O 6° Princípio Hermético - Causa e Efeito

Toda a Causa tem seu Efeito, todo Efeito tem sua Causa
O 6° Princípio Hermético - Causa e Efeito
por Astrolink em Hermetismo

O princípio da Causa e Efeito, também conhecido como a sexta lei hermética universal, é um dos sete princípios universais, descritos a partir das ideias de Hermes Trismegisto. Hermes é considerado o "mestre dos mestres" e o primeiro alquimista da história. Suas ideias influenciaram muitas das religiões e dos pensadores que passaram por aquela região. Para saber mais, acesse nossa matéria sobre a história de Hermes.

Se você já leu sobre os cinco primeiros princípios universais, chegou a hora de entender como opera o princípio da Causa e Efeito.

"Toda a Causa tem seu Efeito, todo Efeito tem sua Causa; tudo acontece de acordo com a Lei; o Acaso é simplesmente um nome dado a uma Lei não reconhecida; há muitos planos de causalidade, porém nada escapa à Lei."

O princípio da Causa e Efeito explica a dinâmica universal dos acontecimentos em diversos planos. Ao dizer que todo efeito tem sua causa, a lei afirma que, no Todo mental em que estamos imersos, nada é por acaso - ele apenas existe para nomear aquilo cuja causa ainda não conhecemos.

É importante ressaltar que o princípio não deve ser confundido com a ideia de que temos um destino pré-determinado; apesar de nada escapar à Lei da causa e efeito, é possível que, por meio do domínio da mente, sejamos agentes causadores, motivados por nossa força de vontade.

Agir sobre a causa e não sobre o efeito possibilita sermos mestres de nossas próprias vontades e agentes causadores do bem. Porém, isso implica em assumir nossa parcela de responsabilidade sobre o curso da vida.

O peso da responsabilidade costuma ser evitado pelas grandes massas, e é por isso que este princípio explica o movimento de inércia da coletividade. O coletivo está sujeito às causalidades alheias e, frequentemente, vive os efeitos de causas iniciadas em planos superiores.

O Princípio da Causa e Efeito e suas possíveis relações...

Na espiritualidade

O princípio da Causa e Efeito é utilizado pelo cristianismo como explicação da existência de Deus. Se todo efeito possui uma causa - como já dizia René Descartes - então Deus é a resposta para a pergunta: qual é a causa primeira, aquela que criou o sopro da vida?

Se no Antigo Testamento Deus já é descrito como a causa de todas as coisas, no Novo Testamento também encontramos uma associação desta ideia a Jesus Cristo. Em Isaías, ele é descrito como Alfa e Ômega, ou seja, ele agrega os dois elementos: causa e efeito.

A causa e efeito estão muito presentes, também, no carma do Espiritismo. O próprio texto do Caibalion diz que estamos sujeitos a causas realizadas em outros planos; no Espiritismo, isso diz respeito a movimentos iniciados em vidas passadas, cujos efeitos são vivenciados ao longo de próximas encarnações.


No dia a dia

É muito comum vivenciarmos o princípio da causa e efeito no dia a dia, o que faz com que esta seja uma das leis herméticas mais fáceis de se compreender. Se descuidamos da nossa alimentação (causa), é esperado que tenhamos problemas de saúde (efeito); se cuidamos de uma planta diariamente (causa), ela terá mais chances de florescer (efeito).

Apesar disso, poucos são aqueles que decidem tomar as rédeas de sua própria vida, pois esta é uma tarefa que exige proatividade e responsabilidade. Como pontuado no Caibalion, isto é ainda mais comum se considerarmos os efeitos nas grandes massas.

Basta observarmos de que forma agimos como sociedade em relação ao meio ambiente, por exemplo: frequentemente buscamos remediar os efeitos do desequilíbrio ambiental e nos esquivamos das mudanças e sacrifícios necessários para agirmos sobre as verdadeiras causas dos diversos problemas.

Se você gostou deste artigo, aproveite para saber mais sobre os outros princípios e ler sobre a última lei hermética: o princípio do Gênero.

Definição em O Caibalion

"Este princípio contém a verdade que há uma Causa para todo o Efeito e um Efeito para toda a Causa. Explica que: Tudo acontece de acordo com a Lei, nada acontece sem razão, não há coisa que seja casual; que, no entanto, existem vários planos de Causa e Efeito, os planos superiores dominando os planos inferiores, nada podendo escapar completamente da Lei. Os Hermetistas conhecem a arte e os métodos de elevar−se do plano ordinário de Causa e Efeito, a um certo grau, e por meio da elevação mental a um plano superior tomam−se Causadores em vez de Efeitos.

