A Casa 9 e seu significado na Astrologia

Casa 9 - Expansão da consciência

Casa 9 na Astrologia

A Casa 9, é o setor do mapa astral que provê experiências para que aprendamos e possamos descobrir quem realmente somos, em especial nas características de transcendência, ou seja, os aspectos de nossa existência que superam nossa biografia. É a terceira casa regida pelo elemento Fogo e marca o começo de um novo ciclo de identidade. 

Apesar dessa definição os assuntos da Casa 9 não são nada parecidos com a identidade primordial do nosso nascimento, a nossa primeira aparição no mundo (temas de casa 1), nem com a expressão criativa da individualidade, em se sentir especial e precisarmos consolidar isto na existência (temas de casa 5). A nona casa mundana é a porta para a mente superior, para as viagens distantes (físicas ou mentais), para a vida acadêmica, para nossas buscas pela transcendência, pelos aspectos que vão além de nossa existência social e biográfica, referindo-se ao sentido da existência da maneira realista ou filosófica.

Quer saber mais sobre a Casa 9 na Astrologia? Continue a leitura!

O que é a Casa 9?

A Casa 9 na Astrologia é um setor do Mapa Astral que tem relação com a espiritualidade, conhecimento e expansão da consciência. É comumente referida como a "Casa da Filosofia" ou até mesmo a "Casa de Deus", em especial porque entendia-se que a filosofia teológica era tida como uma das mais importantes formações. Assim, é a busca de um sentido para a criação e a criatura, a origem e o Universo.

Dessa forma, a busca por um significado maior de si e de tudo é o ponto focal da Casa 9. Ela trata das questões mais nobres e filosóficas do ser humano. É nela que as pessoas se voltam para fazer escolhas espirituais e as buscas para uma conexão mais íntima com algo que consideramos superior - ou que está em um nível de ordem que somos incapazes de compreendermos no momento.

Lida com professores, mestres e gurus (internos e externos), que nos são apresentados através de diferentes pessoas, circunstâncias ou lugares. Tudo o que tem condições de ampliar nossa visão de mundo e perspectivas, que nos ensina algo novo e nos ajuda a seguir em frente e transpassar barreiras está ligado à Casa 9.

Por isto, a Casa 9 na Astrologia representa as formações, um conjunto de saberes que nos torna capazes de pensarmos de forma reta e profunda, independentemente de valores previamente apresentados. Este setor nos ajuda a entender como podemos nos capacitar para a produção e aplicação do conhecimento.

Lida com a nossa filosofia de vida, doutrina e caracteres de conhecimento quer sejam de exatas ou humanas, levando a aspectos da religião, bem como questões de direito e ética pessoal.

É uma casa filosoficamente direcionada à busca por significado, propósito e verdade. Além disso, trata também de imigração, publicação de artigos e multinacionais de importação e exportação.

Os contatos com as culturas distantes, os conhecimentos de universidades diferentes no exterior, a necessidade de se vencer as barreiras de línguas e formatos de pensamento de universidade para universidade, implicam em choques culturais e de opinião, e por isto aprofundam a formação.

Ao explorar nosso mundo, começamos a compreender tudo o que está disponível para nós. Tudo se resume a entendimento, ao ato de compreender o que vemos, sentimos e percebemos, na esperança de assimilar e experimentar o verdadeiro significado de tudo.

Assim, a Casa 9 do Mapa Astral se refere ao conhecimento e sua busca. Também se refere às buscas por titulação ou certificação visando o mercado de trabalho. 

A casa 9 trata da procura por um significado, um direcionamento mais amplo e menos trivial ou banal, um propósito maior do que o Ser individual, algo que transcende a própria personalidade. É o conhecimento aprofundado, maduro e adulto do pensamento, para lidar com as questões da existência e da identidade que começou a se formar na Casa 1.

casas astrológicas - mapa astral

Sendo a próxima casa após Casa 8 (que lida com términos e fins de ciclo), a casa 9 vem incitar a curiosidade e inspirar perguntas sobre a vida após a morte e tudo o que vem depois de algo que morreu, desapareceu ou está escondido.

