astrolink-galaxy

Veja seu Mapa Astral Grátis!

Já tem cadastro? 

Entendendo o Signo Ascendente

Um ângulo de grande importância em nosso Mapa Astral

Por Astrolink em Astrologia básica

Modo claro

16 minutos de leitura

O Ascendente é um posicionamento do Mapa Astral que indica as nuances da nossa personalidade, como é a nossa "máscara social", a primeira impressão que deixamos. Ou seja, é este signo que se apresenta imediatamente quando alguém nos conhece.

Muitos ainda consideram o Ascendente como um dos mais complexos assuntos da astrologia, causando inúmeras dúvidas interpretativas. O que é de fato? É algo que complementa o nosso Sol? É mais forte ou mais fraco que o signo solar?

Se perguntam: sou mais parecido com meu ele ou com meu signo solar? Perguntas não faltam. Confira algumas reflexões que você precisa para pensar a respeito sobre este posicionamento astrológico, que faz parte da cruz cardinal do seu Mapa Astral.

Como saber o seu ascendente?

Para começar, por definição básica, o Ascendente é a cúspide (a linha que marca o início de uma Casa Astrológica) da Casa 1 no seu mapa, ou seja, é o signo (setor da eclpítica) que está surgindo no horizonte no exato momento do seu nascimento.

Astronomicamente, seria o grau da eclíptica que esta ascendendo no momento do nascimento desde que a pessoa tenha nascido até os limites dos círculos polares árticos e antárticos. Acima deles, como os signos não nascem nem se põe, são entendidos como o setor da eclíptica que está no leste absoluto no momento do nascimento - o sistema topocêntrico de casas astrológicas.

A posição do Ascendente dá uma volta completa no zodíaco a cada 24 horas. Por isso, ele muda de um signo para outro mais ou menos a cada 2 horas (cerca de 1 grau a cada 4 minutos) em especial para as cidades próximas ao Equador da Terra. Portanto, é muito importante que a hora de nascimento informada corretamente para gerar seu Mapa Astral seja a mais precisa possível.

O signo Ascendente é a área do mapa que tem mais a ver com a nossa complexidade física, mente espontânea, temperamento, disposição, respostas imediatas, quase automáticas e a nossa imagem projetada. Representa também um cartão de visitas pessoal e age como um filtro de como os nossos cinco sentidos captam o ambiente no qual estamos inseridos.

O começo da jornada

O Ascendente indica como foi o início do nosso contato com o mundo e o passo que demos em direção à vida, além de outras coisas. É aqui que o primeiro quadrante começa, onde o indivíduo toma conhecimento de si e começa a sua busca, descobre o seu valor e sua capacidade de interpretar e interagir com o mundo que o cerca. É como ele inicia as coisas.

Este posicionamento pode revelar muitas coisas interessantes sobre a personalidade de uma pessoa de acordo com o signo que está ocupando e com os planetas próximos a ele.

Descobertas do ascendente

Se estiver em um signo de natureza astrológica que seja rápido e assertivo, provavelmente a pessoa foi uma criança com muita energia e demonstrará isso toda vez que for iniciar algo. Se estiver em outro mais tranquilo, então o ambiente inicial provavelmente também foi sereno e a pessoa terá inclinação para fazer as coisas de maneira mais calma. De alguma forma, estamos sempre buscando as características deste signo. É por isso que ele constantemente deixa marcas em nossa personalidade.

Este signo também pode indicar a primeira impressão causada por nós, assim como as máscaras emocionais, intelectuais e físicas que usamos ao longo da vida. Neste caso, a palavra "máscara" não é utilizada no sentido pejorativo (persona em grego significa máscara), sendo apenas um "acessório que usamos", ou seja, uma forma de expressão momentânea, reativa, muitas vezes defensiva e de proteção das camadas mais sensíveis.

