astrolink-galaxy

Veja seu Mapa Astral Grátis!

Já tem cadastro? 

O 3° Princípio Hermético - Vibração

Nada está parado, tudo se move, tudo vibra.

Por Astrolink em Hermetismo

Modo claro

4 minutos de leitura

O princípio da Vibração é uma das sete leis herméticas, que têm como base os escritos de Hermes Trismegisto. A lei universal da Vibração é o terceiro postulado presente no livro O Caibalion, que busca apresentar as verdades essenciais que levam ao entendimento do mundo à nossa volta e de todas as religiões.

Para uma melhor compreensão das leis herméticas universais, sugerimos que elas sejam lidas na ordem. Neste artigo, apresentamos conceitos gerais acerca do princípio da Vibração, após ter sido explicado anteriormente o princípio da Correspondência.

"Nada está parado, tudo se move, tudo vibra."

Ao interpretar o início do princípio da Vibração, compreendemos uma das leis mais inexoráveis do universo - a de que tudo está sempre em movimento, desde partículas subatômicas da matéria até o nosso processo mental.

Esta é a base para chegar ao cerne da terceira lei: "tudo vibra". A vibração, na verdade, é o grau e frequência com que cada elemento se move. Vibrações mais rápidas, em alta frequência, são mais sutis; vibrações lentas, em baixa frequência, são consideradas densas.

Quanto mais próximo da matéria, mais baixa é a vibração. Assim, os minerais possuem as vibrações mais baixas, seguidos dos vegetais, dos animais, dos humanos, dos espíritos e da mente. Já quanto mais alta for a vibração, menos perceptível ela é a olho nu - como ocorre com as ondas sonoras e eletromagnéticas.

O princípio da vibração também nos explica que, tal qual na física o movimento gera força centrípeta e centrífuga, nós também podemos atrair ou irradiar energia por meio de nossas vibrações e influenciar o mundo à nossa volta.

O Princípio da Vibração e suas  possíveis relações...

Na religião e espiritualidade

O princípio da vibração está presente de diversas formas no domínio das religiões e da espiritualidade. Os rituais, especialmente os coletivos, nada mais são do que uma forma de se alinhar vibrações e emanar energias, sejam positivas ou negativas - de alta ou baixa frequência.

A vibração irradiada pode também estar presente na forma de objetos energizados, como cristais, amuletos ou a água benta. Outras práticas atuam diretamente na transferência de energias, muitas vezes curativas, como o caso de passes e da sabedoria reikiana.

Algumas pessoas também parecem possuir o dom de enxergar a aura de outras pessoas - o que é chamado de "aura" nada mais é do que um campo energético, a frequência (algumas vezes visível) que cada um possui.


Na ciência

Apesar de terem sido descritos a partir de obras datadas do Egito antigo, muitos dos princípios herméticos estão ligados a conceitos da física moderna. No caso da lei da Vibração, uma teoria recente se destaca é a Teoria das Cordas.

De forma resumida, os estudos que se debruçam sobre esta teoria defendem que o universo é composto por fibras de energia ainda menores que os átomos, como se fossem cordas. Assim como uma mesma corda de violão pode produzir diferentes sons, esta teoria sugere que tais cordas - ainda não identificáveis por nenhum instrumento produzido pela Ciência atual - são o que transformam a matéria no universo como conhecemos hoje. Ou seja, o universo opera por meio de vibrações.


Se você gostou de ler sobre o princípio da Vibração, recomendamos que você confira nosso artigo introdutório sobre Hermes e o Caibalion e navegue pelos artigos de cada uma das sete leis herméticas.

Definição em O Caibalion

"Este Princípio encerra a verdade que tudo está em movimento: tudo vibra; nada está parado; fato que a Ciência moderna observa, e que cada nova descoberta científica tende a confirmar. E contudo este Princípio hermético foi enunciado há milhares de anos pelos Mestres do antigo Egito.

Este Princípio explica que as diferenças entre as diversas manifestações de Matéria, Energia, Mente e Espírito, resultam das ordens variáveis de Vibração. Desde O TODO, que é Puro Espírito, até a forma mais grosseira da Matéria, tudo está em vibração; quanto mais elevada for a vibração, tanto mais elevada será a posição na escala. A vibração do Espírito é de uma intensidade e rapidez tão infinitas que praticamente ele está parado, como uma roda que se move muito rapidamente parece estar parada.

Na extremidade inferior da escala estão as grosseiras formas da matéria, cujas vibrações são tão vagarosas que parecem estar paradas. Entre estes pólos existem milhões e milhões de graus diferentes de vibração. Desde o corpúsculo e o elétron, desde o átomo e a molécula, até os mundos e universos, tudo está em movimento vibratório. Isto é verdade nos planos da energia e da força (que também variam em graus de vibração); nos planos mentais (cujos estados dependem das vibrações), e também nos planos espirituais.

O conhecimento deste Princípio, com as fórmulas apropriadas, permite ao estudante hermetista conhecer as suas vibrações mentais, assim como também a dos outros. Só os Mestres podem aplicar este Princípio para a conquista dos Fenômenos Naturais, por diversos meios. Aquele que compreende o Princípio de vibração alcançou o centro do poder, diz um escritor antigo."

Categorias

O céu no momento...

sábado, 18 de maio de 2024 | 10:24