astrolink-galaxy

Veja seu Mapa Astral Grátis!

Já tem cadastro? 

Como descobrir minha vocação com ajuda do mapa astral?

A Astrologia pode ajudar a descobrir talentos latentes.

Por Astrolink em Astrologia e cotidiano

Modo claro

18 minutos de leitura

Se você chegou até este conteúdo, provavelmente, é porque está se sentido um pouco perdido(a) ou inseguro(a) em relação aos seus caminhos profissionais e pode estar se questionando: "como descobrir minha vocação?"

Antes de tudo, saiba que ao longo da vida é comum que as pessoas façam esse tipo de questionamento. Um bom exemplo são os jovens em fase de vestibular, que desejam descobrir qual é a sua vocação para escolher uma carreira a seguir.

Outro exemplo são pessoas já com experiência, que vivenciaram diferentes caminhos no mercado profissional e, ainda assim, sentem um vazio em relação ao propósito de seu trabalho - e por isso desejam descobrir sua vocação e trilhar novos rumos.

Mas para além do estágio de vida em que cada indivíduo se encontra, a busca pela descoberta vocacional tem ganhado novos contornos e ainda mais relevância na sociedade contemporânea por influência dos astros.

Desde a conjunção de Saturno e Plutão em 2020 junto com outros movimentos astrológicos relevantes no contexto coletivo, a visibilidade da insatisfação com o trabalho tem aumentado e há um sentimento geral de sobrecarga e desvalorização profissional.

Seja nestas ou em qualquer outra situação relacionada ao tema, saiba que o autoconhecimento é um dos segredos para encontrar as respostas que você busca.

Nesse sentido, o mapa astral é uma excelente ferramenta. Com ele, é possível compreender melhor nossas habilidades, interesses e propósitos de vida.

Neste artigo, te ajudaremos a fazer uma autoanálise do seu mapa natal, identificando os pontos que são como uma bússola para te guiar em busca do teu propósito e vocação.

Lembrando que tais informações e técnicas são apenas uma das formas. Cada astrólogo, de acordo com a sua experiência, vai lidar com este tema de formas distintas. Não se surpreenda se o que te for apresentado é algo que - lá no fundinho - você sempre soube. Vamos lá?

Como descobrir minha vocação com ajuda do mapa astral?

O que é vocação?

Antes de responder à pergunta "como descobrir minha vocação com ajuda do Mapa Astral", consideramos importante entender um pouquinho melhor o conceito de vocação.

Vocação vem do latim vocare, que significa chamar. Uma possível derivação poderia ser a palavra chamado, no sentido de ser chamado a algo. Entenda que a essência da palavra vocação não está necessariamente relacionada a atividades profissionais ou à carreira.

Assim, a vocação pode ser entendida como o desenvolvimento de algo que nos preenche e satisfaz, que nos traz uma de espécie recompensa pessoal - e, portanto, pode ir para além das funções desempenhadas no trabalho.

Geralmente, nossa vocação se manifesta em um conjunto de habilidades, interesses e aptidões. Sabe quando a gente sente que leva jeito para uma determinada tarefa ou quando temos um interesse natural em um assunto ou profissão? Pois é!

A vocação combina talentos, habilidades e inclinações pessoais que orientam uma pessoa na direção de um caminho de vida que lhe traga satisfação pessoal e/ou realização profissional. Além disso, pode ser influenciada por fatores como experiências de vida, educação, cultura, valores pessoais, entre outros.

No entanto, vale lembrar que a vocação também pode mudar ao longo do tempo, de acordo com as mudanças na vida pessoal e profissional de uma pessoa.

A grande questão é que descobrir uma vocação nem sempre é tarefa das mais simples e exige boas doses de autoconhecimento. E é exatamente neste aspecto que o Mapa Astral pode ajudar.

Continue a leitura e veja um passo a passo de "como descobrir minha vocação com ajuda do Mapa Astral".

Vocação no mapa astral

5 passos para descobrir sua vocação com ajuda do Mapa Astral

Passo 1 - Faça uma autoanálise sincera

Antes de consultar seu mapa astral e mergulhar profundamente nele, deixaremos aqui alguns tópicos com perguntas que devem nortear sua exploração. Você deve refletir sobre elas - se possível usando um papel para fazer anotações - enquanto entende suas características pessoais e influências astrológicas.

