Sol na Astrologia

O Sol - Impulso do poder, a vitalidade, o ego

O Sol retratado como uma esfera é um dos símbolos mais antigos conhecidos. No estudo da Astrologia, ele representa o ego e a vontade consciente, bem como a nossa energia vital. É a nossa essência, através da qual outros níveis de consciência podem interagir. A posição do Sol em nosso mapa astral descreve a forma como irradiamos nossa vontade e espontaneidade em relação ao que acontece em nossas vidas. Seu efeito é principalmente paternal. O Signo e a casa onde o Sol se posiciona indicam o tema central do nosso espírito, onde nós realmente brilhamos e de onde vêm várias de nossas características.

Características e dignidades do Sol:

  • Qualidade: Quente e Seco
  • Palavra-chave: Essência
  • Tópico: Impulso do poder, a vitalidade, o ego
  • Domicílio: Leo Leão
  • Exaltação: ries Áries
  • Queda: Libra Libra
  • Exílio: Aqurio Aquário

O Sol tem como glifo um círculo com apenas um ponto no centro, o núcleo que simboliza a manifestação individual de nossos espíritos.

Ele também é o glifo das ÁGORAS (praças) gregas. Nestas praças, havia um púlpito, como a de nossos atuais congressos. Nele, era dado o direito a cada cidadão grego de adentrar o círculo, subir ao púlpito e discursar, dando sua opinião sobre a sociedade. Outra pessoa não podia ultrapassar este círculo caso já estivesse sendo utilizado.

Este comportamento regia a ética, a organização e a vida política naquela sociedade. Como herdamos da cultura grega parte de nossa organização, hoje em dia a mantemos em nossos congressos.

Assim, a ÁGORA (ou o glifo do Sol), representa o respeito à opinião, à individualidade e à dignidade de cada cidadão. Suas construções significam que naquela cidade, existe respeito ao indivíduo.

Nos dias atuais, em especial no Brasil, a ágora são as praças centrais com os coretos, muitas vezes usados por autoridades ou manifestações públicas de opinião, cultura e arte.   

O glifo do Sol também mostra que ele está no centro do céu. Abaixo dele estavam 3 astros: Vênus, Mercúrio e Lua e acima estavam mais três: Marte, Júpiter e Saturno. Assim, o Sol ocupava um local de importância na cosmografia geocêntrica (Terra como sendo o centro) da época.

Ele representa nosso interior, nossa alma, nossa essência, o conceito de Eu individual, espontâneo, natural, o pedaço de nós que sente a necessidade de se mostrar ao mundo. Essa expressão pode se dar através do trabalho, de atividades sociais e do contato com outras pessoas, dependendo do signo onde estará posicionado.

Sempre sua equação (conjunto de disposições) total deve ser observada.

Tem influência na nossa autoafirmação e autoestima, nosso brilho e poder pessoal. É a nossa essência, a parte de nós que é praticamente imutável e profundamente sentida. Interage com a nossa vontade, propósito, capacidade de realização e tomada de decisões. O signo que dá cor a essa característica classifica seu modo de atividade.

Ela se difere de nossos condicionamentos emocionais, nossos desejos de sermos aceitos, nossas imitações e espelhamentos, bem como os comportamentos exigidos e muitas vezes impostos pela educação em sociedade.

O Sol é a fonte primária de energia do nosso sistema planetário, o Astro Rei que nos concede vitalidade, o centralizador que guiará todos os outros posicionamentos do mapa astral. Nesse caso, destaca-se da Lua (que simboliza nossas emoções, reações e hábitos) e de Saturno (regras, limites, ambiente social, a autoridade vinda de modelos austeros).

É o Sol que expõe nosso lado consciente e adulto (psicologicamente falando), sóbrio e ativa parte da criatividade que cada pessoa carrega. É quem faz a primeira delineação do nosso desenho, gerando os contornos e traços mais básicos da nossa existência. Todos os outros planetas vão apenas complementar com mais traços e mais cores, finalizando assim a criação artística que é o nosso Ser completo, a obra viva que o universo manifesta como sua imagem e semelhança.

O mecanismo de defesa que desenvolvemos durante nosso processo educativo e de desenvolvimento psicológico também é influenciado pelo Sol, que mostra como cada pessoa reage aos acontecimentos e pressões do ambiente que a cerca, de forma criativa e individual no enfrentamento a determinadas exigências que não são identificadas.

Esse mecanismo confere a cada indivíduo uma identidade muito pessoal e um senso de ego que torna cada pessoa muito diferente da outra, reagindo de formas diferentes aos acontecimentos e estímulos externos defendendo sua posição, se opondo a valores com os quais não compactua indiferente da educação, influência familiar ou religiosa que por ventura tenha.

Na astrologia, representa mais a idade adulta, dos 20 até os 40 anos, simbolizando também para vias de análise como o chefe / a chefe, o pai ou mãe, o tio ou tia, o irmão ou irmã mais velhos, o marido ou esposa e outros homens e mulheres mais velhos, que se tenha como referência como modelo real a ser seguido por admiração e culto.

