Lua na Astrologia

Lua - Hábitos e emoções

Nosso satélite natural, a Lua, era chamada de Luna pelos romanos, Selene e Ártemis pelos gregos e já foi chamada de muitos outros nomes em outras mitologias. Na astrologia representa a natureza básica de nossos instintos e emoções, nosso senso de proteção, hábitos enraizados e dá indícios do que nos faz bem e acolhidos. Pessoas intuitivas muitas vezes encontram um posicionamento muito forte da Lua no mapa astral. O astro tem uma influência direta sobre a nossa psiquê e essa influência pode ser captada e sentida de diversas formas durante cada momento de seu ciclo.

Características e dignidades da Lua:


Lua

A Lua, na astrologia, representa a natureza básica de nossos instintos emoções, sendo um dos elementos responsáveis pelo aumento da nossa sensibilidade subjetiva de acordo à sua configuração no mapa astral.

É um astro que tem uma relação direta sobre a psiquê inconsciente, ou seja, a que não conseguimos perceber por estar funcionando abaixo dos níveis de nosso cérebro mais moderno, e isso pode ser percebido e sentido de diversas formas durante cada uma de suas fases e posicionamentos no mapa astral.

Sua posição pode evidenciar a natureza de nossas emoções, sensibilidade subjetiva, hábitos, reações espontâneas e zona de conforto, assim como o lado mais inconsciente. Ela se relaciona com os estudos relativos à nossa personalidade.

Também mostra a força das cargas femininas, chamadas por Jung de "ânima", a mulher, as memórias evolutivas em nosso inconsciente relativas ao período dos mamíferos e portanto simboliza também o instinto materno.

Além disso, também é um dos indicadores da natureza do sono e das atividades oníricas e das lembranças conscientes dos sonhos, das memórias passadas (em especial as de carga afetiva e humoral do passado), e da memória que temos destes períodos que envolvem proteção, amparo, adaptação e aceitação ocorridos nos primeiros anos. Seu estudo no mapa Astral nos ajuda a entender nosso sentido protetor, agregador, nossa necessidade de segurança, conforto emocional e bem-estar.

Curiosidades sobre a Lua na astrologia

Nosso poder interior

A Lua está conectada aos ciclos da natureza mais básicos, muito demonstrado pelos estudos de Biologia, assim como aos ciclos do nosso corpo e aos nossos hábitos enraizados, sendo um dos elementos que interage com as nossas humorais (a forma como reagimos instintivamente às situações externas, e aos inputs que espontaneamente recebemos).

Sua posição no mapa astral acaba assim, por afetar tudo que fazemos sem raciocinar, toda comunicação não-verbal feita de forma emocional de forma intuitiva ou instintiva.

Como um importante componente do nosso mundo interior, é o lado que se revela à portas fechadas, na intimidade de nós mesmos. É o que dita a forma como agimos por instinto, que aparece quando enfrentamos uma crise. Em momentos de grande estresse emocional-afetivo, as características lunares são expostas e podem fazer com que a pessoa aja de forma menos racional, e por conseguinte, mais passional, sob o comando de pulsões inconscientes, memórias, traumas e temores.

Analisar a Lua também mostra como funcionamos dentro do nosso lar, na nossa intimidade, quando isolados do mundo exterior. Em uma relação, conforme ficamos mais íntimos, acabamos deixando nossos escudos de lado e mostrando cada vez mais o nosso verdadeiro lado emocional, ou seja, nossa lua.

Assim, alcançar a confiança em um relacionamento depende muito da capacidade pessoal e do trabalho interno de reconhecer e compreender a verificação do componente lunar são manifestas sobre cada indivíduo.

Lua, feminino e maternidade

A Lua em astrologia tem uma equivalência em psicologia ao arquétipo feminino e trabalha também com o conceito da maternidade, proteção, amparo, suporte e sacrifício por descendentes (tanto genitores como filhos), assim como todas as questões sobre como nos relacionamentos com estes elementos e como eles afastam os medos da morte e proporcionam bem estar e relaxamento para o sistema nervoso e sua estrutura psíquica.