1 - O que eu gosto de fazer? - Essa pergunta está diretamente relacionada à vocação. Ela permite identificar aquilo que nos traz satisfação e realização. Note que é possível que você goste muito de fazer algumas atividades, mas não necessariamente tenha habilidade suficiente para desempenhá-las. Nesse caso, deve refletir de que forma é possível desenvolver essas habilidades.

2 - Quais são minhas habilidades? - Muitas vezes, podemos ter muitas habilidades que não necessariamente nos ajudam a desempenhar atividades e tarefas que gostamos. Sua missão, ao responder essa pergunta, é entender de que maneira você pode explorar seus talentos naturais para fazer aquilo de que gosta.

3 - É possível ganhar dinheiro com isso? - Quando falamos de carreira e trabalho, é impossível isolar a questão financeira e as necessidades materiais. Aliás, esse fator costuma pesar muito na balança de algumas pessoas, fazendo com que seja uma prioridade escolher uma carreira financeiramente promissora em detrimento de outra que traz prazer e realização com ganhos mais moderados. Neste ponto, é preciso refletir: quanto tempo conseguirei ter uma atuação profissional focada em ganhos materiais sem que isso traga prejuízos para meu bem-estar e saúde mental?

Quer saber como essas informações podem afetar sua vida?

Passo 2 - Entenda as características básicas de seu Mapa

O primeiro passo - bem inicial - é mergulhar no entendimento das características básicas de seu Mapa. Para além dos pontos do signo solar e ascendente, que são bastante conhecidos, você deve observar também sua distribuição energética, composta pelo elemento (ar, água, fogo e terra), qualidade (cardinal, fixo ou mutável) e polarização.

Aqui, vale destacar que a distribuição energética não tem a ver apenas com o signo solar e ascendente, mas sim com toda a composição de seu mapa astral.

Quem tem predominância de signos de fogo (Áries ♈, Leão ♌ e Sagitário ♐) no mapa, por exemplo, precisa iniciar as coisas com motivação e autoconfiança! Assim, para quem busca descobrir o propósito vocacional, é preciso considerar trabalhar em algo instigante, que não apenas possibilite uma boa condição financeira ou que seja uma possibilidade real, que se apresenta como oportunidade naquele momento.

Já quem tem mais signos de Terra (Touro ♉, Virgem ♍ e Capricórnio ♑) no mapa precisa ser prático, ter metas e buscar realizações. Carreiras muito conceituais e filosóficas, que exijam testes e abertura para tentativa e erro tendem a não combinar com quem tem boa parte dos signos alocados neste elemento.

Quem tem mais signos de ar (Gêmeos ♊, Libra ♎ e Aquário ♒) no mapa deve priorizar investigar profissões que permitam a interação, a troca e a circulação de informação. Carreiras que fomentem o contato com o público ou com colegas de trabalho de diferentes lugares, que envolvam pesquisa de mercado ou possibilitem a aquisição diária de conhecimento são favorecidas.

Por fim, quem tem predominância de signos de água (Câncer ♋, Escorpião ♏ e Peixes ♓) no mapa sente a necessidade de agir pela emoção, confiando na sua intuição e sensibilidade. São pessoas que podem ter uma forte veia empreendedora e que agem, principalmente, pela motivação interna. Por isso, precisam estar ainda mais atentas durante a escolha de uma carreira profissional para dar passos seguros.

4 elementos dos signos

A qualidade cardinal, por sua vez, indica a possibilidade de uma vocação interessada em conceber e apresentar ideias, sempre atrelada à oportunidade de tirá-las do papel. São pessoas com entusiasmo por atividades de grande movimentação e que, geralmente, se interessem por papéis de liderança ou por áreas em que seja possível trabalhar com inovação e testes.

A qualidade fixa indica consistência e preferência por estabilidade. É possível que pessoas que tenham essa qualidade em predominância no mapa sintam-se mais confortáveis em profissões que tenham rotina e pouca mudança, que permitam manter um certo conforto, que tragam a segurança de que os problemas podem ser resolvidos ou que permitam manter ideais e ideologias.

Por fim, a qualidade mutável demonstra facilidade de adaptação e flexibilidade. Assim, profissões que exijam aprendizagem constante e que ofereçam variedade de atuação ganham destaque. Além disso, sua vocação está inclinada à carreiras que permitam aprimorar pensamentos, funcionalidades, eficiência, pessoas e ambientes.

Tem dúvidas sobre seu signo solar, elementos e qualidades? Consulte nosso mapa astral!

Passo 3 - Analise as casas de recursos e valores e de serviços e rotina

Neste ponto do artigo é possível que você tenha conseguido reunir algumas informações importantes para responder à pergunta: "como descobrir minha vocação profissional com ajuda do mapa astral?".

