A Astrologia e a Evolução Pessoal

As contribuições de cada energia
A Astrologia e a Evolução Pessoal
por Astrolink em Corpo, Mente e Espírito
em 13/08/17 às 17h53

Uma famosa teoria diz que o universo nasceu em um ponto de densidade e temperatura extremamente altas. Houve então uma explosão de energia, o universo se expandiu, posteriormente se esfriou e os elementos mais simples se formaram a partir dessa grande sinfonia de eventos. A gravidade juntou gradualmente a matéria para formar as primeiras estrelas e as primeiras galáxias. Algumas estrelas morreram em explosões de supernova, cujos remanescentes químicos semearam novas gerações de estrelas e possibilitaram a formação de planetas rochosos. Pelo que sabemos até o momento, em pelo menos um planeta a vida evoluiu para a consciência, onde nós humildemente perguntamos: "De onde viemos? Para onde vamos? Qual o sentido da nossa existência?".

A incrível evolução do universo, desde o começo incipiente até sua transmutação, se reproduz no ciclo vital de qualquer ser ou evento. Com a Astrologia não é diferente, também conseguimos fazer uma analogia deste ciclo, onde os signos astrológicos seriam um guia ordenado para toda essa dinâmica.

Quando fazemos nosso mapa astral, podemos ver que cada energia simboliza um pouco do nosso ser e da vida como um todo, da nossa ligação com o universo. Áries, por exemplo, fala sobre a energia inicial, o nascimento, enquanto Peixes fecha o ciclo, dissolvendo em um oceano tudo que foi feito até então, em uma tentativa de evoluir através da compaixão e ligação com tudo para um novo reinício mais rico. Cada posicionamento e cada aspecto gera toda uma dinâmica interativa de conexão entre nós e o universo. A proposta do Astrolink sempre foi resgatar esse conceito, de que não somos apenas um signo, mas sim vários, fazendo-nos entender de uma vez por todas que a astrologia é muito mais do que apenas o conhecimento do nosso signo solar.

As 12 partes do mistério

Quando estudamos os 4 elementos e as Triplicidades podemos entender melhor de onde derivam os significados dos doze signos, literalmente "doze sinais". Os elementos são expressos de três maneiras diferentes para iniciar, sustentar e adaptar - criando uma divisão do círculo completo em 12 componentes distintos. Também podemos contar a história do surgimento de Áries até a rendição de Peixes como um desdobramento sequencial do mistério essencial da vida. É algo bem razoável, obedece a alguma racionalidade e é intuitivamente agradável.

Quando analisamos o modo de operação de um signo, não é satisfatório limitar o alcance de nossa compreensão usando apenas a inteligência. Temos que ter o feeling, "sentir” o signo, usar o nosso lado intuitivo para perceber cada nuance, cada maneira peculiar com que tais energias desempenham seu trabalho.

Para isso, precisamos acessar nossas próprias peculiaridades: nosso lado capricorniano, nossa porção leonina, e por aí vai. Nada externo existiria no campo da nossa percepção sem uma versão interna e pessoal equivalente. Ou seja, a interpretação depende muito de nós, da nossa experiência, dos nossos sentimentos e da nossa compreensão.

A Astrologia oferece sugestões muito claras sobre como as pessoas interagem e se percebem. Concordar com o que está escrito é algo secundário, o principal é que estamos pelo menos pensando sobre a natureza da personalidade, reafirmando que ninguém é igual e que ninguém é melhor do que ninguém. O Zodíaco oferece um fluxo de ideias que vai de Áries até Peixes, recomeçando mais uma vez em Áries.

Nem o cientista que evita a intuição, nem o esotérico que evita a racionalidade se destacarão na Astrologia. Na verdade, a profundidade desse antigo e vasto sistema de conhecimento não pode ser percebida por nenhuma dessas duas categorias de pessoas. Precisamos ter a mente aberta para apreciar a astrologia. Esta jornada zodiacal simboliza o caminho pessoal de cada um de nós durante a vida. Mesmo os leoninos devem eventualmente aprender o mistério de Virgem para se tornarem pessoas mais equilibradas. Na verdade, cada um de nós ganharia enormemente com a compreensão do círculo completo da sabedoria do Zodíaco.