Não somente retratando a própria relação real entre mãe e filhos, como abordando um lado psicológico em que você promove o autoacolhimento, o ato de dar colo a si próprio como forma de se nutrir e proteger emocional e fisicamente, criando independência existencial.

Responde também pelas nossas emoções mais enraizadas. Portanto, o que prevalece em sua análise são os desejos e necessidades emocionais do indivíduo, e não a razão.

Entender a Lua no mapa astral também pode nos trazer informações importantes sobre a experiência com a figura materna e ajuda a descrever como a pessoa age quando automaticamente, repete os comportamentos maternos sem que se dê conta.

Sendo assim, a "equação lunar " que envolve um conjunto de sinais/signos no mapa Astral (signo zodiacal, aspectos, casa, o que reforça, sua relação com as demais posições forma como se relaciona com o resto do mapa) é uma informação valiosa para compreender a percepção, as projeções, a dinâmica combinadas às naturezas externas vindas do interior dos membros familiares e dos amigos por exemplo.

Nos interesses amorosos, poderemos ter uma descrição de como projetamos nossas inseguranças e repetições dos modelos dos pais, bem como tentamos buscar não o amor, mas sim um anseio de proteção que venha preencher as carências das fases anteriores do desenvolvimento emocional e infantil. Ela pode por exemplo, indicar o quanto as emoções do outro são afins às nossas, reforçando nossos anseios, fantasias e expectativas de resgatar comportamentos e dinâmicas perdidas com o processo de crescimento e como reagimos diante dos sentimentos alheios.

Lua no Mapa Astral

LuaEste pode ser considerado um dos posicionamentos mais importantes de um mapa astral.

Enquanto a posição do Sol apresenta a nossa autoafirmação, quem somos no mundo, a nossa criatividade e espontaneidade, a posição da Lua revelada nos estudos apresenta a forma como nos relacionamos com o nossa própria intimidade e que é ocultada das demais pessoas como mecanismo de proteção. Seu componente deixa claro a presença da sensibilidade e a empatia, ou seja, sua capacidade de emocionalmente entender uma emoção ou sentimento externos.

Seu posicionamento mostra quem somos internamente e o que nos faz feliz e nos nutre emocionalmente. O Sol e a Lua são como o Pai e a Mãe no zodíaco.

O Sol é o princípio masculino e se refere a uma maior autonomia e distância dos automatismos emocionais e instintivos. Assim, nosso inconsciente associa este componente a tudo que envolve autonomia e maior distância emocional, mas que está nas proximidades a funcionar como uma referência de força. Dai, a associação inconsciente com a figura do Pai.

A posição da Lua possui uma relação ao princípio feminino e a proximidade. Tudo aquilo que nos remete a este sentido não é diferenciado no processamento emocional. Por isto, a cama, a casa, a rua, a cidade, a nação, a Lua, a galáxia, são inconscientemente ligadas à figura de "proximidade", de "conhecido", de "íntimo", de "meu lugar". Note que em todas estas relações, existe o artigo feminino "a". Por isto, a Lua é inconscientemente associada à maternidade e a proximidade.

Não necessariamente a Lua é a "mãe" física e o sol é o "pai" físico. Isto irá depender de quem faz estes papeis emocionais, podendo o pai ser feminino, próximo e acolhedor (mãe) e a mãe, famosa, brilhante, mas distante e uma referência de força e autonomia (pai).

Por isto, muitas crianças cometem o ato falho (erro de classificação linguística nominativa desassociada do real papel da mesma pessoa, objeto ou situação no inconsciente) emocional de chamar muitas vezes o pai de "mãe" na tenra idade.

