Pluto Libra

Plutão em Libra

Plutão em Libra no Mapa Astral

É interessante notar que o conceito de gerações que temos aplicado ao longo do século XX nutre um certo paralelismo com os posicionamentos de Plutão. Pessoas de gerações onde Plutão já se encontra em um signo diferente da anterior podem ter desafios, propostas internas, conceitos de poder e formas de lidar com as transições e mudanças da sociedade de formas bastante distintas umas das outras.

Últimos períodos de Plutão em Libra: 1728 a 1738 | 1971 a 1984
Grande poder e transformações nas relações sociais, no senso de justiça e equilíbrio.

Em um nível macro, pode-se dizer que mudanças importantes nas relações humanas acontecem durante os períodos onde Plutão está transitando por Libra. Nos últimos períodos, o casamento sofreu demandas particulares por uma maior igualdade e equilíbrio nas relações. Assim foi também no campo político e social, onde as pessoas começaram a encontrar novas maneiras de se relacionarem, lutando contra preconceitos, tabus e convenções que precisavam sofrer um término ou se renovarem de forma profunda. É uma passagem que sempre incita transformações sociais profundas, que muitas vezes acontecem com algumas rupturas, principalmente quando o "establishment" é baseado em relações desiguais.

Plutão é uma força poderosa que inspira mudanças geracionais. Transforma, destrói, renova e desenvolve o que toca, estando também ligado com o desenvolvimento espiritual coletivo e aos conceitos de poder. Esta é uma geração que tem potencial para compreender intimamente e de forma consistente os mais profundos conceitos de justiça e diplomacia, onde a busca pelo equilíbrio pode ser tanto uma benção como uma maldição. Devido à potência do arquétipo plutoniano nos termos librianos, podem haver algumas dificuldades infligidas nos relacionamentos, que geralmente, à nível pessoal, são intensos e transformadores na vida de seus nativos.

A última geração pluto-libriana está por trás da criação de tecnologias agregadoras e tendem a se rebelar com qualquer coisa que não esteja em harmonia dentro de seus próprios termos, tendo um papel de destaque na exposição de governos, religiões e doutrinas que teoricamente possuem conceitos falhos, mal embasados ou que enganam as pessoas.

Os relacionamentos diversos também se tornaram mais socialmente aceitáveis durante este período, incluindo relacionamentos homossexuais, pansexuais e inter-raciais, que começaram a ser encarados de uma forma mais normalizada. O desejo de encontrar um maior equilíbrio e harmonia nos relacionamentos, independentemente da orientação sexual, começou a mudar a forma como a sociedade vê os casais não tradicionais entre as décadas de 1970 e 1980, abrindo espaço para uma revolução maior ainda na próxima geração, com Plutão entrando em seu signo de co-regência, Escorpião, se tornando ainda mais forte.

A energia de Plutão em Libra é centrada em torno de parcerias e relacionamentos transformadores, onde muitas crianças dessa geração presenciaram o divórcio de seus pais. São conhecidas em sua maioria como a "Geração X", mas ao contrário de seus pais, são mais propensos a encontrar equilíbrio dentro de seus relacionamentos, uma vez que não enxergam grandes problemas ao se contentarem com um parceiro fixo ao longo da vida, sendo tal relacionamento fruto de muitas transformações pessoais ao longo do tempo, com altos e baixos e ciclos de renovação de votos ocorrendo eventualmente. Também tendem a nutrir mais afinidade por arte, música e coisas belas em geral.

Interação no Mapa Astral

Em uma análise individual, a geração que divide Plutão em Libra ganha potencial para ser mais sensível às injustiças do mundo, muitas vezes julgando de forma mais dura, impiedosa ou irascível, embora justa à seus termos. Muitos vieram ao mundo para consertar coisas necessárias, ajudando a resolver alguns problemas criados por gerações anteriores de uma maneira mais equilibrada. Compartilham um forte desejo interior de consertar o que outras gerações quebraram.