É aquilo que parecemos ser ou que queremos passar para as pessoas. Mas não é uma máscara do tipo que você usa de forma conveniente, apenas quando quer usar. Está com você o tempo todo. Por isto o signo do ascendente e os astros presentes próximo a ele podem trazer sensações ao outros nas primeiras impressões que se tem, à primeira vista, ou mesmo a ideia que se tem quando apenas vemos a imagem momentânea ou midiática.

Sua essência interior é o seu signo solar, mas a roupa que você usa é o seu Ascendente. Por exemplo, pessoas de Capricórnio, por essência, prezam por responsabilidade, sendo ambiciosas e cautelosas. Mas se uma delas tiver o Ascendente em Áries, pode querer passar a impressão de ser alguém de coragem, veloz, desbravador, perspicaz, que toma a iniciativa. Muitos ao redor podem pensar que essa pessoa teriam imensos potenciais para o empreendedorismo.

Outra analogia interessante é a de que o Ascendente é o seu veículo de locomoção pelo mundo, enquanto o Sol é quem guia. Neste caso, temos de admitir que a pessoa tenha desenvolvido as características solares e que o "Eu" espontâneo esteja no comando, enquanto o ascendente é apenas o cartão de visitas. E as combinações podem ser bem interessantes. Por exemplo:

  • Pode ser que um professor (alguém com Sol em Sagitário) esteja pilotando um carro bem veloz (Ascendente em Áries) ao se locomover pelo mundo.
  • Um executivo (Capricórnio) guiando uma locomotiva (Ascendente em Touro).

Ascendente como um veículo de manifestação

Pode ser que o veículo e a pessoa que o está guiando não combinem tanto, mas definitivamente estão juntos e precisam se entender para ver se existe o desejo de desenvolver os melhores potenciais. É claro que funciona melhor quando o Ascendente também é o mesmo signo solar ou de características bastante afins, pois, neste caso, a caminhada fica mais fluida.

Caso não haja tanta semelhança, o esforço administrativo deve ser maior, pois haverá a necessidade de se confrontar, conciliar, conviver com vozes diferentes dentro da estrutura, gerir potenciais distintos.

Quer saber como essas informações podem afetar sua vida?

Ascendente e a imagem que você transmite

A imagem que passamos para os outros está ligada ao uso que fazemos dos potenciais astrológicos observados há séculos, que se encontra em nosso Ascendente, em suas varias formas de apresentação, indo dos espectros mais desarmônicos até suas naturezas mais consonantes e complexas.

Assim, uma pessoa com o Ascendente em Libra pode parecer bastante carismática e sociável (uma forma mais estável e consonante de manifestação) ou muito hesitante, sem saber dizer "não" quando precisa (outra faceta da mesma característica, mas de natureza mais caótica e instável).

Por outro lado, quando há muita divergência entre o Sol e o Ascendente, a pessoa pode passar uma imagem ligeiramente diferente do que ela é. Quando o signo solar está em harmonia maior com o Ascendente, sua imagem e o que você é em essência, não apresentarão tanto contraste.

Por exemplo, se a pessoa tem Peixes como signo solar mas Ascendente em Câncer, parecerá mais emocional e sensível, e é provável que ela seja assim mesmo, pois os dois signos correspondem ao elemento Água, que está diretamente ligado às emoções e traz maior potencial para sensibilidade.

Já com um Ascendente em Aquário, a coisa fica bem diferente.

Diferenças de ascendente

O Ascendente assume depois dos 30 anos?

Não. O Ascendente também demonstra nossos maneirismos e algumas das coisas que precisamos evoluir ao longo da vida. Quando conseguimos finalmente desenvolver as características posicionadas por ali, é como se estivéssemos misturando a nossa essência real com a imagem que passamos para o mundo.

Ao longo do tempo, se as características forem bem distintas e a pessoa se incomodar com isto, trabalhar-se e aprender a gerir tais diferenças pode diminuir as tensões internas e as ansiedades. Isso geralmente costuma acontecer por volta dos 30 anos, quando temos a primeira sensação de maturidade. Após os 30 anos, em geral temos muitas mudanças psicológicas pois estamos deixando as etapas de forte presença de energia física, de crescimento e já adquirimos alguma vivência externa cujas memórias questionam alguns ímpetos internos de busca.