Ela também pode trazer indagações sobre o que existia antes de nossa existência ou mesmo antes da origem do próprio Universo.

Trata da nossa capacidade de seguir em frente e adentrar o além e tende a mostrar a direção que temos que seguir para nos libertar de qualquer medo de mudança.

Pelo choque de pensamento, cultura ou geopolítica que lidamos em especial com pessoas ou lugares distantes de onde criamos nossas raízes, podemos ter de termos coragem para mudarmos de percepção, reavaliarmos nossas formas de ver a vida e as pessoas.

Este setor se refere, portanto, ao preparo lógico para discutir assuntos fronteiriços muitas vezes distantes das conversas do cotidiano. Fala dos intercâmbios internacionais, onde a imersão desenvolve nossa capacidade de falar outras línguas, ou mesmo sobre deixarmos nossa visão bairrista de lado para pensarmos o mundo e a humanidade de maneira mais ampla.

Olhando os astros luminares e os pessoais podemos entender o sentido deste setor, se nossos interesses se relacionam mais aos modelos lógicos, se desejamos ser exploradores do mundo, pessoas ligadas à cultura, à ética, aos valores de um lugar, suas comidas e costumes.

Cada barreira gerada pelos medos de se atravessar as fronteiras de um estado, país e continente, suplantado nossos medos de choques culturais, existenciais que deixamos pra trás, desenvolvemos condições ampliar nossos horizontes, viver novas experiências, estabelecer relacionamentos e ampliar conhecimentos.

Através do ensino avançado proposto pela nona casa mundana, esperamos compreender conceitos, insights e teorias que melhorarão o nosso mundo e gerar um maior senso de propósito e direcionamento pessoal em nossa vida. Seja através da filosofia, astrologia, teologia, psicologia ou outro caminho, a Casa 9 pode nos trazer informações de que estamos em uma viagem de descoberta e autoconhecimento, sendo estas coisas deveras importantes e que também devem fazer parte da nossa jornada enquanto seres viventes.

Durante o renascimento, as universidades eram patrocinadas pelas Igrejas e organizações da Santa Sé. Muitos eram obrigados a viajarem para longe para poderem estudar e nem sempre haviam livros disponíveis nas línguas latinas, sendo necessário buscar traduções em outros locais. Assim, o estudo implica em muito esforço pessoal. Lembremos que os livros da época eram imensos, pesados, feitos à mão, extremamente frágeis, caros, com poucos exemplares feitos por copistas e não podiam deixar as bibliotecas. Daí, a relação: viagens, estudos profundos, religião, igreja, etc. que este setor do mapa possui.

Ao longo dessa jornada, vamos encarar nossos ideais e moldar a ética, a moral, a busca pelo afastamento da vida e sua luta do dia a dia pela qual vivemos. Compreender e aceitar que existe algo maior do que nós, além das trivialidades do nosso mundo, é um conceito fundamental da Casa 9 do Mapa Astral, onde umas pessoas sentirão mais essa necessidade e outras menos, dependendo da configuração de astros que lá se encontram.

Quer saber como essas informações afetam a sua vida?

O que quer dizer Sol na Casa 9

Se o seu Sol natal está posicionado na Casa 9, sua essência tende a ser muito brilhante e feliz, pois esta é chamada a "casa da alegria e do contentamento" para o Sol. Esta interpretação veio das observações de uma parte da astrologia grega e é conhecida como os júbilos dos astros nos setores mundanos (casas).

O Sol com um astro tende a se sentir confortável quando posicionado neste setor do mapa do ponto de vista simbólico, ou seja, em geral não se observam grandes problemas com esta posição, mostrando muitas vezes carreira longe do local onde se nasceu ou a complementação dos cursos ou formações em lugares distantes.

A Casa 9 se assemelha com o signo de Sagitário e com o planeta Júpiter.

