Caminhos para se encontrar em meio ao caos

A sensação de viver um caos é tão comum quanto ser humano
Caminhos para se encontrar em meio ao caos
Por Leticia Spier em Bem estar e evolução
Publicado em: 14/06/2021 às 17h38

Todos nós, em algum momento da vida, já tivemos a sensação de um mal-estar indefinido: sentimos que há algo errado, mas não estamos doentes e nem sãos.

Chegamos a nos perguntar: "que raios está acontecendo comigo?" Temos a impressão de que o mal-estar oculta um sentimento de caos interno, às vezes mais e noutras menos presentes, acompanhado de uma sensação de desconforto.

O trabalho não está rendendo como antigamente; o entendimento com o cônjuge não é o mesmo, parece que o amor acabou. Não temos mais paciência com os filhos, nem com os colegas de trabalho.

Enfim, sentimos que algo em nossa vida deveria mudar, mas não sabemos bem como, nem por onde começar.

Estamos em uma situação caótica ou uma crise. Quando nos deparamos com ela, só pensamos em uma única coisa: preciso superar essa crise, preciso de um caminho para me encontrar.

Mas afinal, qual caminho devo seguir?

A resposta certa é só você que poderá dar a si mesmo, mas neste post, quero te dar sugestões seguras de caminhos a seguir para você se encontrar em meios ao caos.

A origem do caos

Existe algo em nós que é imensurável, mas muito constante: nossas insatisfações e vazios. É dai que nasce nossa sensação de caos interno.

É comum sentirmos uma ânsia por algo que nos falta, um desejo de "quero algo mas não sei bem o que é". Na verdade, esse desejo sempre existirá, com diferentes níveis de intensidade.

A sensação de finitude, que parece com um buraco dentro do peito ou um constante incômodo, tem relação com o nosso instinto gregário, que é o de estar em pertencimento com outras pessoas, de nos unirmos a algo que é maior que nós.

Psicanalistas apontam esse desejo e o vazio com a vontade inconsciente de voltar à completude que tínhamos dentro do útero da nossa mãe.

E então surge o caos: você vai se sentir como o João Bobo, que é arrastado para todas as direções de modismos e por toda sorte de ventos, para achar algo que preencha os buracos da sua insatisfação.

Quanto maior o desespero e ânsia para acabar com o vazio, maior a busca. Tem pessoas que viajam o mundo para conhecer lugares e culturas que possam deixá-las felizes, outras gastam rios de dinheiro com itens da moda e outros se jogam em trabalhos árduos.

Outras pessoas mergulham de cabeça em religiões, ou em relacionamentos, achando que poderão ter seus problemas sanados.

Não estou dizendo que você não possa viajar, comprar suas roupas ou trabalhar, mas quando você faz isso para preencher uma sensação de vazio interno, na verdade, você está optando pela escolha de se perder em meio ao caos.

E, não, não há nada que você possa fazer para arrancar o vazio e a ânsia por satisfação, eles sempre vão existir. Porém, você pode aprender a canalizar esse anseio para coisas positivas, como, por exemplo, direcionar esse desejo para metas pessoais.

Você vai sentir vontade de pular de galho em galho, fazendo de tudo para preencher algo que só você, dentro do seu processo de autoconhecimento, consegue fazer, que é colocar mais doses de você em você mesmo(a)!

Preste atenção nos seus movimentos e desejos, pois o vazio pode custar caro, principalmente por existirem maus hábitos ligados a eles: são as válvulas de escape do caos. São eles:

  • vícios;
  • procrastinação;
  • dependências;
  • pensamentos de derrota;
  • ilusões;
  • comportamentos destrutivos;
  • auto sabotagem.

Perder-se no caos tem um custo alto que podem fazer com que uma vida inteira que poderia ser plena e abundante seja desperdiçada.

Quer saber como essas informações podem afetar sua vida?

2) Abrace o caos

Em primeiro lugar, tenha calma. Normalmente, a sensação de viver um caos é tão comum quanto ser humano e tem uma natureza biográfica. Vou te explicar o por quê.

A vida vai seguindo um rumo determinado, amaduremos com as vivências, vencemos obstáculos, tudo isso para alcançar aquela sensação de bem-estar e segurança, de que tudo vai bem.

Há aquelas crises ou situações que fazem com que nos sintamos como “ovelhas negras” ou somos coniventes com acontecimentos sem planejamento. Então nos deparamos com aquela velha desculpa "isso sempre acontece comigo".

Se tentarmos descobrir o que por um lado é o caos da crise e o que, por outro lado, é uma chance de desenvolvimento, começamos a perceber o que faz parte do nosso destino individual e que é muito comum.

Quando estamos em meio ao caos, precisamos entender que para alcançarmos nossa luz e equilíbrio interior, para sermos velhinhos satisfeitos e olharmos para o nosso passado com naturalidade, precisamos, antes de tudo, abraçar o caos.

Isso porque o caos faz parte da existência, e é exatamente aquilo que não temos controle.

Você conhece a célebre frase do filósofo Nietszche?

"... É preciso ter o caos dentro de si para gerar uma estrela cintilante."

São os caos ou as crises da vida as alavancas principais para nos levar a profundas transformações.

Acolha e abrace seu caos por inteiro, se cobre menos, aceite suas feridas e cicatrizes: elas são parte de você, a sua história e fazem com que você seja a pessoa que você é.