Agora, é hora de mergulhar um pouco mais a fundo nas casas 2 e 6, que têm impacto direto sobre o trabalho e o propósito e falam, respectivamente, sobre recursos e valores e serviços e rotina.

Casa 2

Como já explicamos neste texto, a vocação nem sempre está ligada à carreira ou à vida profissional. Porém, para quem deseja transformar talentos em dinheiro, entender o que diz a casa 2 do mapa astral é fundamental.

Em resumo, a casa 2 é associada a recursos, valores e posses. Ela nos permite entender melhor que forma lidamos com a segurança, estabilidade e valorização durante a vida.

Há, por exemplo, pessoas que valorizam recursos materiais e concretos, como o dinheiro em si, objetos e propriedades.

mulher com chave de casa nas mãos

Para outras pessoas, a dimensão psicológica da valorização é mais importante, como a capacidade de gerir e administrar as pulsões internas e lidar com a subsistência.

Por fim, há a valorização pautada na autogestão, que é a possibilidade de usar recursos e valores na gestão de nossa vida pessoal, como família, sociedade e viagens.

Para entender melhor a influência da casa 2 em sua vocação, você deve buscar saber qual signo está presente nela, assim como se existem planetas por lá.

Por exemplo, uma casa 2 em Sagitário traz habilidades e dons para ensinar, transmitir conhecimento, lidar com questões éticas e sociais.

Acesse o mapa astral do Astrolink, descubra quais signos e planetas estão em sua casa 2 e leia uma interpretação dessa configuração astral!

Casa 6

Já a casa 6 do mapa astral diz sobre rotina. Ela nos ajuda a entender como é nosso relacionamento com colegas de profissão, nossa organização, nossa disposição em servir e nosso dia a dia no ambiente corporativo.

Aqui é importante destacar que a casa 6 não simboliza nossa carreira, mas está relacionada a questões comportamentais do trabalho diário, como a necessidade de nos colocar a serviço de uma empresa, projetos, colegas, funcionários ou de nós mesmos e de nossas obrigações.

A casa 6 fala sobre como lidamos e nos aperfeiçoamos diante daquelas pequenas atividades do dia a dia que, muitas vezes, parecem não ter importância, mas que são fundamentais para manter a engrenagem girando.

Por meio de sua análise é possível compreender nossa organização - ou desorganização - diária.

Além disso, a casa 6 fala sobre um aspecto muito relacionado à vocação: saúde. Quando nossos deveres e rotinas não correspondem às nossas necessidades e ao nosso chamado vocacional, podemos somatizar tensões emocionais que terminam por afetar nossa saúde.

Assim como a casa 2, para compreender melhor as influências da casa 6 em seu mapa astral, é preciso avaliar qual signo está nela, bem como se existem planetas por lá.

Por exemplo, uma casa 6 em Libra pede para trabalhar em equipe ou em dupla, em ambiente de trabalho belo e harmônico. A pessoa com essa configuração no Mapa tem favorecido o jogo de cintura para lidar com subordinados.

Pessoas em ambiente de trabalho

Para conferir as influências astrais presentes em sua casa 6, também acesse o mapa astral do Astrolink.

Passo 4 - Analise sua casa 10 (Meio do céu)

Por fim, analise os signos e planetas presentes em sua casa 10. Depois do ascendente, ela é a casa mais forte de um mapa astral e nos fala diretamente sobre carreira e sobre a maneira como somos vistos por outras pessoas: o arquiteto, o jornalista, a dentista, a advogada.

O Meio do Céu é orientado para o futuro - dá indícios de onde queremos chegar. Tem relação com o legado que queremos deixar, com o status e com o papel que uma pessoa assume na sociedade.

A casa 10 representa nosso propósito, missão e legado. Ela dá pistas do que nos faz sentir que estamos no lugar certo. Se conectar com esse sinal traz felicidade e plena imagem daquilo que se quer alcançar, da transformação que se quer gerar e da maneira que se quer contribuir.

Por estar diretamente conectada com o propósito de vida, essa casa tem um papel-chave na jornada para responder à pergunta "como descobrir minha vocação no mapa astral?". Por isso, vamos nos dedicar a uma análise mais profunda dela.

Como descobrir minha vocação?

Signo, elemento e qualidade

Lembra da análise que fizemos no passo 2, que nos mostra as influências do elemento e das qualidades em nosso mapa astral? Pois bem, agora é hora de retomar essa análise observando o signo que ocupa sua casa 10.