Todos nós, por ressonância, de alguma forma interagimos com todas essas energias, em nossas diferentes funções e áreas da vida. Fazendo uma analogia dentro desse processo, tentaremos descrever como cada signo se comporta no ciclo existencial, apontando suas características e singularidades. Com isso, seu feeling de cada uma das energias pode ser aprimorado.

ÁriesÁries - 1º estágio: eu sou, eu inicio, eu...

O nosso caminho através do Zodíaco começa com Áries, Fogo Cardinal cujo trabalho é desenvolver um ego forte e bem definido para lidar com a importante tarefa que temos de afirmar a singularidade do nosso EU. Assim como a formação do universo, Áries simboliza o início do ciclo, a fagulha que se impõe para iniciar as coisas. É a iniciativa, a revelação da "primavera" (primeira verdade), o fogo primordial, a ação imediata. Por isso o signo traz características pioneiras, impulsivas e decisivas. É a força que compele, a coragem para reconhecer e desbravar o desconhecido, a fagulha que acende a chama. A analogia pode ser a de um bebê que acabou de nascer. Ele carrega toda a herança genética da humanidade, sua mente e seu corpo têm o potencial para a ação inicial, a energia em estado bruto para vencer a inércia e a dependência simbiótica, ganhando e desbravando o mundo. Tem muita iniciativa, mas pouca permanência. Daí surge a necessidade da existência do próximo estágio.

TouroTouro - 2º estágio: o elo material, a manutenção

Touro é poderoso o suficiente para usar sua personalidade na construção de uma base material estável, sobre a qual tudo o resto repousa. Através da paciência, quer ver seus esforços darem resultado. Lida com o mundo material, tudo que pode ser tocado, utilizado, sentido e possuído. É Terra Fixa, onde temos nosso primeiro contato de dependência com plano físico e da troca energética que precisamos manter com a natureza para continuar-mos aqui. É a estabilidade e o poder de manter. Em Touro, "o bebê que nasceu em Áries" põe seus pés na Terra e se conecta à matéria através dos sentidos físicos. Ele dá seus primeiros passos e irá tocar, se alinentar, cheirar e sentir tudo ao seu redor. Isso consumirá boa parte de sua energia, por isso ele precisa possuir recursos que trarão segurança e o ajudarão a se manter. Tudo isso pode inspirar teimosia, fixidez e imutabilidade. Um 3º estágio se faz necessário para um novo deslocamento.

GêmeosGêmeos - 3º estágio: penso, logo existo

Gêmeos desperta a intelectualidade, abrindo portas para a comunicação, o aprendizado, o movimento, a obtenção de novos olhares e novas formas de agir. Depois do seu contato físico com o mundo em Touro, o nosso bebê cresce e precisa aprender a desenvolver seu intelecto. Estabelece uma rede de comunicação como meio de ligar tudo com todos, criando a educação, o comércio e a sociedade humana. É o Ar Mutável que coleta informações de forma avassaladora, embora sem muita profundidade. O interesse é em pegar e repassar rapidamente pedaços de conhecimento soltos no ar.  A busca incessante pela informação é uma das características de Gêmeos, causada pelas necessidades de adaptação e preservação. Intercâmbio de conhecimento significa renovação constante. É um conhecimento exato, frio e racional, o que invariavelmente abre caminho para a próxima etapa.

CâncerCâncer - 4º estágio: a nutrição das raízes

Depois de nascer, se fixar e aprender racionalmente, Câncer convida o homem para reflexão via emoção, uma forma de saber mais ligada ao coração e aos sentimentos e não apenas via intelecto. Prepara então uma viagem ao passado como reconhecimento do que se é no presente, aumentando a relação humana à nível familiar, de modo que as crianças se sintam seguras e sejam fiéis às tradições que lhes deram seu lar. Para esta energia de Água Cardinal, não existe presente sem passado. Nossas memórias do que já foi vivido são fundamentais para criar raízes e alcançar a segurança necessária para seguir em frente. De volta ao ciclo terrestre, o corpo busca se fixar aos semelhantes, se alimentar, se estabilizar, nutrir e ser nutrido. O intuito é o de crescer tendo uma raiz forte, tal qual uma árvore em direção ao Sol. Câncer dá o apoio emocional necessário para o salto em direção ao futuro.