3) Conheça o caos

Vivemos em uma socialmente que nos trata de forma massiva, como se existisse somente uma forma aceitável de ser. E assim, seguimos programações, crenças, tabus, vieses, inseguranças, traumas e padrões que nos impedem de sermos plenos e satisfeitos. O lado bom dessas programações é que elas nos incomodam: é a própria sensação de caos.

Quando você não está conectado com sua essência, você pode passar uma vida inteira para descobrir como se encontrar em meio ao caos, e mais, precisa de coragem e de ajuda para se encontrar, para assumir quem realmente é.

É preciso um mergulho profundo no autoconhecimento e a terapia poderá te ajudar a se encontrar com mais rapidez.

Sim. Você vai ter que mergulhar na análise, vai precisar ler muitos livros, vai precisar de muita força para criar a sua programação livremente e começar a viver com ousadia.

Você quer olhar para trás e saber que fez da sua vida uma jornada feliz, que se esforçou para crescer, que se abriu emocionalmente para ser quem você é?

Saiba que você pode ter uma vida muito mais plena e realizada fazendo terapia, conhecendo seus potenciais, ao se desafiar nos seus pontos fracos.

A terapia é o caminho de autoconhecimento mais profundo que você poderá conhecer para se encontrar em meio ao caos.

4) Cresça no caos

Esther Harding, aluna de Jung, compara nossa vida com as quatro estações do ano: a primavera do nascimento até a maioridade, o verão a maturidade, o outono a fase entre os 40 e 60 anos e o inverno, com a velhice.

Assim como o lavrador tem de saber qual é a época apropriada para semear, colher, etc., o ser humano, para colher os frutos de sua vida, também poderá conhecer "as suas estações".

E poderá então arar a terra na época adequada; contudo conhecer a si mesmo é um trabalho bem mais difícil que o do camponês.

Na antiga China dizia-se que uma pessoa leva 20 anos para aprender, 20 anos para lutar e 20 anos para se tornar sábia. Podemos expressar da seguinte forma: levamos 20 anos para "crescer", 20 anos para “amadurecer” e mais 20 para "amadurecer espiritualmente".

O que seria esse amadurecimento?

Amadurecer é aproveitar os momentos de caos e etapas difíceis da vida para saber usá-las da melhor maneira possível, ou seja, usar tudo a seu favor.

Conforme a teoria dos setênios da Antroposofia, superar o caos de cada etapa seria entender o amadurecimento espiritual e a volta gradativa às alturas do aprendizado, tal qual uma pessoa escala uma montanha.

Quanto maior a subida, menos ela se preocupa com as pedras no caminho ou os pequenos percalços da viagem. A cada degrau, ela anseia por subir mais um pouco, até contemplar o cume: é a totalidade alcançada com suor e esforço.

Sim, vai doer um pouquinho, mas saiba que enxergar o caos como uma oportunidade de crescimento poderá te levar a outro patamar: o da plenitude.

Você quer olhar para trás e saber que fez da sua vida uma jornada feliz, que se esforçou para crescer, que se abriu emocionalmente para ser quem você é?

Se sim, não tenha medo de passar pelo seu caos interior! Faz parte do seu caminho de transformação. Use o caos para fazer coisas novas e recomeçar, como a lagarta que ousou ser borboleta.

Se encontrar em meio ao caos não é fácil, mas é uma grande oportunidade e certamente um caminho mais abundante.

Leticia Spier
Leticia Spier

Virginiana com Mercúrio, Vênus, Lua e Marte na Casa 3. Mestra dos símbolos e mitos, dou aulas, cursos e também atuo como terapeuta na arte de curar através dos símbolos. Ajudo a alcançar a realização plena através do Mapa Astral e Tarot Terapêutico.


Leia mais artigos do Astrolink ver todos

Encontre a si mesmoEncontre a si mesmo
Quando foi a última vez que você separou um tempo para se encontrar consigo mesmo? A astrologia também pode ser um ótimo caminho para retomar sua jornada de autoconhecimento e entender certos processos universais.


O céu no momento...

Segunda-feira, 20 de Setembro de 2021 | 08h29
Sol 27° 36' Vir
Lua
Quarto Crescente
19° 53' Pei
Fase Gibosa
ver ciclo lunar
Mercúrio 23° 10' Lib
Vênus 10° 52' Esc
Marte 03° 27' Lib
Júpiter 23° 35' Aqu R
Saturno 07° 13' Aqu R
Urano 14° 24' Tou R
Netuno 21° 37' Pei R
Plutão 24° 22' Cap R
Quiron 11° 14' Ari R
Lilith 07° 05' Gem
Nodo Norte 04° 02' Gem R
Aspectos ativosorbe
SolOposiçãoLua7.71
SolConjunçãoMarte5.86
SolOposiçãoNetuno5.98
SolTrígonoPlutão3.22
SolTrígonoNodo Norte6.44
LuaSextilUrano5.50
LuaConjunçãoNetuno1.72
LuaSextilPlutão4.48
MercúrioTrígonoJúpiter0.41
MercúrioQuadraturaPlutão1.20
MarteTrígonoNodo Norte0.58
NetunoSextilPlutão2.76
Ler mais

Signos no Astrolink

Piscianos    9.04 %
Arianos    8.85 %
Cancerianos    8.81 %
Geminianos    8.67 %
Taurinos    8.63 %
Aquarianos    8.29 %
Virginianos    8.20 %
Leoninos    8.16 %
Escorpianos    7.99 %
Capricornianos    7.90 %
Librianos    7.87 %
Sagitarianos    7.60 %