Assim, a posição da Lua mostra a forma como nos relacionamos, interpretamos e entendemos as relações subjetivas com a proximidade, a proteção, o amparo e o acolhimento, rotulando externamente, quem faz este papel.

O posicionamento da Lua também pode nos apresentar um modelo que explique porque duas pessoas com o mesmo signo solar podem ser tão diferentes. Contudo, se você nasceu com o seu Sol e a Lua no mesmo signo, o efeito é aumentado, podendo criar harmonia um reforço de componentes no mapa astral. Assim, poderá ocorrer a amplificação dos traços do signo que estes astros estão colocados.

Outro ponto interessante é que se a Lua estiver em conjunção com qualquer planeta, por exemplo, seu modo de operação pode ser diferente. Pode começar a sofrer acréscimos de conteúdo, não se podendo mais simplesmente julgar sua posição no signo zodiacal apenas. Poderão haver reforços de posicionamento, ou interferências que poderão alterar um pouco sua interpretação.

Por exemplo, se Marte está em conjunção com a Lua, características deste planeta, como agressividade, coragem, assertividade e outras, podem fazer parte da personalidade visível da pessoa e tais atributos também serão carregados de expressividade emocional.

No mapa astral dos homens (ou de pessoas com a energia masculina muito pronunciada na personalidade), indica o tipo de mulher ou energia feminina que a pessoa se sente mais confortável, e que poderia vir a escolher como companheira.

Podemos entender isto estudando a psicologia profunda em Freud. Ele nos fala da forma como o "Édipo" ou a profunda conexão com a figura da mãe poderá ser uma busca constante por toda uma vida. Podemos tentar sem sabermos "recuperar" o estado infantil desta relação (quem nos ampara, protege, nos faz sentirmos tranquilidade, nos aplaca o medo de morrer, de sofrer, etc.) nas relações profissionais, nas amizades ou na vida a dois.

Assim, um heterossexual masculino com Lua em Leão, por exemplo, poderá procurar uma mulher que repita a relação edipiana com sua mãe. Se ela for forte, dominar a relação, se impor, não se deixar chantagear e o fazer se sentir frágil, ele poderá se sentir atraído por ela. Não está evidentemente sendo atraído pelo amor que sente, mas sim pelo fascínio de recuperar a dinâmica com sua mãe, perdida no passado e que inconscientemente quer resgatar.

Assim, não estaremos amando e sim nos relacionando apenas com nossos medos, traumas e memórias infantis. Em outras palavras, estamos fascinados com o jogo. Nesse sentido, a Lua não age como Vênus, no sentido sensual e erótico do desejo, por exemplo. A Lua atua no sentido do que precisamos, não do que queremos. Muito mais do que o objeto de amor.

Quer saber como essas informações afetam a sua vida?

Lua e os interesses pessoais

A Lua no Mapa Astral também pode dizer muito sobre nossos interesses, hobbies e as coisas que nos fazem bem. Por exemplo, a Lua na Casa 9 pode trazer mais paixão por absorver conhecimento e por agir com otimismo, diante de situações exploratórias, conhecer o mundo e sentir liberdade. Já na Casa 10, a nossa carreira, reputação, fama e objetivos de vida ganham foco.

A lua (junto com a casa 2) também é um guia de hábitos e preferências alimentares. Se pegarmos as características da Lua, do Sol e do nosso Ascendente temos a essência mais básica da nossa personalidade e organização psíquica.

Lua em equilíbrio x Lua em desequilíbrio

O lado equilibrado da Lua sugere simpatia e garante um melhor tato e capacidade de compreender nossos sentimentos e reações, assim como os de outra pessoa, agregando em nossa capacidade de sentirmos empatia. Desperta nossa vontade de ajudar o próximo, de nos dedicar, nutrir e proteger, além de aguçar nossa afetividade, subjetividade e instintos, por conta da estabilização dos humores. Proporciona mais tranquilidade, segurança, bem-estar e conforto e ainda ajuda em uma melhor adaptação ao ambiente que nos cerca.