A verdade está lá fora

Como explicado acima, a nona casa mundana é a casa da identificação com o significado das coisas, com a possível verdade. Está igualmente relacionada ao conhecimento superior, a mente abstrata e aos processos intuitivos do pensamento. Trata da filosofia, da religião e da fé como estandartes ante a racionalidade irascível e o ceticismo raso. Trata do pensamento crítico, lógico e científico ante a religiosidade ultrapassada, da fé cega e dos carismáticos anunciadores no julgamento final que se aproxima, levando seus fiéis à extrema lealdade e fé cega.

Mostra a maneira como concebemos a imagem de Deus ou de um Ser superior. Pode também mostrar nosso encanto pelo sapiência e pelo esforço humano na direção da superação de seus limites, quer sejam nos jogos olímpicos, nos campeonatos mundiais, nos circuitos de esportes e onde encontramos pessoas de lugares de diferentes cantos do mundo.

Além das questões filosóficas, a Casa 9 rege também o ambiente que se vive nos relacionamentos, a ética conjugal e as relações com os parentes por proximidade e afinidade, mostrando também parentes distantes em termos consanguíneos ou mesmo que moram longe.

Rege ainda as grandes viagens, pois viajar é um ato que nos permite conhecer novas culturas, filosofias, modos de vida, religiões, enfim, expande nossos horizontes.

Muitas vezes, pelas formações profundas, temos de mergulhar nas mentes de pensadores de épocas antigas ou de locais distantes, o que implica em nos afastarmos das influências dos pensadores das imediações do corpo, para mergulharmos na mente de um pensador como Sócrates, Platão, Dionísio, Euclides, Aristóteles, Empíricus, Galileo, Einstein, Yogananda, etc. tendo de contextualizar as épocas, culturas e escolas de pensamentos que pertenciam, os contextos geopolíticos com os quais se envolveram, dentre outras coisas.

Isto significa se aproximar da mente de um pensador distante no tempo e espaço. E claro, mais uma vez lembramos que esta casa precisa sempre ser avaliada em relação aos astros luminares e pessoais para uma compreensão mais completa.

Muitas pessoas que não sentem a necessidade de aprofundamento, de superação de traumas ou acontecimentos, de conhecer e expandir os horizontes e ficam muito presas ao passado, muitas vezes têm alguma dificuldade em relação à sua Casa 9.

De certa forma, os enfrentamentos deste setor implicam na possibilidade de perceber-se as coisas sobre ângulos ainda não abordados, nos afastando das conclusões de atavismos herdados dos locais e pessoas próximas e os ensinos menos rigorosos.

Independência, desbravamento, liberdade e justiça (como percepção da relativização cultural, organização social, de costumes, de expressão e produção de conhecimento) são atitudes importantes sugeridas por esta casa.

Vislumbres sobre o futuro construídos pela semiótica, pela lógica e por uma percepção de quem esteve em vários palcos geográficos e contextos sociais e organizacionais também são aplicáveis, assim como idiomas estrangeiros e sucesso.

A palavra "estrangeiros" refere-se tanto a pessoas de longe quanto a pessoas locais, mas que tenham diferentes origens e crenças. Assim, um contato intenso e antropológico com uma tribo no Amazonas na cultura de índios brasileiros Yanomani, por exemplo, pode ser muito mais impactante, criado rupturas de paradigmas muito mais profundos do que visitar um país europeu ou asiático do qual descendem nossos pais. Portanto, é o aspecto do impacto e dilatação da cultura que se observa e não a milhagem voada durante o deslocamento.

Mente superior

Enquanto a Casa 3 é a casa do ambiente e conhecimento imediato, rápido, prático, lógico e racional, ou seja, mais informativo, noticioso e básico, a Casa 9 é a dos conhecimentos intuitivos e avançados, muitas vezes relacionados à análise crítica, aos mestrados e doutorados, bem como as produção de saberes que desembocam em alguma forma de engenharia.

É mais dependente de outras coisas, situações ou pessoas para se expressar, porém, é mais dinâmica e consegue deixar nossa mente mais independente. Educação superior, ética e princípios jurídicos (no renascimento, o trívium era composto pela gramática, a retórica e a dialética, que incluía a teologia e a jurisprudência regulatória e cartorária) também fazem parte desta casa.

