cada signo, levando 12 anos para viajar ao redor do zodíaco. Portanto, a cada 12 anos de vida, experimentamos um retorno de Júpiter, ou o retorno do planeta no céu agora para a posição que detinha no nascimento. O ciclo de Júpiter dura 12 anos, portanto, todos nós experimentamos seu retorno aproximadamente aos 12, 24, 36, 48, 60, 72 e 84 anos de idade.

O infame Retorno de Saturno ocorre para todos nós pela primeira vez aproximadamente aos 28/30 anos de idade, o que nos mostra que Saturno viaja ao redor do zodíaco entre 28 e 30 anos. Como Saturno está relacionado com a passagem do tempo, o desenvolvimento gradual, e as estruturas da realidade, em pontos-chave no ciclo de Saturno podemos ser auxiliados, talvez para realizar algo tangível, ou para enfrentar nossos medos profundamente e percebê-los como aliados em nossa jornada.

... e os transpessoais.

Depois que passamos de Saturno estamos no reino dos chamados planetas transpessoais, que se movem mais lentamente e, portanto, têm os ciclos mais longos. As influências de Urano, Netuno e Plutão afetam e definem nosso relacionamento com uma geração, no coletivo.

Urano é o coringa planetário, tem uma órbita de 84 anos em todo o zodíaco, ou cerca de sete anos em cada signo. Em pontos-chave do seu ciclo (por volta de 21, 42 e 63 anos por exemplo), questões profundas sobre a nossa individualidade podem surgir para serem atualizadas, ou mesmo para ganhar mais destaque. E geralmente de forma súbita.

A órbita de Netuno leva cerca de 165 anos, ou cerca de 14 anos em um mesmo signo. Netuno nos liga não só com o nosso anseio espiritual, mas também com o inconsciente coletivo e com as pessoas que partilham as nossas aspirações.

Plutão tem uma órbita irregular, ficando tempos diferentes em cada signo, mas levando 248 anos para mover-se por todo o caminho através do zodíaco. Plutão também está associado ao coletivo, ou a esse domínio profundo e penetrante onde aprendemos constantemente a nos libertar de quem pensamos que somos.

Com esta imagem das diferentes durações das órbitas dos planetas, podemos começar a ver como seus ciclos se interpenetram e criam uma tapeçaria complexa. Por exemplo, como a Lua, o Sol e todos os outros planetas se movem em torno do horóscopo (e do zodíaco). Eles vão criar aspectos uns com os outros e com suas posições no mapa de nascimento. Como a Lua viaja muito rápido (cerca de 13° de um dia), ela vai tocar todos os pontos do mapa a cada 27 dias e meio.

Saturno terá aspectos muito importantes no mapa de nascimento a cada sete anos, que tendem a marcar algumas redefinições de vida muitas vezes visíveis e principalmente na forma como nos relacionamos com as outras pessoas. Os ciclos individuais dos planetas estão relacionados com a duração de suas respectivas órbitas.

Outra pista para entender o movimento contínuo e a interpenetração dos ciclos planetários é o conceito de formação de aspectos. Ao observar a interação de quaisquer dois planetas, enquanto o mais rápido dos dois se aproxima, movendo-se para criar o aspecto exato com o segundo o planeta, dizemos que ocorre a formação de um aspecto. O aspecto é, então, exatificado por grau. À medida que o planeta mais rápido se afasta do aspecto com o segundo planeta, temos, em seguida, uma dissolução do aspecto, ou seja, passando pelo grau de exatidão, ou separando em sua influência.

Portanto, se Saturno está a 15° de Peixes e o Sol está a 10° de Câncer, o Sol está em uma aplicação de trígono com Saturno. Se, ao mesmo tempo, a Lua está a 12° de Libra, ela está se separando de um aspecto com o Sol. Embora isso possa parecer complicado à primeira vista, é uma boa maneira de nos ajudar a lembrar que todos os corpos celestes estão em constante movimento (embora, é claro, em velocidades bem diferentes, como vimos) e a relação de um com o outro também muda constantemente. À todo momento novos aspectos se formam enquanto outros deixam de existir.

A questão da órbita de influência deve ser considerada também. O orbe de um planeta ou aspecto é basicamente a distância em longitude em que uma influência opera. Em outras palavras, um conjunto que envolva o Sol em um mapa natal pode ter um orbe de até 8° para que a conjunção do Sol com Plutão, por exemplo, tenha efeito. Se Plutão estiver a 13° de Escorpião e o Sol estiver em qualquer lugar entre 5° e 21° de Escorpião, podemos dizer que o Sol está formando uma conjunção a Plutão de 5° a 13°, onde forma uma conjunção exata, e depois se separa de 13° a 21°.

Astrologia é uma linguagem elegante e profunda. À primeira vista, as observações explanadas acima podem parecer confusas, mas em uma segunda releitura com concentração, com certeza as engrenagens farão bastante sentido. Tire um tempo e se esforce para aprender e experimentar a beleza dos símbolos novamente, entendendo que tudo está sempre em seu devido lugar e que cada pequena engrenagem faz parte de um todo muito maior, que também inclui você na equação!

Leia mais artigos do Astrolink ver todos

As Eras AstrológicasAs Eras Astrológicas
A Era que estamos inseridos na transição agora é a de Aquário, e nesta Era, o foco está na busca pelo universal, o coletivo e o progresso, temas bastante ligados a energia de Aquário. As atitudes passam a ser mais objetivas, impessoais, tudo que não se aproveita mais ou está ultrapassado é descartado.
Os Regentes do Ano e do CicloOs Regentes do Ano e do Ciclo
Você já deve ter ouvido a seguinte frase: Este é um ano regido por Júpiter ou outro astro. Se não, saiba que é uma prática comum na Astrologia. Mas de onde vem o embasamento para saber qual o astro regente do ano? E o que isso quer dizer? Será que os astrólogos chutam ou inventam estas informações?


ou efetue o login para visualizar seu Mapa Astral.

Signos no Astrolink

Piscianos    9.11 %
Arianos    8.83 %
Cancerianos    8.81 %
Geminianos    8.65 %
Taurinos    8.62 %
Aquarianos    8.26 %
Leoninos    8.18 %
Virginianos    8.11 %
Escorpianos    8.07 %
Librianos    7.91 %
Capricornianos    7.81 %
Sagitarianos    7.64 %


O céu no momento...

Sol 22 Sag 35' 03"
Lua 13 Pei 15' 39"
Mercúrio 01 Sag 27' 38"
Vênus 08 Esc 00' 51"
Marte 18 Pei 22' 01"
Júpiter 08 Sag 01' 33"
Saturno 09 Cap 20' 48"
Urano 28 Ari 49' 44" R
Netuno 13 Pei 48' 14"
Plutão 20 Cap 02' 01"
Quiron 27 Pei 54' 40"
Lilith 14 Aqu 26' 19"
Nodo Norte 27 Can 16' 02"

Aspectos ativos

Lua ConjunçãoNetuno
Vênus SextilSaturno
Marte SextilPlutão