Se for Áries, Leão ou Sagitário, são do elemento fogo. Se for Touro, Virgem e Capricórnio, são do elemento Terra. Gêmeos, Libra e Aquário são do elemento Ar. Câncer, Escorpião e Peixes são do elemento Água.

Já com relação às qualidades, Áries, Câncer, Libra e Capricórnio são signos cardinais. Touro, Leão, Escorpião e Aquário são signos de qualidade fixa. Gêmeos, Virgem, Sagitário e Peixes são signos mutáveis.

Você pode se apoiar nos indicativos do passo 2 deste conteúdo para fazer suas análises.

Planeta no Meio do Céu

Outro ponto importante a ser identificado é o planeta que está presente em seu Meio do Céu. Ele é o arquétipo ou símbolo das atividades que estão diretamente relacionadas à sua vocação. Veja, a seguir, uma relação entre os signos presentes na casa 10 e os planetas com características compatíveis.

Áries ou Escorpião - Marte
Touro ou Libra - Vênus
Gêmeos ou Virgem - Mercúrio
Câncer - Lua
Leão - Sol
Sagitário ou Peixes - Júpiter
Capricórnio e Aquário - Saturno

Veja, abaixo, as características que cada planeta reflete nesta casa e seus indicativos para a descoberta da vocação:

Mulher pintando com as mãos

Casa 10 em Áries ou Escorpião - Pessoas com Meio do Céu em Áries ou Escorpião emprestam as características de Marte. Na vida profissional e carreira, são movidas a desafios e se empenham para resolver problemas, defender ideias e pessoas. Algumas profissões possíveis são relacionadas ao empreendedorismo, atividades de liderança ou que trabalham a força física, como atletas de alto nível, bombeiro, policial, ou até mesmo que se preocupam em investigar os mistérios da mente, como psiquiatras ou psicólogos, investigadores ou cirurgiões.

Casa 10 em Touro ou Libra - Para quem tem Touro ou Libra na Casa 10, as energias predominantes vêm de Vênus. Pessoas com essa configuração no mapa astral gostam de justiça e igualdade, sentem necessidade em atuar em prol da harmonia e da estabilidade. Algumas profissões possíveis são relacionadas à carreira jurídica, como advogado, juiz ou diplomata, ou ao mercado financeiro, como banqueiros ou corretor de imóveis. Carreiras associadas a arte também são favorecidas como designer, artista visual, arquitetura, música, etc.

Casa 10 em Gêmeos ou Virgem - Pessoas com Gêmeos ou Virgem no Meio do Céu emprestam características de Mercúrio podem ter vocação para profissões que consigam responder perguntas e questionamentos. Elas se sentem confortáveis em se dedicar a processos que busquem entender, analisar e explicar as coisas. Essas explicações podem ser de forma escrita ou oral. Algumas das profissões onde é possível exercer essa vocação são professores, cientistas, jornalistas, editores, tradutores ou programadores, ou qualquer profissão no universo da comunicação. Outras possibilidades estão conectados com o trabalho com a saúde, como médicos, enfermeiros, nutricionistas ou dentistas.

Casa 10 em Câncer - É a Lua quem traz influências para quem tem a casa 10 em Câncer. Essas pessoas têm tendência a ter uma vocação relacionada a atividades que trabalhem com cuidado emocional, nutricional e proteção. Podem encontrar seu propósito em profissões como psicologia, enfermagem e nutrição. Atividades relacionadas a gastronomia também podem ser favorecidas, além de serviços de atendimento direto com o cliente.

Casa 10 em Leão - Pessoas com Meio do Céu em Leão emprestam toda a vibração e iluminação do Sol para sua carreira. Gostam de serem vistas e de tornar coisas visíveis. Podem ser boas líderes, porque sabem delegar tarefas e reconhecer o potencial de cada pessoa. Algumas profissões que podem ser compatíveis com esse posicionamento podem ir desde excelentes líderes e CEO a bons atores, diretores ou artistas, podendo também abranger áreas que possuem um grande prestígio social, como políticos ou governantes.

Casa 10 em Sagitário ou Peixes - Pessoas com a casa 10 em Sagitário ou Peixes emprestam as características de Júpiter para seu chamado vocacional. Tendem a gostar de profissões que permitam o aprendizado, o ensino e o compartilhamento de ideias, como professores universitários, advogados, escritores e filósofos. Atividades ligadas a arte e ao cuidado com o outro também são favorecidas, como terapeutas, artistas no geral, trabalhadores humanitários e até astrólogos.