LeãoLeão - 5º estágio: conseguindo o meu lugar ao sol

Depois da reflexão canceriana, o homem ganha consciência de si próprio em Leão. Emocionalmente seguro, honra qualquer coisa que expresse de forma criativa o único e o original. É Fogo Fixo, mais seguro e independente, se considerando o centro de seu próprio universo. Leão inspira o prazer de experimentar a vida e de ser o co-criador de sua jornada. Sua energia aflora a criatividade, a alegria de existir e uma visão otimista e exuberante do mundo e de si mesmo. A mente e o coração se unem para representar a individualidade e a expansividade do homem como um ser magnânimo.

VirgemVirgem - 6º estágio: o aprimoramento da obra

Nesse estágio, o Ser já não é mais o centro das atenções. Virgem adapta qualquer ideia visionária que pareça impraticável para funcionar corretamente no mundo material. É a Terra Mutável, energia nervosa que quer ajudar a entender racionalmente nossa relação com o mundo, reconhecendo e aprimorando a obra universal. Aqui surge a percepção de que tudo que o homem é ou possui pode ser melhor aproveitado com sua ajuda. O que antes era instinto, agora é razão. É a ordem do caos, a devida organização de todas as coisas. Virgem busca a perfeição, o aprimoramento viável, quer sempre atingir o melhor através do detalhamento e do serviço. Quer ensinar ao homem como viver da maneira mais eficiente possível.

LibraLibra - 7º estágio: reconhecendo o outro em mim

Depois da organização estabelecida por Virgem, o homem fecha o ciclo do Eu e em Libra passa por um processo onde analisa sua conduta em relação ao Outro, iniciando seu processo de descoberta da identidade. Libra começa o processo de autoconsciência reflexiva, equilibrando o ego de cada um com os outros. É a divisão entre ele e os outros indivíduos, a fuga da sua prisão interior com viés egoísta. Porém, essa descoberta só é possível através dos relacionamentos interpessoais, onde há a troca de experiências e conhecimento. Libra é Ar Cardinal, onde o indivíduo passa a existir no outro e a perceber o prazer e o aprendizado que essas interações podem trazer. É a sociabilização e a política do homem, que traz ainda um senso maior de justiça. É a balança que equilibra as coisas e reconhece os diversos pontos de vista para melhoras as relações.

EscorpiãoEscorpião - 8º estágio: aprofundando-se no mistério

O homem finalmente se conheceu como indivíduo, reconheceu o outro e amadureceu em Libra. Escorpião mergulha profundamente em qualquer área escondida - tipicamente tabus que indicam aquilo em que estamos em negação. Em Escorpião, o homem quer travar esse contato com os outros de maneira íntima. Ele precisa descobrir o que está escondido, precisa vivenciar as transformações que a relação com outras pessoas traz - precisa saciar seus desejos mais profundos, se fundir, possuir a alma e não mais a matéria como em Touro. Escorpião busca entender e controlar as emoções humanas e que papel desempenham no misterioso ciclo da vida. Se valendo da energia da Água Fixa - curiosa e investigativa, Escorpião tem verdadeiro fascínio pela forma como as engrenagens do universo funcionam, os segredos da consciência, do oculto universal e interpessoal. A fusão com outras pessoas ampliará os conceitos do homem em Escorpião, ou então o levará a negar seus semelhantes quando descobrir coisas de que não gosta.

SagitárioSagitário - 9º estágio: a consciência de que existe algo superior

Sagitário é o último degrau evolutivo da consciência do homem. Busca encontrar significado na vida, propor e lutar por ideias, a partir do qual os contratos sociais podem ser montados. Nesse estágio há a busca por um "algo a mais", uma transcendência. É o Fogo Mutável que liga o Céu e a Terra, o "fogo de prometeu", que faz com que ele descubra o seu caminho através do conhecimento avançado, tentando desvendar o sentido da vida através do potencial de suas próprias faculdades mentais dotadas de mil possibilidades. O homem toma consciência do seu tamanho e lugar no universo com fé, otimismo  e alegria, sem as limitações da matéria ou do raciocínio simples e lógico, inspirando um conhecimento que transcende a banalidade e entende o "além" com mais facilidade. Nesse estágio o fogo não é tão egocêntrico como em Leão e não tão disperso como em Áries. O fogo de Sagitário amplia o potencial do homem, conferindo a ele um sentido extremamente desenvolvido de moralidade e de justiça, fazendo com que ele busque a verdade nos 4 cantos do mundo e além, sem muitos limites e com bastante otimismo. O que nos leva ao próximo nível, onde um limite precisa ser estipulado para que o excesso de expansão não seja prejudicial.