Uma posição desproporcionada ou tensa da Lua pode trazer vulnerabilidade e instabilidade emocional, geralmente sob a forma de dependência psicológica, falta de amor-próprio, sentimento de inferioridade, humor variável e carência. Esta posição dificulta o gerenciamento do Eu. A pessoa pode se tornar mais tímida, passiva, negligente, depressiva, irritadiça ou sofrer uma regressão emocional, com tendência a comportamentos de puro capricho ou mimo. Esta posição desproporcional ou ostensiva abre portas também para o medo, deixando a pessoa com a sensação de que está desprotegida ou de que não é amada, passando então a fazer de vítima, sentindo pena de si ou se embrenhando em fantasias e devaneios vitimistas.

Tudo isso dependerá de como a Lua está posicionada e interagindo com outras forças no seu Mapa Astral. A Casa 4 também se faz importante neste tipo de análise.

Lua nos signos

O signo em que está a Lua no Mapa Astral mostra o que nos faz sentir emocionalmente nutridos, seguros, satisfeitos e as coisas que fazemos na ânsia de nos satisfazer e aos outros.

  • Áries

    Lua em Áries: Emoções em constante ebulição. Quem tem esta Lua, tende a ser impaciente, sentindo dificuldade em esperar que as coisas aconteçam no tempo que devem acontecer.

  • Touro

    Lua em Touro: Preza por estar em um clima mais familiar, calmo e agradável. É mais realista, prático, precisa de segurança e não gosta de muitas mudanças acontecendo o tempo todo.

  • Gêmeos

    Lua em Gêmeos: Criatividade aflorada, adaptabilidade e inquietação emocional por conta do grande fluxo de sentimentos experimentados o tempo todo. Verbaliza seus sentimentos com facilidade e pode racionalizar as emoções, justificando-se constantemente. .

  • Câncer

    Lua em Câncer: Dedicada aos seus de uma forma acolhedora, pacífica e emotiva. A segurança de seus lares e da vida familiar é muito importante, as pessoas próximas são fonte energia.

  • Leão

    Lua em Leão: Idealista e capaz de fazer grandes sacrifícios em prol das causas em que acredita e das pessoas em quem confia. Necessidade de liderar e se tornar uma referência buscando também obter atenção para se sentir seguro.

  • Virgem

    Lua em Virgem: Tende a ser mais racional em relação aos seus sentimentos. Este é o posicionamento lunar de pessoas mais curiosas e analíticas, que se interessam pelos problemas dos outros.

  • Libra

    Lua em Libra: Pessoas gentis, simpáticas, justas e agradáveis. Nutrem certa afinidade pelo aspecto social da vida. A zona de conforto é uma referência importante, bem como a fuga das polêmicas e dissenções.

  • Escorpião

    Lua em Escorpião: Grande intuição, geralmente utilizada em benefício de seus objetivos pessoais. São pessoas mais difíceis de se chocar com qualquer coisa e com grande profundidade emocional.

  • Sagitário

    Lua em Sagitário: Adaptável, acredita em algo maior e tem a sensação de que vai dar tudo certo. Otimismo é fonte de energia. O desejo de que os outros o acham divertido e de bem com a vida fazem parte do componente.

  • Capricórnio

    Lua em Capricórnio: Emoções sólidas e bem ancoradas na realidade, assim como um maior desejo pela sensação de estar no controle. Emoções são mais contidas e fortemente afetadas pelo temor da perda de conquistas pessoais. Em geral são mais sérias e introspectivas.

  • Aquário

    Lua em Aquário: Lida bem com o terreno das possibilidades, com as invenções e a visão do futuro. Tende a renegar emoções mais irracionais. Em geral constroem suas personas sobre a ideia de liberdade e refutação do que a maioria acredita pelo desejo de diferenciação.

