Os ciclos de Saturno em nossas vidas
Saturno - o senhor do tempo e do karma

Os ciclos de Saturno em nossas vidas

Astrolink
por Astrolink em Astrologia.

em 29/04/16 15h15 lido 1817 vezes

As sete Leis Herméticas, um conjunto de princípios que reúne os ensinamentos básicos da Lei que rege todas as coisas manifestadas, são atribuídas a Hermes Trismegisto e vêm do livro Caibalion (palavra que tem a mesma raiz de kabbalah), que significa basicamente recepção, "preceitos manifestados por seres superiores" em hebraico. Essas leis possuem um caráter cíclico, assim como a própria existência do ser humano, que também é baseada em ciclos. Mentalismo, correspondência, vibração, polaridade, ritmo, gênero e causa e efeito, tudo está contido em ciclos.

É evidente a constatação dos ciclos em nossas vidas. Estamos constantemente revivendo eventos que se repetem em um determinado intervalo de tempo, que já ocorreram, ocorrem e continuarão ocorrendo. Através dos ciclos aprendemos, nos desenvolvemos e a repetição nos faz refletir, amadurecer, crescer. A própria palavra ciclo vem do grego kyklos, que quer dizer círculo, ou seja, um evento que se iniciou e chegou ao seu término. "Tudo que tem um início, tem um fim." Os círculos permeiam toda a nossa existência. A própria mandala astrológica é um círculo, nosso sistema solar, com o sol no centro (astro representado na astrologia por um círculo com um ponto no meio), os planetas em órbitas circulares - que causam eventos repetidos de forma cíclica...

Sendo assim, os planetas acabam por formarem aspectos e estão em determinadas posições quando nascemos, indicando as energias que nos influenciarão durante nosso ciclo de vida. Existem aspectos harmônicos e desarmônicos - ou energias ressonantes e dissonantes. Júpiter e Vênus, por exemplo, geralmente trazem ciclos positivos e de expansão, enquanto Saturno e Urano tendem a trazer ciclos considerados considerados de retração, reestruturação e limites. Alguns ciclos podem ainda ser tanto positivos quanto negativos. Por exemplo, se tivermos um mau aspecto de um planeta benéfico em um mapa astral, como Júpiter, por exemplo, seu ciclo de aproximadamente 12 anos não será tão positivo. O mesmo pode ser dito de Saturno, que apesar de ser considerado negativo, pode não trazer nada negativo se não estiver mau aspectado em um mapa, ou mesmo se a pessoa não encontrar dificuldades em lidar com sua energia.

Um capricorniano não teria muita dificuldade para lidar com essa energia de Saturno, pois é familiarizado com ela. Porém, esse ciclo que para o capricorniano tende a ser mais tranquilo, pode ser complicado para um ariano. Tenha sempre em mente que aspectos como sextis e trígonos são mais brandos, enquanto quadraturas, oposições e algumas conjunções são mais tensos, difíceis. As conjunções também representam o final de um ciclo.

Para formar uma conjunção consigo mesmo, Saturno leva cerca de 29 anos para completar seu ciclo em torno do Sol. Em outras palavras, é um planeta que tem um ciclo lento, demorado, que forma aspectos menores a cada 7 anos. Seria o equivalente a dizer que a cada 7 anos podemos experimentar eventos marcantes em nossas vidas. O início mais consciente da escola com 7 anos, a adolescência com 14, enfim, 7 é um número importante dentro do ritmo saturniano.

Saturno ainda representa a figura paterna, a autoridade. Quando o ciclo de 12 anos de Júpiter bate, Saturno ajuda a criança a questionar a autoridade dos pais, tentando se libertar. Pode ser um período complicado, permeado de rebeldia e ações antissociais. A criança tende a se alienar, buscando de alguma forma se afirmar e se libertar da autoridade paterna. Porém, no terceiro ciclo de 7 anos (aos 21 anos), a pessoa já adulta tende a se adequar aos padrões da sociedade. As pressões e obrigações vão tomando conta, inserindo a pessoa de volta ao seio da sociedade - faculdade, trabalho, casamento, filhos...

Com o próximo ciclo de 7 anos, que vai dos 21 aos 29, chega a possível independência, a conquista de seu próprio espaço. A pessoa define seu caminho na vida, criando uma identidade própria, perseguindo seus desejos e aspirações. Caso não consiga atingir seus objetivos até os 29 anos, podem surgir crises no chamado Retorno de Saturno, que é onde o planeta retorna a posição inicial que estava no momento do nascimento, finalizando 4 ciclos e reiniciando suas operações já em uma nova etapa.

É como se o planeta viesse julgar a pessoa, querendo saber o que ela fez da vida até o momento. Está formado, trabalhando, está bem de vida, casou, está feliz, adquiriu mais consciência, em suma, evoluiu ou estagnou? As pessoas tendem a se cobrar mais e mais a cada ano que passa a partir daí. Quanto mais difícil for o aspecto de Saturno em um mapa, maiores serão as cobranças e as crises.