Casa 10 em Capricórnio e Aquário - Saturno é o planeta que "empresta" suas qualidades para os signos de Capricórnio e Aquário. Por isso, quem tem esses signos na Casa 10 do mapa astral deve buscar profissões que possibilitem manter objetivos e ideais, respeitar estruturas e trabalhar com planos de longo prazo, como executivos e CEO, engenheiros, banqueiros ou empresários. O foco de Saturno para o futuro também pode incentivar atividades profissionais que se ligam a inovação, tecnologia e descobertas, favorecendo para profissões como: desenvolvedores, pesquisadores, cientistas ou líderes políticos.

Cientistas e astros

Meio do Céu e Casas Astrológicas

Como vimos anteriormente, os planetas que possuem afinidades astrológicas com o signo que está no seu Meio do Céu, revelam importantes indícios de como essa Casa Astrológica irá se comportar, te ajudando a te dar ainda mais dicas de qual caminho você pode seguir.

Dito isso, é importante analisarmos o signo e a casa astrológica que ele se encontra, realizando o cruzamento de informações que te dará informações ainda mais específicas para o seu Mapa Astral.

Por exemplo, se você tem seu Meio do Céu em Áries, após realizar as análises anteriores, procure a posição de Marte do seu Mapa Astral, que, digamos neste exemplo, está em Gêmeos, na casa 7. Com isso, podemos concluir que profissões ligadas ao signo de Gêmeos também podem ser compatíveis com você, principalmente se você conseguir mesclar as características que envolvem ambos os signos, por exemplo, jornalistas esportivos.

Além disso, Marte na casa 7 pode conferir uma maior atenção ao se relacionar com os demais, favorecendo profissões que também envolvem negociações, diálogos e trocas.

Veja a seguir um breve resumo de como a posição do planeta dominante do seu Meio do Céu pode influenciar seu Mapa Astral:

Planeta Dominante na Casa 1: invista em seu desenvolvimento pessoal. Tem tendência a empreender — sua personalidade e imagem podem ajudar a alavancar o seu negócio.

Planeta Dominante na Casa 2: talento para lidar com finanças, atividades bancárias e relacionadas a posses.

Planeta Dominante na Casa 3: vocação pode estar relacionada à comunicação em seu aspecto mais amplo: desde a criação de conteúdos publicitários, jornalísticos e de marketing à gestão de comunidades, trabalho de relações-públicas, entre outros.

Planeta Dominante na Casa 4: profissões ligadas a imóveis, propriedades e privacidade.

Planeta Dominante na Casa 5: vocação para lidar com atividades de entretenimento, esportes e arte.

Planeta Dominante na Casa 6: atividades ligadas ao local de trabalho em si.

Planeta Dominante na Casa 7: carreiras que envolvam lidar com clientes, contratos e negociações.

Planeta Dominante na Casa 8: pode exercer seu chamado ajudando pessoas em situações e experiências difíceis, relacionadas à morte ou herança, crise econômica, gerenciamento de recursos, entre outras atividades.

Planeta Dominante na Casa 9: vocação pode estar relacionada ao desenvolvimento de tarefas que envolvam trabalho de longa escrita, como livros. Astrologia e estudos religiosos também entram na lista.

Planeta Dominante na Casa 10: talento para publicidade, marketing e cargos de alto escalão.

Planeta Dominante na Casa 11: profissões que envolvam trabalho em equipe e em comunidades profissionais.

Planeta Dominante na Casa 12: carreira que possa ser exercida nos bastidores, sem muita exposição.

Como você deve ter percebido, uma série de fatores deve ser considerada na busca pela descoberta de uma vocação profissional. Temos certeza de que com um pouquinho de estudo e com a ajuda desse passo a passo sobre a vocação no mapa Astral você já conseguirá ter uma noção de muita coisa que sua alma sente-se alinhada por fazer.

Lembrando que estas dicas não são as únicas neste sentido e uma análise mais aprofundada, com técnicas conjugadas de interpretação pode levar a um conhecimento ainda maior do potencial de cada vocação em relação a um mapa astral.

Se ainda assim restar dúvidas com relação a como descobrir sua vocação no mapa astral, conte com o Astrolink. Aqui você consegue fazer seu mapa astral gratuito e descobrir qual é a influência dos planetas e dos signos. Se ainda não conhece, acesse e descubra!

Categorias

O céu no momento...

sexta-feira, 24 de maio de 2024 | 23:37