astrolink-galaxy

Veja seu Mapa Astral Grátis!

Já tem cadastro? 

Os maiores erros ao consultar o Tarot

O oráculo como um conselheiro ou orientador

Modo claro

2 minutos de leitura

É muito comum recorrermos ao Tarot para recebermos uma resposta entre "sim" ou "não" sobre o futuro, mas será que essa é a melhor forma de fazer uma consulta?

Para que seu jogo de Tarot possa te oferecer uma resposta mais rica, o ideal é que você veja o oráculo como um conselheiro ou orientador.

Por esse motivo, as perguntas que fazemos em uma consulta são tão importantes quanto as respostas que desejamos ouvir.

Livre-arbítrio e transparência

Os dois erros fundamentais na hora de formularmos as questões para o Tarot são os de não considerarmos nossa responsabilidade na criação da nossa realidade e, também, em não formularmos as perguntas de forma clara, transparecendo nossa real intenção.

Desse modo, em vez de perguntar se algo irá ou não acontecer, o melhor é questionar o que é possível fazer para que alguma situação se concretize e, além disso, ter uma percepção sincera sobre o que você sente e deseja com a materialização desse desejo.

"Gostaria de saber se vou enriquecer ou não" é um exemplo de questionamento em que um consultante retira sua responsabilidade em plantar ações que o levem a melhoria das condições financeiras e atribui ao Tarot o destino da sua sorte.

Por outro lado, a simples troca dessa insegurança pela pergunta "como posso ter mais prosperidade financeira?", o levaria a um direcionamento para atitudes que o ajudariam a melhorar as possibilidades de expandir sua riqueza material.

Tão complicado quanto esse cenário, é quando a pessoa não deixa claro o que realmente quer saber. Se você tem dúvida, por exemplo, da verdadeira intenção do seu cônjuge em relação à expectativa de se tornarem pais, mas no lugar de perguntar diretamente sobre isso, você questionar se irá ou não engravidar, você pode gerar informações desordenadas e insatisfatórias para sua situação legítima.

A taróloga Patrícia Alvino explica que esse gênero de fato pode embaralhar a resposta, pois, ela esclarece, é possível que o oraculista interprete que a pessoa não irá engravidar, porém, se dispusesse de mais informações ou uma pergunta melhor formulada, o consulente poderia orientar que o melhor caminho é conversar com o marido para que juntos decidissem esse momento, assim, as chances poderiam ser maiores.

Qual é o segredo?

O grande segredo para alcançar os melhores conselhos do Tarot é aprender a formular perguntas que indiquem de que forma você pode participar da situação que está consultando com autorresponsabilidade e enxergando o que você pode fazer de melhor para transformar ou aprimorar a oportunidade que você deseja.

Se coloque como protagonista, observe estes exemplos:

  • Como posso fazer para melhorar meu relacionamento?
  • O que posso curar em mim hoje?
  • O que posso fazer para que minha promoção de trabalho aconteça?
  • O que me bloqueia para conseguir realizar meu sonho?
  • Quais oportunidades e desafios eu posso ter se escolher mudar de país?

O Tarot, afirma Patrícia Alvino, é uma ferramenta que realmente ilumina o caminho, por isso, ela aconselha, o melhor é que a pessoa peça direcionamentos no lugar de perguntas diretas, pois, desta maneira, é possível colher uma resposta muito mais proveitosa.

Categorias

O céu no momento...

quinta-feira, 25 de abril de 2024 | 00:57