Exemplo: Saturno formando aspectos tensos com planetas tensos, como Marte ou Urano, fará o indivíduo sofrer ainda mais, assim como se formar aspectos com Lua e Sol, que farão com que essas crises sejam mais sentidas. A tendência é que o indivíduo procure cada vez mais uma vida estável, pensando em uma base sólida que garantirá sua paz na velhice.

No próximo ciclo (aos 44 anos) Saturno estará em oposição consigo mesmo, então sua influência estará mais tênue. Pode chegar o medo de envelhecer, a famosa crise da meia idade. O homem, agora mais maduro, pode passar a ter comportamentos diferentes, buscando mulheres mais jovens, comprando carros esportivos, tudo para se sentir mais jovem. A mulher começa a temer as rugas, o declínio de seu corpo e tudo que o envelhecimento traz. Cirurgias plásticas e tratamentos estéticos são comuns para elas, numa tentativa de congelarem o tempo. Durante esse ciclo é muito importante amadurecer com sabedoria, criando uma nova relação consigo mesmo e com o mundo. Não é possível voltar o relógio, então é necessário saber envelhecer com graça, tirando o máximo de proveito da vida, utilizando tudo que se aprendeu até ali.

Quando Saturno retorna antes dos 60 anos, a pessoa já deve estar em um momento de vida positivo - isso se ela não estiver brigando ainda com seu envelhecimento. Se tiver refletido bem sobre a vida, estiver bem consigo mesma, terá aprendido lições inestimáveis desde o último ciclo. Se viveu uma vida correta, trabalhou, aprendeu e se ajustou emocionalmente mediante uma jornada de autoconhecimento, certamente estará colhendo os frutos positivos de toda uma vida. A pessoa realizada se torna confiante, conseguindo até continuar produtiva por ainda muito mais tempo, aproveitando plenamente a vida.

Outro ciclo importante ocorre por volta dos 73 / 74 anos. Saturno faz oposição novamente consigo mesmo, então as energias do planeta estão em baixa. O fluxo energético de Júpiter, que ajuda a pessoa por volta dos 70 anos, também diminui. Consequentemente a energia física e a disposição diminuem, e a decadência começa a dar seus sinais. Nesse momento, é preciso ter um espírito jovem, bem disposto e com uma boa cabeça para compensar isso, caso contrário esta baixa energética pode desencadear um espiral complicado. Alguns passam por uma crise de velhice e se entregam, outros procuram se manter ativos e com o coração alegre. Não é raro ver pessoas de 80 anos mais ativas do que muitos jovens.

Os ciclos de Saturno têm uma importância enorme no ciclo da nossa vida. Não interessa se são difíceis, favoráveis ou desfavoráveis, o fato é que representam marcos em nossa existência e fazem parte do nosso desenvolvimento como indivíduos, além de tornar muito necessário nosso desenvolvimento e crescimento espiritual.

Saturno representa a consciência de cada um, nossos limites e regras, o que vamos fazer da vida e o que colheremos até o fim dela. A energia, que à primeira vista pode ser destrutiva ou restritiva, na verdade nos impulsiona ao longo da vida para sermos criativos, promovendo nossa evolução. Aprendemos a ser independentes, a assumir responsabilidades, a repensar constantemente nosso papel na sociedade, nos fazendo refletir e crescer.

Por causa das energias de Saturno nos preocupamos com o nosso futuro, trabalhando na juventude para colher bem os frutos na velhice. Não tirar proveito dos ciclos de Saturno seria o mesmo que negar a nossa própria existência no mundo que nos cerca.

Comente


ou efetue o login para visualizar seu Mapa Astral.

Signos no Astrolink

Piscianos ♓   9.17%
Arianos ♈   8.79%
Cancerianos ♋   8.72%
Geminianos ♊   8.64%
Aquarianos ♒   8.58%
Taurinos ♉   8.56%
Escorpianos ♏   8.07%
Leoninos ♌   8.06%
Virginianos ♍   8.01%
Librianos ♎   8.00%
Capricornianos ♑   7.75%
Sagitarianos ♐   7.66%


O céu no momento...

Sol ☼ 03 Pei 31' 28"
Lua ☽ 08 Cap 16' 02"
Mercúrio ☿ 23 Aqu 06' 55"
Vênus ♀ 11 Ari 05' 41"
Marte ♂ 18 Ari 19' 07"
Júpiter ♃ 22 Lib 45' 14" R
Saturno ♄ 26 Sag 17' 17"
Urano ♅ 21 Ari 47' 02"
Netuno ♆ 11 Pei 23' 57"
Plutão ♇ 18 Cap 36' 06"
Chiron ⚷ 23 Pei 26' 52"
Lilith ⚸ 00 Sag 53' 29"
Nodo Norte 03 Vir 23' 20"

Aspectos ativos

Lua☽Quadratura □Vênus♀
Mercúrio☿Trígono △Júpiter♃
Mercúrio☿Sextil ⚹Urano♅
Marte♂Quadratura □Plutão♇
Júpiter♃Oposição ☍Urano♅