O termo “educação superior” engloba muito mais coisas do que apenas estudar em uma universidade. Refere-se, por exemplo, à capacidade de considerar diferentes pontos de vista e escolher um deles, mesmo sabendo que pode não ser a verdade absoluta, mas que é a melhor opção para a atual situação ou paradigma. Assim, seriam as formações que nos permitem revisar, criticar, se opor, complementar, criar, agregar os saberes independentemente se eles gozam de um instrumento regulatório, formativo convencional e de certificação.

Permite que examinemos crenças e ideais sem necessariamente acreditar neles. Ou seja, abre as portas para uma mente mais abrangente e inteligente. Temos aí o pensamento questionador, a polêmica, as contradições e os esforços em conjunto.

É a sabedoria e o conhecimento que podem ser adquiridos tanto em uma universidade quanto na escola da vida ou até mesmo através da fé e experiências místicas que acessam outras realidades.

Uma compreensão concreta das possibilidades da vida e o domínio dos recursos pode levar a uma ambição quase implacável, a soberba, ganância ou uma utilização excessiva do ego. Assim, pode-se perder o foco do saber permitindo-se a entrega aos discursos vazios, convenientes e políticos, agradando seus patronos e financiadores.

Para enfrentar esses problemas de maneira mais eficaz, ao longo do tempo instituímos e aprimoramos as leis e a política. Elas preveem, quando se tornam eficientes, o crescimento ordenado e positivo da sociedade, útil para quando deixamos de ser meros contadores de notícias e fofocas e nos tornamos pensadores e construtores de modelos de saber.

Em outras palavras, este setor pode nos ajudar a entender nossa vocação para perdemos menos tempo no "tik-tok e Instagram" e passamos a nos interessar mais pelos tratados e livros dos grandes e dedicados pensadores, ou muito ao contrário.

A filosofia e a religião também ajudam a adicionar foco e propósito a uma sociedade produtiva e desbravadora, e este é um dos conceitos da Casa 9. Crença e conhecimento como sabemos são dois lados da discussão com o mundo que nos envolve. Ou seja, a maneira como os membros de uma sociedade se relacionam, conhecendo e respeitando as leis pelas quais eles vivem, são princípios fundamentais da nona casa mundana. A maneira pela qual expandimos nossas vidas internas e externas também está sob o escopo desta casa, sendo as viagens e a interação com outros povos e culturas um meio para esse fim.

Um pensamento mais profundo

A Casa 9  trata de conceitos e experiências estimulantes que nos levam além das fronteiras, físicas e pessoais. Nos impele a transpassar o comum, o mundano e nos levar direto ao fundo das maiores questões da vida. "Quem somos nós?", "O que é Deus?", "Qual é o propósito da vida?"

Alguns procuram as respostas no lado material da vida, outros vão explorar terras estrangeiras em busca dessas respostas e outros ainda explorarão as profundezas da alma dentro das bibliotecas. Seja qual for o tipo de busca, tende a gerar crescimento pessoal.

Na pior das hipóteses, aspectos tensos na casa 9 podem levar ao lado sombrio das crenças sob a forma de dogmas ou devoções de cultos a um poder superior de forma incondicional, ou, até mesmo, demonstrar niilismo e uma aversão completa a qualquer tipo de ensinamento, cultura e conhecimento. Da mesma forma, e em conjunto com os Luminares, pode nos ajudar a entender nossa profunda paixão pelo saber, nosso deleite diante da cultura e do entendimento das coisas.

Como citado, a casa 3 nos proporciona experiências de conhecimento rápido, uma espécie de raciocínio básico que podemos usar sem pensar muito sobre o que estamos fazendo.

Na casa 6, o nosso conhecimento pode se tornar automático através da prática, da repetição, da rotina, se tornando parte de nós. Já na Casa 9 podemos pensar mais profundamente e em níveis mais elevados sobre as coisas, pois nosso conhecimento básico é acessado inconscientemente para que possamos pintar um panorama.