Por isto que muitas vezes se diz que passamos a "viver o ascendente", o que de fato não acontece. Passamos, se estivermos nos dedicado ao ato de conhecer a si mesmo, a pensar e sentir as vozes, memórias, emoções e instintos internos, a aceitar as contrariedades internas, os buracos e as contradições - se existirem.

E isso não é apenas uma coincidência: é justamente por volta dessa idade que acontece o nosso primeiro Retorno de Saturno.

Saturno é um planeta que demora mais ou menos 29 anos para dar uma volta completa pelo Zodíaco e é nessa idade que ele estará completando seu primeiro ciclo, voltando ao ponto onde estava no dia do seu nascimento.

O Retorno de Saturno tem ligação com o Ascendente aos 30 anos?

Como você pode conferir neste artigo, Saturno, nos estudos astrológicos representa a estruturação, nossos limites, regras, maturidade, a consciência do que fazemos da vida e a reação que colhemos das nossas ações.

Antes dos 28/30 anos, muitas vezes a pessoa ainda pode ser muito influenciada pela família e não ter sua vida financeira totalmente estável, dependendo de familiares ou amigos.

Nesse primeiro retorno, Saturno indica uma percepção maior das nossas limitações e do nosso potencial. É como se até atingir essa idade você estivesse apenas planejando, tentando fazer algo da sua vida. A partir daí, você começa a ter mais responsabilidade, seu senso de obrigação fica aguçado e você passa a concretizar seus planos.

Nesta idade, é comum aparecerem questionamentos a respeito do que você fez ou não fez até aqui, se você já atingiu seus objetivos iniciais e o que você realmente quer daqui pra frente.

Você sente que atingiu o primeiro "checkpoint", a primeira data limite para fazer o que tem que ser feito. Você não quer mais viver só de tentativas e sonhos e sim correr atrás dos seus objetivos, conquistando-os. Lembremos também que os primeiros sinais de envelhecimento começam a surgir nesta época.

Depois que você atinge esse nível de consciência, tende a querer utilizar melhor as suas habilidades para alcançar o que deseja. E o que você deseja pode estar bastante relacionado ao seu Ascendente.

Obviamente a sua essência, que vem do seu signo solar, permanecerá a mesma. Porém, você vai amadurecendo e mesclando o seu Ascendente a ela. Assim, as chances de usar suas habilidades e virtudes para conquistar seus objetivos e desejos aumentam.

Não existe idade para evoluir

Depois dos 30 anos, vivemos mais facilmente e com maior autonomia, sem ligar muito para a opinião dos outros, ou mesmo, podemos agir de acordo à agradar e sermos aceitos, para nos sentirmos mais amparados. Para tanto, utilizar os papéis ou imagens da posição do ascendente pode nos trazer indícios importantes.

É geralmente depois dessa idade que ganhamos a consciência de procurar o que realmente queremos e encarar o fato de que, no final das contas, a responsabilidade é apenas nossa.

Não existe idade para evoluir

Existe um certa exaustão em nos manter-mos automatizados e assim, podemos nos cansar de nós mesmos: das representações, dos papéis, das fantasias que desenvolvemos de que representando papéis, iríamos atingir o famoso bem estar interno da plenitude e bem estar.

Talvez fosse mais filosófico fosse dizer que isto se torna mais claro quando a pessoa realmente amadurece e sua consciência evolui na direção do si mesmo, algo que pode acontecer em qualquer idade - ou em idade nenhuma.

Ninguém é obrigado a evoluir, crescer, entender-se... existe apenas investimentos pessoais e particulares maiores, menores ou inexistentes neste sentido, e as consequências destes investimentos muitas vezes vêm maior ou menor escala.