Relacionamentos tendem a ser constantemente buscados, embora muitos podem ser pesados, complicados ou bagunçados, sendo fonte de transformação pessoal para toda essa geração. Nesse sentido, de forma inerente, são pessoas que tendem a não serem tão convencionais e leves no que tange aos relacionamentos e as parcerias de negócios, fomentando até mesmo um pouco de compulsão por essas áreas. Tendem a intuir sobre os problemas ocultos por trás de uma grande quantidade de questões sociais e mundanas e se posicionarem em busca da verdade

A indecisão pode ser um traço compartilhado, pois muitas vezes podem estar muito envolvidos nas questões para tomar a melhor decisão. Como tendem a entender vários lados da mesma moeda com mais facilidade, podem ter dificuldade em decidir a melhor solução. São pessoas que tendem a não ficar em paz enquanto não encontram uma resposta ou uma solução para as coisas que estão participando e é aqui que a disputas de poder têm chances de acontecer, pois sentem que suas soluções são as mais adequadas, sendo isso uma grande fonte de problema nas relações.

A capacidade de comprometimento também pode ser diferenciada, o que permite que olhem para os diversos lados de uma questão e compreendam bem qual o mais equilibrado ou mais justo. Inclusive, tal poder pessoal pode atrair outras pessoas a procurem conselhos e respostas para os seus infortúnios, sendo uma geração que não vê problemas em ajudar os outros. A melhor maneira de crescerem e se desenvolverem é abandonar a necessidade ou compulsão em manter um equilíbrio perfeito na vida, compreendendo seu fluxo natural e deixando rolar de vez em quando.

Pela cardinalidade de Libra e a força de Plutão, as pessoas dessa geração tendem a ser mais aptas a resolverem as coisas sozinhas em vez de receber ajuda dos outros (principalmente se aspectos com Plutão forem formados no mapa astral), muitas vezes solucionando problemas já desde tenra idade. Signos cardinais sempre trazem mudanças e novidades, portanto, combinando a ação da geração Plutão em Libra com a de Plutão em Capricórnio ocorrendo em algumas décadas à frente, a criação de mudanças positivas no mundo torna-se uma forte tendência através dessas pessoas que podem acabar tendo laços familiares como pais e filhos pela distância geracional.

Mas, aprender a se comprometer com o bem maior ante aos seus próprios interesses é um grande desafio, pois em sua busca para encontrar o equilíbrio, o desequilíbrio torna-se uma possibilidade, sendo atraídos por válvulas de escape que podem despressurizar os estresses do dia a dia criados por gerações anteriores. Mas, com a lei da ação e reação, ao transformarem os outros, geralmente acabam transformando a si mesmos.

saiba mais sobre o significado de Plutão na Astrologia


A influência de Pluto Plutão nos Signos

A influência de Pluto Plutão nas Casas Astrológicas

Veja se você tem este posicionamento no seu mapa!

Crie a sua conta grátis ou efetue o login para saber se você possui Plutão em Libra .



O céu no momento...

Terça-feira, 5 de Julho de 2022 | 02h38
Sol 13° 05' Can
Lua
Nova
19° 35' Vir
Fase Crescente
ver ciclo lunar
Mercúrio 29° 41' Gem
Vênus 14° 25' Gem
Marte 29° 53' Ari
Júpiter 07° 48' Ari
Saturno 24° 32' Aqu R
Urano 17° 54' Tou
Netuno 25° 25' Pei R
Plutão 27° 42' Cap R
Quiron 16° 20' Ari
Lilith 09° 02' Can
Nodo Norte 20° 59' Tou R
Aspectos ativosorbe
SolSextilLua6.51
SolQuadraturaJúpiter5.28
SolSextilUrano4.81
SolSextilNodo Norte7.90
LuaQuadraturaVênus5.17
LuaTrígonoUrano1.69
LuaOposiçãoNetuno5.83
LuaTrígonoNodo Norte1.39
MercúrioSextilMarte0.21
MarteQuadraturaPlutão2.19
NetunoSextilPlutão2.28
Ler mais

Signos no Astrolink

Piscianos    9.00%
Arianos    8.81%
Cancerianos    8.79%
Geminianos    8.67%
Taurinos    8.63%
Aquarianos    8.30%
Leoninos    8.21%
Virginianos    8.21%
Escorpianos    8.01%
Capricornianos    7.90%
Librianos    7.88%
Sagitarianos    7.60%