Alguém que tenha sido ou seja inspirador como forma de viver e interagir com o mundo que o envolve. Uma referência de sucesso subjetivo ou objetivo e que tenha se destacado por sua naturalidade e singularidade.

o chefe, o pai, o tio, o irmão mais velho, o marido e outros homens mais velhos. O Sol é o princípio ativo e masculino (yang), o arquétipo do herói, o "Deus-rei". Por isso, quando usado em algumas interpretações astrológicas representa presidentes, reis, príncipes, líderes políticos, oficiais superiores e administradores.

Nos tempos atuais, por conta de uma igualdade de gênero cada vez maior, esta interpretação também é observada paras mulheres de características análogas (yang).

Nesse caso, se manifestarmos de forma estática, tímida, subestimada ou sob uma baixa frequência a nossa essência, o Sol pode se manifestar como insegurança, arrogância, falta de consideração com os outros e aplicar uma veia dramática na personalidade.

No entanto, se agirmos de forma consciente, com maturidade em relação à influência do nosso Sol, avançaremos para o autocontrole, a coragem e a consideração.

O Sol também é um dos guias para o nosso propósito na vida, mas para exercitar este senso de Ego de uma maneira ideal, devemos também nos importar com as outras pessoas ao nos afirmarmos, alcançando assim a verdadeira autoconfiança e coragem.

Em outras palavras, devemos exercer nossa individualidade e naturalidade, respeitando os outros e suas diferenças, mas igualmente respeitando nossa própria individualidade.

O astro se desloca cerca de 1 grau diariamente através do zodíaco e leva um ano para dar a volta completa, ficando cerca de 1 mês em cada signo. Ele não tem movimento retrógrado e também rege o signo de Leão.

Seu dia da semana é domingo (ou "Sunday", em inglês). O Domingo era - e ainda é - considerado o principal dia da Semana. Um dia reservado para si mesmo, de resguardo, reflexão e associado pela igreja à principal missa da semana que se dá pela manhã, conforme o sol nasce.

As casas astrológicas onde o Sol possui mais afinidade são a Casa 1, Casa 5, Casa 9 e Casa 10. Pode se dizer que na Casa 12 sua posição ficaria um pouco prejudicada, pois é uma casa cadente onde os astros encarnam um papel de finalização, para potencial renascimento posterior.

Como o Sol significa a vitalidade e a casa 12 se refere às debilidades e doenças, esta posição pode limitar a ação do Sol em sua espontaneidade, vivacidade e autoconfiança, se somada a uma equação solar igualmente compatível.

Diz-se que o Sol está debilitado quando em Libra e exaltado em Áries. Seus planetas com maior afinidade de características observadas são Júpiter, Marte e a Lua, e os potencialmente antagônicos ao seu modo de agir são Vênus e Saturno. Mercúrio torna-se neutro nessa avaliação comparativa.

A casa astrológica onde o sol está posicionado no mapa se torna um dos focos de grande importância na vida da pessoa, onde esta é a área da vida onde a pessoa consegue expressar com mais facilidade sua verdadeira identidade e naturalidade.

Por exemplo, se o Sol está na Casa 7, então isso mostra que o ego está centrado no parceiro, nas parcerias ou nos relacionamentos dessa pessoa. Se está na Casa 1, o ego e a autoafirmação podem ser mais fortes, fazendo a pessoa centrar-se em si mesma com mais facilidade. Ao iluminar a casa onde está, nos permite entender também com mais clareza os assuntos que aquela casa rege.

O signo que rege a casa por ele ocupada também complementa as características do seu signo solar. Ou seja, se Touro reger a casa que o Sol ocupa no seu mapa, você pode ter algumas características deste signo.

O posicionamento do Sol também faz muito bem a casas consideradas adversas, caóticas e criadoras de esforços que muitas vezes nos criam uma sensação desagradável. Um mapa astral que possui um Sol que não está posicionado em destaque por sua posição no zodíaco ou em sua relação com os demais astros, pode fazer com que os temas das casas (e os regentes das mesmas) possam sofrer um pouco, mas o mesmo vale para o contrário.

Por sua vez, um Sol posicionado com destaque e com muitos apoios vindos dos demais astros, faz vai fazer estes mesmos locais ganharem mais brilho e relevância.

Quer saber como essas informações afetam a sua vida?

SolA famosa pergunta "qual o seu signo?" responde apenas à posição do Sol no seu mapa astral

Como o Sol é o único astro que possui uma regularidade de movimento, ou seja, todo ano ele passa pelos mesmos signos na mesma época, muita gente acaba pensando que o signo solar é o fator mais importante na astrologia. Claro que sua influência é grande, porém, precisamos lembrar que nosso mapa astral ainda conta com o Ascendente (a cúspide da casa 1), a Lua e mais oito planetas principais contando-se os anões, ou seja, você pode sofrer diversas outras influências que vão se misturar com as do Sol para formar a sua personalidade singular e única em termos de características individuais e situações de vida.