Existe gente madura, consciente e equilibrada de todas as idades, mas há também aquelas pessoas que nunca chegam lá. Em resumo, o que podemos afirmar é: conforme a pessoa vai evoluindo, a tendência é estar cada vez mais consciente sobre os potenciais de seu Ascendente.

E como pessoas maduras, queremos dizer pessoas conscientes de sua própria complexidade, das vozes evolutivas dentro de si, de seu sistema nervoso, de seu corpo, do que sejam as funções oníricas, a realidade interna e a externa, nossas sensações, traumas e potenciais internos, capazes de se auto regularem, serem conscientes e direcionarem seus potenciais, relacionando-se de forma mais fluente em termos de vida com sigo mesma e os meios nos quais interage.

Ser maduro não necessariamente significa ser responsável, cumpridor de regras de respeito à toda forma de hierarquia social, que coloca o medo como forma de guia existencial, regras de comportamento social, previsível, colocando sempre os problemas na frente do prazer. Este modelo relaciona-se mais ao “Adulto Social “ desejado pelos pais, prefeitos, governadores ou quaisquer líderes que desejam controle sobre seus cuidados. (Freud chamou isto de Superego)

Uma pessoa pode ter muita responsabilidade, senso de hierarquia e mesmo assim, saber reconhecer quando se precisa transgredir, impor-se ou mudar. Em outras palavras, ele  não perde sua espontaneidade, mesmo vendo e se identificando com valores de preservação, manutenção e ordem.

Mesmo Ascendente e Signo Solar

Se o Ascendente for igual ao signo solar, você provavelmente não precisaria desenvolver esta característica, e sim aplicá-la. O Eu espontâneo e as primeiras impressões parecem não ser muito diferentes e por isto, o caminho para a criatividade e a naturalidade se tornam mais facilitados.

Você é o que é, então é muito mais fácil manifestar suas características dentro da sua estrutura de personalidade.

Os astros que estão próximos ao Ascendente também indicam tendências para a nossa personalidade. Neste caso, o astro pode indicar até mesmo a característica mais relevante da nossa personalidade, ou pode ofuscar o próprio Ascendente. Por exemplo:

  • Saturno muito perto do Ascendente em Áries pode indicar alguém mais prudente e até temeroso, ao invés de ser tradicionalmente impulsivo e impetuoso.
  • Júpiter muito próximo ao Ascendente em Virgem indica alguém que, ao invés de mais reservado e metódico, pode se tornar mais entusiasmado e otimista. Quem antes tinha um comportamento simples e fazia tudo de forma mais cuidadosa e detalhada, de repente pode se tornar extrovertido e tomar mais gosto pela aventura.

Este efeito de angularidade foi demonstrada nos estudos estatísticos do casal Gauquelin (La cosmopsicologie - Gauqelin, M.).

Ou seja, quaisquer planetas em conjunção ou fazendo outros aspectos com o Ascendente irão interagir em sua expressão. E isso, obviamente, vale para qualquer outro planeta do mapa. Se o seu Sol está em Áries mas Saturno está fazendo um aspecto dissonante com ele, como uma quadratura ou oposição, será mais difícil se identificar com muitas características associadas a Áries.

Devemos levar em consideração também o planeta que rege o signo Ascendente, pois a posição dele adiciona informações interessantes.

Exemplo: uma pessoa com Ascendente em Gêmeos, que é regido por Mercúrio.

  • Se Mercúrio estiver em Touro, a pessoa, que antes era menos conservadora e mais despreocupada, pode se tornar um pouco mais taurina, ficando mais moderada, sensata e preocupada com as coisas materiais.
  • Se Mercúrio estivesse em Aquário, poderia haver um aumento na capacidade de comunicação e velocidade de pensamento, por ser um signo de Ar, mais alinhado a Gêmeos.
  • Em Câncer, a comunicação seria incrementada através da imaginação e sentimento, características que fazem parte do primeiro signo de Água.

