1. Tarot
  2. Arcanos Maiores
O Diabo
Carta "O Diabo" Crédito: Tarot Rider-Waite

XV O Diabo

Excessos, materialismo e desequilíbrio

Essa carta tem suas energias relacionadas ao signo de Capricórnio

A carta O Diabo é um Arcano Maior que nunca é visto com bons olhos. Mas, assim como A Morte, não é uma carta negativa. Apenas indica que existem lições que você tem que aprender e isso nem sempre é ruim. Sua associação com Capricórnio sugere que você deve tomar o controle da situação em questão, lidando com as coisas de maneira bem pragmática.

Você deve se perguntar o que deseja e o que te impede de obter sucesso em relação a algo. Excessos, maus hábitos, amizades que só atrapalham, problemas de saúde, enfim, qualquer coisa que ponha correntes em você e que causem estagnação na vida ou na situação em questão. Assuma as características capricornianas e tome as rédeas da situação.

Quando esta carta aparece em uma consulta, geralmente traz uma lição envolvida. Tem a ver com nossos instintos, sendo assim, luxúria, desejos, ambições, bens materiais e sexo. Apesar de trazer tudo isso, o Diabo é uma carta de dualidade. Você precisa se perguntar o que quer, pois caso se entregue de corpo e alma aos prazeres ou excessos, nada de bom acontecerá.

A carta pode indicar que algo que está te segurando, mas você não sabe muito bem o que é. Você pode estar cometendo excessos, pode estar enfermo ou alguém pode estar te atrapalhando. O fato é que talvez o sucesso almejado pode não estar presente ainda. A carta então traz uma mensagem clara: liberte-se! Seja do que for. Deixe de lado más influências, corte os maus hábitos e os excessos, enfim, livre-se de todo peso morto que não te deixar dar o próximo passo na situação em questão.

Um pouco mais sobre a carta O Diabo...

O Diabo é a carta de número 15 do Tarot e costuma inspirar tanto receio quanto a carta A Morte. Na numerologia, é igual a 6, o número da carta dos Amantes. Na carta, podemos ver os amantes acorrentados, presos ao lado material e sensual de sua natureza. Eles têm pequenos chifres e caudas, indicando que estão cada vez mais entregues aos caprichos do diabo, ou seja, sob os domínios absolutos do reino material e sensorial.

Regido por Capricórnio, este Arcano Maior é representado por um sátiro, ser mitológico metade bode, metade homem. Tem a ver com luxúria, desejos e entrega ao mundo material, ou seja, aos nossos prazeres e instintos. Simboliza ainda o famoso bode expiatório, ou seja, o ato de colocarmos a culpa dos nossos erros e problemas em outras coisas ou pessoas para assim nos sentimos melhor. Suas asas remetem ao morcego, outro símbolo de que nossos excessos podem acabar sugando nossa energia. Assim como um vampiro, o Diabo nos atrai para seu domínio, uma caverna fechada no reino mais inacessível do inconsciente. Apenas nossa consciência pode quebrar suas paredes e nos libertar.