As massas do povo são levadas para a frente; os desejos e as vontades dos outros são mais fortes que as vontades delas; a hereditariedade, a sugestão e outras causas exteriores movem−nas como se fossem peões no tabuleiro de xadrez da Vida. Mas os Mestres, elevando−se ao plano superior, dominam o seu gênio, caráter, suas qualidades, poderes, tão bem como os que o cercam e tornam−se Motores em vez de peões. Eles ajudam a jogar a criação, quer física, quer mental ou espiritual, é possível sem partida da vida, em vez de serem jogados e movidos por outras vontades e influências. Empregam o Princípio em lugar de serem seus instrumentos. Os Mestres obedecem à Causalidade do plano superior, mas ajudam a governar o nosso plano. Neste preceito está condensado um tesouro do Conhecimento hermético: aprenda-o quem quiser."

Leia mais artigos do Astrolink ver todos

Os 7 Princípios Herméticos do UniversoOs 7 Princípios Herméticos do Universo
Mentalismo, Correspondência, Vibração, Polaridade, Ritmo, Causa e Efeito e Gênero. Conheça as 7 Leias Herméticas, textos associados a Hermes Trismegisto (ou Hermes três vezes grande). São obras que tratam da busca pela grande Verdade, aquilo que une todas as religiões.
O 1° Princípio Hermético - MentalismoO 1° Princípio Hermético - Mentalismo
O Princípio do Mentalismo é a primeira das Sete Leis Universais de Hermes Trismegisto. Os sete princípios herméticos reúnem as ideias associadas a Hermes, que teriam sido a matriz para a maioria das correntes religiosas que se espalharam a partir do Egito Antigo.
O 2° Princípio Hermético - CorrespondênciaO 2° Princípio Hermético - Correspondência
O princípio da Correspondência é uma das Sete Leis Universais herméticas. O que está em cima é como o que está embaixo. O que está dentro é como o que está fora. O princípio da Correspondência diz respeito aos padrões - ocultos ou não - presentes em todos os planos pelos quais caminhamos.
O 3° Princípio Hermético - VibraçãoO 3° Princípio Hermético - Vibração
O princípio da Vibração é uma das sete leis herméticas. Nada está parado, tudo se move, tudo vibra. Tudo está sempre em movimento, desde partículas até nossa mente.
O 4° Princípio Hermético - PolaridadeO 4° Princípio Hermético - Polaridade
O princípio da Polaridade é a quarta das sete leis herméticas. Nas polaridades, entendemos que os pólos nada mais são do que dois extremos de um mesmo elemento.
O 5° Princípio Hermético - RitmoO 5° Princípio Hermético - Ritmo
O princípio do Ritmo é uma das sete leis herméticas. Nos diz que o universo é regido por um movimento semelhante ao de um pêndulo ou de um ciclo.
O 7° Princípio Hermético - GêneroO 7° Princípio Hermético - Gênero
O princípio do Gênero é a última das sete leis herméticas. É través do princípio do Gênero que surge todo o nosso potencial de criação, geração e regeneração.


O céu no momento...

Segunda-feira, 21 de Setembro de 2020 | 09h15
Sol 28° 58' Vir
Lua
Nova
25° 38' Esc
Fase Crescente
ver ciclo lunar
Mercúrio 22° 54' Lib
Vênus 16° 55' Lea
Marte 27° 09' Ari R
Júpiter 17° 31' Cap
Saturno 25° 23' Cap R
Urano 10° 09' Tou R
Netuno 19° 16' Pei R
Plutão 22° 31' Cap R
Quiron 07° 31' Ari R
Lilith 26° 40' Ari
Nodo Norte 23° 58' Gem R
Aspectos ativosorbe
SolSextilLua3.33
SolTrígonoSaturno3.58
SolTrígonoPlutão6.44
SolQuadraturaNodo Norte5.00
LuaSextilSaturno0.25
LuaTrígonoNetuno6.35
LuaSextilPlutão3.11
MercúrioQuadraturaSaturno2.48
MercúrioQuadraturaPlutão0.38
MercúrioTrígonoNodo Norte1.07
MarteQuadraturaSaturno1.77
JúpiterSextilNetuno1.76
SaturnoConjunçãoPlutão2.86
Ler mais

Signos no Astrolink

Piscianos    9.05 %
Arianos    8.85 %
Cancerianos    8.80 %
Geminianos    8.70 %
Taurinos    8.64 %
Aquarianos    8.26 %
Virginianos    8.20 %
Leoninos    8.17 %
Escorpianos    7.99 %
Capricornianos    7.89 %
Librianos    7.88 %
Sagitarianos    7.58 %