Como lidar com recursos financeiros no relacionamento?

Na astrologia, este tema está relacionado à Casa 8. Mas como tratar desse assunto?
Como lidar com recursos financeiros no relacionamento?

Boa parte das pessoas deseja encontrar alguém para dividir sonhos e projetos de vida. Quando isso finalmente acontece, é hora de focar em outro objetivo: A administração dos bens, materiais ou sentimentais, para que a relação amorosa não seja prejudicada.

Na astrologia, a Casa 8, relacionada ao signo de Escorpião, é conhecida por tratar dos recursos compartilhados, que nada mais é do que uma forma de fusão com o outro, um novo nível de intimidade entre o casal. Porém, como administrar isso na prática?

Seja responsável ao utilizar o que é outro

Estar em um relacionamento nem sempre é fácil, principalmente aquele em que o convívio é diário. Responsabilidade para lidar com recursos e sentimentos alheios é essencial, dessa forma, desentendimentos e mágoas entre os envolvidos são evitados. Quer saber como fazer isso? Leia as dicas abaixo:

  • Tenha cuidado com o que não é seu. Se algo foi cedido à você, sempre utilize com atenção.
  • Pergunte sempre se pode jogar algo fora ou trocar de lugar. Às vezes, essa simples atitude garante uma relação mais forte e harmoniosa.
  • Não haja por impulso. Lembre-se que manter a calma e aguardar para conversar é sempre o melhor caminho.
  • Respeite o que é do outro, tendo consciência que, de vez em quando, algumas coisas relacionadas a pessoa parceira podem parecer bobeira ou sem importância para você.

Como lidar com os recursos de forma conjunta?

Após certo tempo construindo intimidade, é comum que as pessoas se juntem para dividir um lar. Com a decisão, além de dividir uma vida, é necessário a partilha de despesas e bens. E, nasce a dúvida: será que é necessário dividir tudo? Ou será que isso pode trazer mais "dor de cabeça" do que vantagens?

A decisão sobre dividir ou não os bens depende exclusivamente de cada indivíduo que faz parte do casal. Porém, caso essa seja a escolha, no que diz respeito às finanças, a atenção com alguns temas pode ajudar a manter o relacionamento saudável.

Como manter uma boa convivência partilhando os bens?

A união entre o casal e a capacidade de gerenciar adequadamente seus bens, depende de diversos fatores. É necessário, sempre, manter o respeito para evitar brigas e discussões. Quando há escuta, as boas decisões ficam mais fáceis para a vida conjunta.

Veja outros pontos que ajudam na rotina:

Compartilhamento de bens: a forma com que se aprende a lidar com o dinheiro varia conforme a crença de cada indivíduo. É possível que surjam divergências sobre como gastar e como poupar, provocando brigas. A longo prazo, o relacionamento pode sofrer com essas atitudes, causando até mesmo, a separação. Portanto, dividir totalmente os bens, nem sempre, é uma prática saudável.

O lado bom: quando as ações são conversadas e tomadas em conjunto, a intimidade e a confiança tendem a aumentar. A divisão também favorece uma maior consciência financeira entre o casal, pois ambos são responsáveis pela situação econômica.

Confiança: se um não confia no outro, de que forma é possível administrar bens juntos? Essa missão se torna quase impossível. Por isso, é preciso confiar que ambos estão fazendo o melhor e que ninguém quer prejudicar o outro. Para isso, mantenha o diálogo como rotina e sempre incentive um ao outro.

Compreensão e diálogo: alguma atitude foi tomada de forma equivocada? Evite impulsos! Erros acontecem, conversar e mostrar compreensão é uma ótima saída para evitar mágoas. Então, se há um plano para a grana que sobrou do último salário, procure saber o que a outra parte acha. Se está com dificuldades para pagar uma dívida, fale sobre isso com seu parceiro. Não mantenha segredos!

Metas compartilhadas: comprar um imóvel para começar uma família? Férias do próximo ano? Troca de carro? Não importa se os planos são para agora ou para daqui uns meses, a regra é: mantenha a organização conjunta! Isso ajuda a entender a dinâmica financeira de ambos e estimula a consciência envolvendo dinheiro.

Divisão de contas: não é justo um pagar quase tudo e o outro economizar. Sempre que possível, estipule o que é responsabilidade de cada um.

Liberdade individual: tenha em mente que é preciso haver uma certa liberdade para gastos individuais, ou seja, para que cada um use o dinheiro da forma que acha justa. Não esqueça de manter o respeito ao acordo feito, sem comprometer a quantia que deve ser destinada para o pagamento de contas e planos.

Um dos dois recebeu uma herança. E agora?

Normalmente, quando um dos envolvidos em um relacionamento recebe uma herança, é comum surgirem dúvidas sobre como proceder para que isso não se torne um problema para a vida a dois.

Quer saber como lidar com a situação?

  • Primeiramente, converse e decida em conjunto se a ajuda de um advogado é necessária, para conhecer os direitos e obrigações;
  •  É importante que o casal esteja confortável para conversar sobre a herança, deixando claro que os dois têm total liberdade de fazer perguntas;
  • O ideal é que se chegue a um consenso sobre como a herança será utilizada. Por exemplo, se for uma boa quantia em dinheiro, tente decidir juntamente o destino do dinheiro;
  • Lembre-se sempre de que uma herança é algo bom e não um motivo de desavença. Por isso, o diálogo continua sendo uma ótima forma de manter o relacionamento saudável!


O céu no momento...

Quarta-feira, 6 de Julho de 2022 | 03h28
Sol 14° 04' Can
Lua
Nova
02° 41' Lib
Fase Crescente
ver ciclo lunar
Mercúrio 01° 43' Can
Vênus 15° 40' Gem
Marte 00° 37' Tou
Júpiter 07° 53' Ari
Saturno 24° 29' Aqu R
Urano 17° 56' Tou
Netuno 25° 25' Pei R
Plutão 27° 41' Cap R
Quiron 16° 21' Ari
Lilith 09° 09' Can
Nodo Norte 20° 56' Tou R
Aspectos ativosorbe
SolQuadraturaJúpiter6.19
SolSextilUrano3.87
SolSextilNodo Norte6.87
LuaQuadraturaMercúrio0.96
LuaOposiçãoJúpiter5.20
LuaOposiçãoNetuno7.27
LuaTrígonoPlutão5.01
MercúrioSextilMarte1.11
MarteQuadraturaPlutão2.94
NetunoSextilPlutão2.26
Ler mais

Signos no Astrolink

Piscianos    9.00 %
Arianos    8.81 %
Cancerianos    8.80 %
Geminianos    8.67 %
Taurinos    8.63 %
Aquarianos    8.30 %
Leoninos    8.21 %
Virginianos    8.21 %
Escorpianos    8.01 %
Capricornianos    7.90 %
Librianos    7.88 %
Sagitarianos    7.60 %