Em astrologia, devemos sempre entender que é um conjunto de características (signos, sinais, indicadores) que determinam a síntese interpretativa, e nunca uma posição isolada.

Sendo assim, quando falamos de Ascendente, devemos sempre levar em consideração:

  • O próprio signo Ascendente;
  • Os astros que estão próximos (aproximadamente 10 graus antes e 10 graus depois);
  • Os astros que regem este signo, levando em conta o signo e casa em que ele está posicionado;
  • Os aspectos que interagem com este posicionamento.

Significado do Ascendente em cada signo

Áries - É a característica de empreendedorismo que faz a vida avançar. Palavras-chave como liderança, individualidade, autoconhecimento, autodidatismo, pioneirismo, juntamente com a vontade de avançar e iniciar coisas tendem a ganhar mais consistência. O indivíduo tende a ficar cada vez mais inquieto e agitado para realizar e conquistar. Um desejo maior de libertação e independência também pode surgir.

Touro - Mais praticidade. A pessoa pode fazer as coisas de uma forma mais embasada, por a mão na massa de forma mais consistente, ficar mais em contato com o mundo material, ter mais calma e administrar sua vida de acordo com a habilidades da natureza mais fixa deste signo.

Gêmeos - Maior comunicação e interatividade. Pode haver uma vontade de ler mais, se instruir mais, fazer mais amigos, viajar e acumular experiências variadas. É o Ar Mutável em ação.

Câncer - Mais experiências emocionais e maior orgulho de suas origens. Pode ser mais difícil se afastar do núcleo familiar e há uma vontade mais forte de cuidar das pessoas ao redor.

Leão - O valor da imagem ganha mais atenção. A característica astrológica do Fogo em qualidade Fixa na astrologia indica consciência dos aspectos de liderança que possui e da importância que as imagens podem ter.

Virgem - Vocação para trabalhar. Pode ser uma pessoa de hábitos e de rotina, consolidando a precisão virginiana.

Libra - Mais diplomacia, maior poder de negociação, maior influência de vendas (de produtos ou ideias). Pode querer colocar em prática suas qualidades inerentes de harmonia, buscando equilibrar e ajudar as pessoas ao seu redor.

Escorpião - Poder pessoal. É um signo de Água Fixa que passa uma sensação de confiabilidade e controle.

Sagitário - Avanços nas pesquisas e no conhecimento. Ganham mais destaque o caminho acadêmico, o ensino superior, o mestrado, o doutorado, a livre docência, o ato de aprender, ensinar e palestrar, a veia cientista ou filosófica. Uma natureza mais descontraída pode também se manifestar.

Capricórnio - Responsabilidades ganham destaque. Uma curiosidade que pode ser comum a quem possui este Ascendente é passar por alguns problemas logo no começo do caminho. Isso obriga a pessoa a desenvolver mais responsabilidade logo na infância ou adolescência.

Aquário – Maior flexibilidade sem crenças cegas ou regras. Consegue trabalhar com coisas mais exóticas e diferentes de uma maneira mais fácil, fugindo da ideia da realidade cheia de regras.

Peixes - Empatia e maior busca espiritual. Empatia, sensibilidade e emotividade são amplificadas e pode haver mais sintonia com o mundo astral superior.

Evoluir também é ascender

Como pudemos ver, para que o Ascendente tenha um papel cada vez mais relevante em nossas vidas, devemos amadurecer e evoluir. Quando nos tornamos mais conscientes de quem somos, do que queremos e do mundo que nos cerca, podemos abraçar suas influências e canalizar seus potenciais para nos ajudar em nosso caminho.

O Ascendente é uma das várias peças-chave para o nosso desenvolvimento ao longo desta jornada.

Afinal, evoluir (para os que pretendem) nada mais é do que ascender!

Mais sobre o Ascendente nos Signos

Categorias

O céu no momento...

quinta-feira, 25 de abril de 2024 | 00:51