CapricórnioCapricórnio - 10º estágio: o topo, a maturidade e a ordem

Dotado de total maturidade depois de vivenciar todo o seu potencial em Sagitário, o homem conta com uma enorme experiência de vida. A empolgação precisa passar pelo filtro do pragmatismo capricorniano, que será capaz de organizar os indivíduos e as estruturas sociais. Capricórnio é Terra Cardinal, e faz com que esses princípios superiores funcionem em termos práticos, absorvendo tudo o que funciona e descartando os excessos e as coisas inviáveis, deixando apenas aquilo que funciona e que seja útil. Traz a ordem, a disciplina e a utilização de tudo que o homem aprendeu até ali, inspirando autoridade. Construções coletivas que oferecem segurança social são um bom exemplo. Capricórnio é o cume da montanha e sua energia faz com que as pessoas se relacionem de maneira ordenada, construindo bases sólidas para a vida coletiva. Traz para o homem uma energia segura e determinada, que torna possível construir tudo com mais segurança e eficiência. A sabedoria e o pragmatismo são as principais ferramentas utilizadas por esse arquétipo. O risco aqui é único: a cristalização de um modelo considerado perfeito, mas que eventualmente em algum momento precisa transcender, ser desconstruído e reconstruído novamente para que a roda da evolução possa continuar a girar, o que nos leva a necessidade da existência do próximo arquétipo.

AquárioAquário - 11º estágio: a esperança de partir para o próximo passo

Ao alcançar o auge da maturidade em Capricórnio, o homem corre o risco de se cristalizar em um sistema intrinsecamente perfeito e funcional. Aquário chega para coletivizar a obra, idealizando a humanidade e mostrando como todos nós podemos ser melhores se ajudando coletivamente. Em Aquário, o encontramos a esperança de um algo a mais, além da zona de conforto, vislumbrando um futuro promissor e nutrindo um forte senso humanitário. Ele sente que precisa reunir todos em prol da coletividade para ir além do que já foi feito, pois consegue compreender com mais clareza o universo e vislumbrar o progresso. Essa visão abrangente do Ar Fixo de Aquário, juntamente com sua intuição e ideias, permite perceber o novo, o que está por vir. É um signo de transformações e revoluções ante ao desejo capricorniano de não mudar o que está funcionando. Aquário simboliza a união de tudo e todos, buscando a amizade, a verdade e a beleza, acabando com sistemas obsoletos ou estagnados e favorecendo o progresso. O homem agora é mais criativo, original, independente e intelectual - é a consciência coletiva da humanidade. Mas esta é a penúltima fase, uma fase de transição para que a dissolução do ego e a integração com o todo possa de fato ocorrer.

PeixesPeixes - 12º estágio: a dissolução do ego e a fusão com o todo

Peixes é a Água Mutável que dissolve tudo que se consolidou nos 11 signos anteriores, guardando as memórias das experiências e iniciando um novo ciclo, onde serão geradas novas experiências com um código genético mais rico. Essa transição pode ser difícil, pois é necessário um emocional maduro para compreender esse processo de diluição das estruturas da consciência, da dissolução do ego e da ideia de que somos todos um. Por conta disso, o homem pode ficar confuso, perdido em sentimentos angustiantes e antônimos entre o Céu e a Terra. Ele precisa harmonizar sua dualidade e estimular sua espiritualidade e transcendência para encontrar a paz interior, o amor incondicional e universal. Com uma enorme complexidade emocional, a energia pisciana carrega muito mais empatia, bondade, abstração e intuição do que antes, além de uma falta de racionalidade e atenção diametralmente oposta a Virgem. Sua consciência quer libertar-se e fundir-se com o todo num fluxo infinito de experiência, amor e compaixão, onde o ego já é quase inexistente. Peixes tem uma memória intuitiva do estado transcendental que deu origem ao misticismo e ao instinto religioso. É o caminho para a auto rendição - que é refutado por Aries à medida que o ciclo recomeça.

