1. Tarot
  2. Arcanos Maiores
A Torre
Carta "A Torre" Crédito: Tarot Rider-Waite

XVI A Torre

Colapso, soberba e mudanças abruptas

Essa carta tem suas energias relacionadas ao planeta Marte

O significado da carta A Torre tem a ver com mudanças abruptas. Algo pode mudar em relação à situação questionada. Pense em uma estrutura ou fundação que entra em colapso. Um relacionamento, um emprego, uma amizade e em alguns casos, até mesmo estruturas físicas.

Em uma leitura mais abrangente, alguns exemplos são perder o emprego, terminar um relacionamento, romper uma amizade, contrair dívidas ou até mesmo se mudar pode trazer à tona sentimentos conflitantes. Você pode achar que conhece alguém, ou que sabe a verdade sobre algo e acaba levando um choque de realidade quando descobre que estava errado. É como se você encarasse a situação questionada como uma coisa, quando de repente se mostra outra, tornando necessário gerenciar seus sentimentos, abraçar a mudança e seguir em frente, deixando o que quer que seja para trás.

Em uma consulta sobre relacionamentos, A Torre pode indicar a necessidade de ser mais flexível com seu par. Caso você não mude, a relação pode entrar em colapso. Caso você esteja procurando alguém, talvez tenha que mudar um pouco seus conceitos e comportamentos para achar a pessoa certa.

Para trabalho e finanças, ao mesmo tempo que pode apontar uma mudança de emprego, também pode sugerir cautela com seus recursos. Cuidado para não gastar demais, contrair dívidas ou fazer empréstimos altos. Tente gerir seus recursos com um pouco mais de cautela.

Porém, estes são só exemplos. A Torre simplesmente pode sugerir que estamos enganados em relação a algo e temos a chance de reparar nossos erros, mesmo que de maneira dolorosa. O significado básico é a arrogância, ou seja, podemos estar errados a respeito de alguma coisa e precisamos reconhecer, tentando reparar o engano. Seja qual for o caso, as coisas voltam ao seu lugar no seu devido tempo e a harmonia sempre retorna.

Um pouco mais sobre a carta A Torre...

A Torre é a carta de número 16 do Tarot e simboliza geralmente um evento inesperado, um acontecimento caótico que aconteceu ou está prestes a acontecer. Pode ser uma carta assustadora, mas assim como outros Arcanos Maiores que inspiram receio, este traz a mensagem de que tudo acontece por um motivo e carrega uma lição a ser aprendida: a de que nada dura para sempre, então mudanças muitas vezes acontecem para o nosso bem.

A carta faz alusão à Torre de Babel, ou seja, simboliza a arrogância do homem, a ambição construída sob falsas premissas. A lenda conta que após o grande dilúvio, Deus mandou que os sobreviventes se espalhassem pelo Mundo a fim de reconstruir a humanidade. Porém, decidiram se juntar e viver juntos. Em determinado momento, decidiram construir uma enorme torre para alcançar o céu, símbolo de sua soberba, arrogância e ambição. Como castigo, Deus fez com que passassem a falar línguas diferentes. Ninguém conseguiu mais se entender e, em meio à confusão criada, a torre começou a ruir antes mesmo de seu término.

Marte é o planeta associado a esta carta. A destruição da Torre representa o fim de um ciclo de possíveis erros que abre espaço para um recomeço. Na carta, vemos uma torre em chamas em meio à tempestade, pessoas caindo, enfim, um verdadeiro pandemônio. As pessoas que caem dela são as mesmas que não conseguiram se libertar da prisão da carta anterior, O Diabo, ou seja, ainda estão presas por situações negativas.

A simbologia da carta mostra ainda esse despertar súbito da consciência. É como um vislumbre repentino e momentâneo da verdade, um instante de inspiração que quebra as amarras da ignorância. As pessoas que caem de cabeça são despertadas pelos relâmpagos da consciência. As chamas são os 22 Arcanos Maiores e as nuvens cinzentas representam os infortúnios que pairam sobre todos nós de forma indiscriminada.

Em uma leitura para o presente, esta carta indica que um acontecimento caótico e inesperado pode bagunçar a situação. Porém, devemos estar abertos à mudança e usar nosso bom senso para navegar em meio à tempestade.