O lado de grande contributo da influência do Sol na Astrologia é trazer energia, vitalidade e uma autoridade interior que gera autoconfiança e afirmação. Proporciona valor pessoal, integridade e um sentido de identidade e independência, abrindo caminhos para a realização de nossas ambições.

Já sua característica mais dissonante e não bem utilizada ou trabalhada psicologicamente, traz comportamentos como orgulho, vaidade e complexo de superioridade, tendo grande necessidade de chamar atenção assim como uma criança insegura, precisando ser o centro das atenções.

A pessoa pode se achar mais importante do que é, ficar arrogante, vaidosa, egoísta e exibicionista. Tende a precisar ser admirada, reconhecimento e vincular "sucesso" a coisas equivocadas. Esse lado não tão bem trabalhado, ou não bem gerido do Sol ainda pode deixar o indivíduo meio desorientado ou sem energia, o que leva a falta de ambição.

A pessoa tem mais chances de se sentir humilhada, derrotada, se anula e desiste das coisas. Também pode despertar submissão e timidez, onde a pessoa não lida bem com cargos superiores ou de chefia, ou qualquer outro papel onde tenha subordinados. À medida que o Eu superior desperta, as qualidades positivas começam a irradiar para todos, sem filtros, como os raios do Sol em um céu sem nuvens.

Lembramos sempre que na maioria dos mapas observados, a não vivência da equação solar cria uma sensação descrita por muitas pessoas como "não ter vivido sua própria vida", mesmo com sucesso financeiro e reconhecimento. Sentem-se farsas, impostores, robôs, fantoches de personagens, papeis de representação social ou profissional que elas mesmas criaram em algum momento da vida e depois não conseguiram mais se libertar.

Sobre a chamada combustão e proximidade do Sol em um mapa astral

Este é um assunto controverso dentro do estudo da astrologia, pois muitos astrólogos têm opiniões muito subjetivas ao discutirem o tema. Algumas correntes astrológicas dizem que a combustão pode debilitar completamente a força do planeta combusto, já outros dizem que os efeitos da combustão possuem uma força muito pequena, muitas vezes até insignificante, não sendo um grande problema para o nativo que possui tal situação em seu mapa astral.

Os que acreditam em combustão dizem que o sol tem o potencial de "queimar" algumas das qualidades do planeta que está fazendo uma conjunção curta com ele. Para que tal efeito ocorra e seja considerado, a conjunção de algum planeta com o Sol precisa ser de poucos graus de distância. Em distâncias maiores, o Sol pode até mesmo iluminar as qualidades dos planetas envolvidos (algo em torno de 6 a 10/15 graus). É dito que se a conjunção ocorrer além desta distância, provavelmente não terá efeito interativo visível. A exceção a esta regra é Mercúrio, pois é sempre o planeta mais próximo do Sol. A conjunção precisará ser pelo menos de até 1 grau para que algum efeito nocivo da combustão seja analisado entre o Sol e Mercúrio.

Mas, apresentamos tais informações apenas à título de curiosidade, pois ainda não há um consenso a respeito da ação real de uma combustão na astrologia.


A influência do Sol Sol nos Signos

A influência do Sol Sol nas Casas Astrológicas

Baixe agora o aplicativo e acesse seu horóscopo personalizado

Sol e você...

Descubra a importância do astro Sol no seu mapa astral.

Crie a sua conta grátis ou efetue o login para saber qual signo ou casa este astro está posicionado e quais são seus benefícios!



O céu no momento...

Segunda-feira, 22 de Abril de 2024 | 22h01
Sol 03° 15' Tou
Lua
Quarto Crescente
21° 17' Lib
Fase Gibosa
ver ciclo lunar
Mercúrio 16° 16' Ari R
Vênus 21° 54' Ari
Marte 24° 01' Pei
Júpiter 22° 14' Tou
Saturno 15° 53' Pei
Urano 21° 55' Tou
Netuno 28° 40' Pei
Plutão 02° 04' Aqu
Quiron 20° 14' Ari
Lilith 22° 31' Vir
Nodo Norte 15° 39' Ari R
Aspectos ativosorbe
SolQuadraturaPlutão1.17
LuaOposiçãoMercúrio5.02
LuaOposiçãoVênus0.62
LuaOposiçãoNodo Norte5.64
MercúrioConjunçãoNodo Norte0.61
MarteSextilJúpiter1.78
MarteSextilUrano2.10
JúpiterConjunçãoUrano0.32
Ler mais

Signos no Astrolink

Piscianos    8.95%
Arianos    8.83%
Cancerianos    8.80%
Geminianos    8.65%
Taurinos    8.59%
Aquarianos    8.28%
Leoninos    8.23%
Virginianos    8.22%
Escorpianos    8.06%
Librianos    7.91%
Capricornianos    7.88%
Sagitarianos    7.59%