Dessa forma, experimentamos várias ideias em nossas mentes e exploramos as ideias e discussão de tempos antigos e locais distantes, bem como os saberes contemporâneos e de produção doméstica para assim, ganhamos mais capacidade de compreender tudo que nos cerca.

Indica como podemos expandir nossa consciência e visão, para então, desenvolvermos e aplicarmos na prática a sabedoria adquirida.

Interpretações Extras

Para interpretações além do mapa natal, como na astrologia horária e mundana visando respostas para acontecimentos, locais, governos ou situações específicas, a Casa 9 significa basicamente o tráfego marítimo, o setor aéreo e o tráfego de longa distância em geral, seja com passageiros ou não, as comunicações internacionais, as tratativas religiosas, igrejas, pastores, reverendos e sistemas de crenças, os tribunais de direito, universidades, acadêmicos, instituições e publicações filosóficas ou científicas. Também se relaciona com os direitos e regulações internacionais, os grandes eventos esportivos, os grandes circuitos de esportes e o compartilhamento dos saberes das culturas e das experiências, tornando o mundo um pouco menor e menos ameaçador.

Os temas regidos pela Casa 9 na Astrologia
Atributos que devem ser levados em consideração em uma análise de Mapa Astral.

Exploração ao desconhecido O panorama das coisas Viagens longas Assuntos acadêmicos Relação com parentes por afinidade Lei Publicações e transmissões Ampliação de horizontes Filantropia Jornadas físicas ou mentais Sabedoria Espiritualidade Busca por significado Língua estrangeira Visões e Insights Formas de expansão dos horizontes Abordagem de conceitos Grandes mistérios Ética conjugal Ensino superior Jornada do buscador Expansão da consciência Nossa imagem de algo superior Ética e moral Filosofia Verdades superiores Idiomas estrangeiros Camaradagem Culturas distantes Meditação transcendental Sorte Astrologia, adivinhação e meditação Sonhos e visões Família do cônjuge Metafísica Inspiração e otimismo Grandes jornadas e viagens Juízes Mente superior Religião, crenças, dogmas e igrejas Pensamento coletivo Exploração de longa distância

A influência dos astros situados na Casa 9 do Mapa Astral


Saiba mais sobre todas as casas astrológicas

Baixe agora o aplicativo e acesse seu horóscopo personalizado

A Casa 9 e você...

Descubra a importância da Casa 9 no seu mapa astral.

Crie a sua conta grátis ou efetue o login para saber se você possui algum planeta nesta casa quais são seus benefícios!



O céu no momento...

Sexta-feira, 24 de Maio de 2024 | 18h17
Sol 04° 03' Gem
Lua
Cheia
18° 15' Sag
ver ciclo lunar
Mercúrio 12° 54' Tou
Vênus 01° 06' Gem
Marte 18° 25' Ari
Júpiter 29° 42' Tou
Saturno 18° 22' Pei
Urano 23° 45' Tou
Netuno 29° 31' Pei
Plutão 01° 59' Aqu R
Quiron 21° 56' Ari
Lilith 26° 03' Vir
Nodo Norte 14° 33' Ari R
Aspectos ativosorbe
SolConjunçãoVênus2.94
SolConjunçãoJúpiter4.34
SolSextilNetuno4.52
SolTrígonoPlutão2.06
LuaTrígonoMarte0.16
LuaQuadraturaSaturno0.11
LuaTrígonoNodo Norte3.71
VênusConjunçãoJúpiter1.40
VênusSextilNetuno1.58
VênusTrígonoPlutão0.88
JúpiterSextilNetuno0.18
JúpiterTrígonoPlutão2.28
NetunoSextilPlutão2.46
Ler mais

Signos no Astrolink

Piscianos    8.95%
Arianos    8.82%
Cancerianos    8.80%
Geminianos    8.66%
Taurinos    8.60%
Aquarianos    8.27%
Leoninos    8.23%
Virginianos    8.22%
Escorpianos    8.06%
Librianos    7.91%
Capricornianos    7.88%
Sagitarianos    7.59%