Rebootando o sistema...

Analisar a evolução do homem neste ciclo faz com que seja possível compreender as qualidades de cada estágio e as contribuições que cada energia traz para nos tornar o que somos. Nós vamos sendo formados sob as influências dos astros e da vida. Em cada ciclo abarcamos cada vez mais experiências, aumentando nossa consciência e nosso autoconhecimento, sempre nos renovando e buscando evoluir em direção à reinícios cada vez mais ricos. Nós somos uma mistura de todas essas energias e nos valemos de suas influências para girar a incrível roda da vida, ensinando e aprendendo, transmitindo e recebendo.

Leia mais artigos do Astrolink ver todos

Os Elementos, Qualidades e PolaridadesOs Elementos, Qualidades e Polaridades
Os quatro elementos formam a base de toda a vida: estamos de pé sobre a terra, as informações ao nosso redor apelam para o nosso intelecto e verbo evocando o elemento ar, nossas ações são regidas pelo domínio do fogo, enquanto que as emoções desencadeadas pelas nossas experiências vêm do elemento água.
O que a Astrologia pode e não pode fazer?O que a Astrologia pode e não pode fazer?
Pode se dizer que a mecânica da Astrologia pode ajudar as pessoas a ficarem mais no controle de suas vidas. Não tem nada a ver com adivinhação de cartomante, apenas a constatação de que além de possuirmos livre arbítrio, também fazemos parte das mesmas leis universais que regem o todo.
As Eras AstrológicasAs Eras Astrológicas
A Era que estamos inseridos na transição agora é a de Aquário, e nesta Era, o foco está na busca pelo universal, o coletivo e o progresso, temas bastante ligados a energia de Aquário. As atitudes passam a ser mais objetivas, impessoais, tudo que não se aproveita mais ou está ultrapassado é descartado.
Amadurecer dói, mas gera consciênciaAmadurecer dói, mas gera consciência
Buscar a evolução pessoal é como começar a praticar exercícios. Dá preguiça, no começo você não sabe muito bem o que está fazendo e se os aquilo vai trazer algum benefício, sente dores em músculos que nem sabia que existiam... Porém, logo você se acostuma e está fazendo aquilo naturalmente, como se já fizesse parte do seu dia a dia, sentindo-se bem com os resultados obtidos.


ou efetue o login para visualizar seu Mapa Astral.

Signos no Astrolink

Piscianos ♓    9.13 %
Arianos ♈    8.82 %
Cancerianos ♋    8.79 %
Geminianos ♊    8.76 %
Taurinos ♉    8.68 %
Aquarianos ♒    8.28 %
Leoninos ♌    8.14 %
Virginianos ♍    8.09 %
Escorpianos ♏    8.03 %
Librianos ♎    7.87 %
Capricornianos ♑    7.83 %
Sagitarianos ♐    7.57 %


O céu no momento...

Sol ☉ 28 Gem 01' 55"
Lua ☽ 14 Vir 04' 35"
Mercúrio ☿ 13 Can 07' 23"
Vênus ♀ 06 Lea 20' 21"
Marte ♂ 08 Aqu 52' 18"
Júpiter ♃ 14 Esc 01' 26" R
Saturno ♄ 06 Cap 27' 21" R
Urano ♅ 01 Tou 36' 11"
Netuno ♆ 16 Pei 29' 33" R
Plutão ♇ 20 Cap 34' 04" R
Quiron ⚷ 02 Ari 18' 47"
Lilith ⚸ 24 Cap 41' 26"
Nodo Norte ♀ 06 Lea 31' 47"

Aspectos ativos

Lua☽Sextil ⚹Mercúrio☿
Lua☽Sextil ⚹Júpiter♃
Lua☽Oposição ☍Netuno♆
Mercúrio☿Trígono △Júpiter♃
Vênus♀Oposição ☍Marte♂
Júpiter♃Trígono △Netuno♆