  • Peixes

    Lua em Peixes: Sinônimo de ter mais empatia em sua postura emocional, conseguindo se colocar no lugar do próximo com facilidade, denotando compaixão. Em geral, agem pela percepção da realidade interna do cérebro.


Revelar o nosso lado lunar para os outros é uma demonstração de confiança. A medida que nos tornamos mais íntimos a alguém ou ficamos muito confortáveis com sua presença, tendemos a revelar as facetas de nossa lua astral e também se valer de suas características para agradar a outra pessoa. Este ato irá expor partes da nossa personalidade que devem ser sempre alimentadas e respeitadas, sendo cada vez mais expostas de forma natural e automática dentro do relacionamento a medida que nos sentirmos protegidos e confiantes de que a intimidade permitida está sendo fluida e respeitada.

Entretanto, é necessário que se saiba administrar as emoções pois as mesmas podem projetar no outro, emoções de paternidade que podem dificultar a admiração mais amorosa, bem como afetar o interesse sexual.

O signo onde a Lua está mostra o que mais pode nos deixar satisfeitos e felizes, mas também o que nos magoa e afeta, portanto, uma dica astrológica muito interessante é...

Nunca agrida a sua Lua

Esta é uma uma orientação muito importante e com muitas chances de ser confirmada pela maioria das pessoas: ao terem o modo de operação de suas Luas contrariados ou pressionados, pode ocorrer um extremo desconforto e muita reatividade.

A vida muitas é vezes difícil, exaustiva e bate forte. Descanso, conforto e recuperação são necessidades psíquicas inerentes a todos nós e periodicamente precisamos nos fortalecer, recarregar e nos confortar. Cuidar dessas necessidades é a tarefa da Lua em nosso Mapa Astral. É a ela a quem recorremos para restaurar nosso senso de segurança.

Para alguns, isso significa manter um lado social ativo e comunicar seus sentimentos, já para outros, pode significar um refúgio solitário do corpo e da mente. Quando entendemos a nossa essência lunar, saímos do automático e passamos a ter uma maior inteligência emocional.


A influência da Lua Lua nos Signos

A influência da Lua Lua nas Casas Astrológicas

Baixe agora o aplicativo e acesse seu horóscopo personalizado

Lua e você...

Descubra a importância do astro Lua no seu mapa astral.

Crie a sua conta grátis ou efetue o login para saber qual signo ou casa este astro está posicionado e quais são seus benefícios!



O céu no momento...

Sábado, 13 de Julho de 2024 | 01h51
Sol 21° 10' Can
Lua
Nova
11° 40' Lib
Fase Crescente
ver ciclo lunar
Mercúrio 16° 14' Lea
Vênus 01° 43' Lea
Marte 24° 33' Tou
Júpiter 10° 45' Gem
Saturno 19° 16' Pei R
Urano 26° 13' Tou
Netuno 29° 54' Pei R
Plutão 01° 06' Aqu R
Quiron 23° 27' Ari
Lilith 01° 30' Lib
Nodo Norte 09° 59' Ari
Aspectos ativosorbe
SolSextilMarte3.38
SolTrígonoSaturno1.90
SolSextilUrano5.05
LuaSextilMercúrio4.57
LuaTrígonoJúpiter0.91
LuaOposiçãoNodo Norte1.67
VênusTrígonoNetuno1.82
VênusOposiçãoPlutão0.61
MarteConjunçãoUrano1.67
JúpiterSextilNodo Norte0.76
NetunoSextilPlutão1.21
Ler mais

Signos no Astrolink

Piscianos    8.94%
Cancerianos    8.82%
Arianos    8.81%
Geminianos    8.67%
Taurinos    8.59%
Aquarianos    8.26%
Leoninos    8.24%
Virginianos    8.23%
Escorpianos    8.06%
Librianos    7.91%
Capricornianos    7.87%
Sagitarianos    7.58%