Fórum Astrolink


[ÁRIES] - Quíron nos signos


criar novo tópico responder ao tópico

Diego

Signo: ries Ascendente: Sagitrio Lua: Leo
JOINVILLE - SC
Membro desde:
29-03-2018
Posts: 351
19-12-2018 22:36
Série evolução -> Inspirada na série vênus/marte da Nikki

Na realidade, um breve compilado de dados (fontes no final) mais organizado e salvo aqui para facilitar o acesso e compreensão da galera. Podem ser úteis para alguns curiosos sobre quíron.

QUÍRON - A ferida e cura

Quíron em Áries ♈ - Quíron em touro ♉ - Quíron em gêmeos ♊ - Quíron em câncer ♋ - Quíron em leão ♌ - Quíron em virgem ♍ - Quíron em libra ♎ - Quíron em escorpião ♏ - Quíron em sagitário ♐ - Quíron em capricórnio ♑ - Quíron em aquário ♒ - Quíron em peixes ♓

Complemento necessário: Quíron nas casas

Outras séries: NODOS LUNARES - A evolução da alma , Manual de conquista das vênus, Os homens de marte e Os homens de vênus.

Se você ainda não sabe o que é quíron, veja aqui




ÁRIES

A expressão da vontade geralmente é bloqueada na infância, devido a uma educação repressiva. Tende a acreditar que é incapaz de tomar decisões próprias e de satisfazer seus desejos. Em compensação, quando se trata de ajudar os outros, usa a intuição para tomar a iniciativa certa no momento certo. Ao empenhar-se em alguma atividade que lhe fortaleça o senso de identidade, pode tornar-se criativa. É associada às crianças e aos jovens, e quem tem Quíron neste posicionamento pode servir de professor para os jovens. Poderá, também, sentir um grande fascínio pela medicina holística.

Tem por característica natural o pioneirismo, a coragem e o individualismo. Também pode ter sido ferido por sua iniciativa, com alguém cortando-lhe as asas. Precisa, por isso, não temer suas iniciativas e também sua própria força.


QUÍRON EM ARIES (OU NA CASA 1)

Você costuma, algumas vezes, sentir que não tem o direito de viver, e a autoafirmação e a iniciativa podem vir acompanhadas do medo de não existir. Parece que você só se sente vivo quando refletido em alguém.

Você só tem motivação para defender alguma causa quando o benefício é dos outros, como se tivesse capacidade de luta, mas pouca vontade própria. Com medo de ser impelido a entrar num ciclo repetitivo de tentativas inúteis e autodestrutivas, e para compensar a dor, você pode se limitar a fazer demonstrações de sua força e espírito de luta, sem entrar para valer na luta. Você é propenso a agir de modo precipitado, descarregando de uma vez sua tensão emocional e transformando-a em ação.

Você pode ser muito cruel consigo próprio em consequência de um senso de autossuficiência exagerado, por achar que deve caminhar sozinho, sem pedir ajuda. Internamente, pode surgir um sentimento de desespero e desejo de morrer, além de um temor profundo de fazer algo que possa exprimir o que realmente deseja.

Suas expressões espontâneas de paixão, de ser, ou vontade podem ter sido esmagadas na infância, de forma sutil ou declarada. Métodos repressivos de educação como alimentação em hora certa, privação de contato físico, treinamento sistemático prematuro das necessidades fisiológicas, podem ter sido seus primeiros sofrimentos. Se a interferência em seus ritmos naturais de vida e a sua negação foram intensas, provocarão sentimentos de que você não tem direito ao querer ou desejar, e você acaba não se esforçando para satisfazer seus desejos e acha que é inaceitável como é.

É claro que essa impotência diante da vida acarreta uma raiva profunda e quase sempre despropositada. Na vida adulta pode ter medo de externar seus desejos e eles serem sistematicamente destruídos.

O ambiente de sua infância pode ter sido hostil e repleto de agressividade encoberta ou declarada, produzindo sentimentos de timidez e falta de autoestima e de direito próprio. Viver, então, passa a equivaler a aprender como agradar e aplacar terceiros, viver tentando preencher as falhas de outras pessoas, ficando anônimo.

Por outro lado, você pode ser o tipo que compensou esse início de vida, sendo agora um pioneiro, uma pessoa cheia de força de vontade, impulso, energia e entusiasmo. Mas é importante compreender que essa é uma máscara que pode cair, e quando isso acontece, você pode entrar num estado lastimável de sofrimento e insegurança, chegando a ter desejo de morrer. A vontade de morrer pode ser causada por: resposta à raiva, à frustração ou à falta de controle diante de algum problema; pode representar o desejo de recuperar o poder ou uma reação ao sentimento de incapacidade de tomar decisões próprias. Pode haver um sentimento de que se morrer ninguém notará sua falta, nada mais vai restar de você.

Ás vezes, iniciar qualquer coisa é tão difícil que você entra em colapso, desiste, na soleira daquilo que lhe parece ser uma nova e emocionante fase de sua vida. Isso pode ser causado por ter tido uma experiência traumatizante no nascimento físico, por isso, qualquer novo inicio de vida pode ser encarado com confusão, medo e resistência.

Você pode empenhar-se em encontrar algo que possa fazer e que lhe traga o senso de identidade de que precisa, podem impor-se tarefas quase impossíveis para provar a si mesmo que existe e tem um lugar no mundo. Para algumas pessoas, essa luta é válida e dá resultado, para outras é inútil.

Você pode projetar no seu corpo seu sentimento de vergonha e constrangimento por existir, achando certos detalhes de seu corpo deformados ou feios, e as outras pessoas nem percebem, ou nem se importam com o que para você é tão importante.
É necessário rever essa programação interna, pois agora você é um adulto, as circunstâncias são outras e exigem reações diferentes daquelas aprendidas na infância. Você tem capacidade de ser um curador ou um terapeuta e tratar pessoas que viveram uma infância difícil.
Você pode desenvolver a capacidade de instruir outras pessoas e dar-lhes poderes ao perceber a sua própria impotência diante do Universo. Você passa a imagem de ser uma pessoa solitária, mesmo quando casado. Você busca um senso de identidade, mas talvez só descubra que, quando desistiu dessa busca e passou a aceitar sua insignificância, e que conquistou uma tremenda vitalidade, bem como a sensação de ser compreendido.

Quase sempre você tem facilidade de agir intuitivamente no momento oportuno e agarrar a ocasião que se apresenta. Você tem a capacidade de aliar a compaixão à ação adequada, bem como de ser altamente inovador e tomar iniciativas, sobretudo quando o bem-estar de outros está em jogo. Você adquire força na luta, mas deve aprender a ser um nobre rival diante daqueles com os quais compete.

Se for capaz de superar a sua agressividade passiva, sua tendência a agir dissimuladamente, sentirá a vida fluir em suas veias. Embora as dúvidas que nutre quanto à sua própria existência sejam a sua grande ferida, você provavelmente é muito atraente como pessoa, de modo que não precisa ficar surpreso se os outros se sentirem fortemente atraídos por você.

Fonte teórica: Martha Cibelli


responder ao tópico criar novo tópico