Iniciando sua jornada na Astrologia...

O que é o Astrolink?

Uma Rede de Astrologia com foco em:

1. Fornecer um Mapa Astral Completo e grátis aos seus usuários de forma rápida e precisa;
2. Estimular a troca de informações entre os participantes, visando alcançar um possível estudo comparativo e estatístico dos posicionamentos de cada mapa astral, resgatando conceitos tradicionais do estudo ao invés de apenas modernos, esotéricos ou sem o aprofundamento adequado;
3. Levar o conhecimento da astrologia para esferas sociais mais leigas ou descrentes, desmistificando o tema e convidando os próprios usuários a compartilharem suas conclusões, julgamentos e dúvidas;
4. Ajudar no autoconhecimento utilizando uma prática milenar que, embora não mais seja cultuada da mesma forma que no mundo antigo, é base de muitas referências do nosso cotidiano;
5. Fornecer ferramentas de Compatibilidade Astral, Horóscopo Pessoal e outros recursos de cunho astrológico.


Confira abaixo 10 tópicos interessantes sobre o universo da astrologia:


O que é astrologia  1 - Afinal... O que é Astrologia?

A Astrologia (do grego astron, "astros", "estrelas", "corpos celestes", e logos, "palavra", "estudo") é a ciência segundo a qual as posições relativas dos corpos celestes podem prover informações sobre a personalidade, as relações humanas e outros assuntos mundanos. Pode ser usada como ferramenta para definição das personalidades humanas. Carl Jung em seus estudos chamava a este conceito também de sincronicidade e desenvolveu vários estudos à respeito.

saiba mais.

A história da astrologia  2 - Resumo Histórico

Os registros mais antigos sugerem que a Astrologia surgiu no terceiro milênio AC. Ela teve um importante papel na formação de muitas culturas e sua influência é encontrada nas civilizações sumérias, acádias, babilônias e outras, na astronomia antiga, nos vedas indianos, na Bíblia e em várias referências através da história. Aliás, há estudos e pesquisas ao longo da história que dizem que a própria bíblia é uma alegoria astrológica, contendo histórias, símbolos e situações que fazem total referência às passagens pelas eras astrológicas.

Até a Era Moderna, astrologia e astronomia eram indistinguíveis. A Astronomia começou a divergir gradualmente da Astrologia desde o tempo de Ptolemeu e essa separação culminou no século XVIII com a remoção oficial da Astrologia do meio universitário. Só no século XX é que a Astrologia retomou a algumas universidades - nomeadamente nos EUA - após desenvolver-se naquilo que é hoje chamado de Astrologia Moderna - ou contemporânea.

Durante séculos a Astrologia se baseou na observação dos astros e no registro de seus movimentos. Mais recentemente os astrólogos têm usado dados coletados pelos astrônomos e organizados em tabelas chamadas efemérides, que mostram as posições dos corpos celestes com exatidão. A ferramenta principal da Astrologia é o Mapa Astral (também conhecido como mapa natal, carta natal, carta astrológica...). Este mapa é um diagrama bidimensional que representa a posição dos corpos celestes vistos de determinado local, que pode variar desde o centro da Terra, à sua superfície e até tendo o Sol como ponto central. A interpretação do mapa leva em consideração:

- a posição destes corpos em relação às constelações / signos do zodíaco;
- o cálculo das dignidades astrológicas;
- a posição absoluta e relativa destes corpos dentro de um dos sistemas de casas astrológicas;
- os aspectos astrológicos: relação trigonométrica dos corpos celestes entre si.

Há, no entanto, diferenças na forma como estes apoios básicos são usados nas diferentes tradições, as quais desenvolveram, ao observar o céu, um ou outro tipo de calendário. A função primordial destes calendários era prever eventos cíclicos dos quais dependia a sobrevivência humana, como a chegada das chuvas, do frio ou das manadas selvagens. Esse conhecimento empírico foi a base de classificações variadas dos corpos celestes.

Ao longo do tempo, a Astrologia deixou sua marca na linguagem. "Influenza", nome antigo dado à gripe, veio a atribuição pelos médicos de causas planetárias à doença. "Desastre" vem do latim 'dis aster' (má estrela). Os dias da semana em diversos idiomas também são referências e homenagens aos astros (sunday = dia do sol | monday = moon day = dia da lua | etc.).

Embora a Astrologia ocidental use quase que exclusivamente o zodíaco tropical, a Astrologia hindu usa o zodíaco sideral, que é mais próximo da posição astronômica dos astros no céu, mas seguindo a mesma forma de divisão do céu que o Tropical.

Leia também: A História da Astrologia.

O que são signos  3 - O que são signos?
O zodíaco é uma faixa imaginária do firmamento celeste que inclui o sol e as órbitas aparentes da Lua e dos astros Mercúrio, Vênus, Marte, Júpiter, Saturno, Urano, Netuno e Plutão, sendo os mais importantes os sete primeiros. As divisões do zodíaco representam constelações na astronomia e signos na astrologia. O que chamamos simplesmente de SIGNO, é a constelação que se encontra em relação ao Sol no local e momento do seu nascimento. O aspecto mais importante é o SOL, portanto, quando alguém fala que é do signo de Áries, por exemplo, está na verdade informando a posição do sol naquela constelação no momento do nascimento. No mapa astral completo, você pode ver a posição de todos os planetas e saber seu signo ascendente, lunar, etc.

Há de se levar em consideração que a astrologia utiliza símbolos que tentam formalizar e facilitar as interpretações de forças cósmicas que, assim como nas estações do ano, interagem paralelamente com situações e acontecimentos diversos na terra, incluindo nossa existência.
Posicionamento dos planetas  4 - Como o posicionamento dos planetas pode influenciar na minha personalidade?

Ainda não há um consenso sobre a forma que a astrologia funciona e muitas teorias já foram debatidas. No curso da história, vemos o surgimento de explicações diferentes. Santo Alberto Magno pensava que, embora as estrelas não possam influenciar a alma humana, influenciam o corpo e a vontade humanos. Heinrich Cornelius Agrippa von Nettesheim (1486-1535) via o universo como o Unus Mundus, onde o que ocorre no mundo celestial chega até o mundo dos fenômenos, intermediado pela esfera dos corpos celestes. Nesta concepção, a relação entre a esfera dos corpos celestes e a esfera humana não é de causalidade, mas de analogia ou sincronicidade.

Astrólogos de orientação biológica procuram a explicação nos ritmos e ciclos biológicos, como os circadianos e lunares. John Addey, astrólogo inglês, realizou vários levantamentos estatísticos em busca da comprovação de conceitos astrológicos, como o de quase mil nonagenários e a relação Sol-Saturno. Descobriu, assim, o significado das relações harmônicas entre períodos cósmicos. Outra concepção é que a influência se dá através da variedade de raios cósmicos que chegam ao nosso planeta. Ebertin é um dos defensores desta hipótese.

Uma forma diferente de abordagem é a da sincronicidade, conceito expresso por Carl Gustav Jung. Jung estudou um grande número de mapas de nascimento de casais, e supôs que haveria relações interessantes entre os sóis e as luas dos cônjuges.

E muitos outros. Em suma, existem vários argumentos contra e a favor da astrologia e, como dito anteriormente, não existe ainda uma resposta concreta sobre seu funcionamento. Talvez ela exista como um mundo em si mesmo e que, no momento que suas engrenagens forem expostas, o universo irá tratar de alterá-lo. Mesmo assim, estudiosos e curiosos concordam que há muitas coincidências e informações a serem analisadas e levadas em consideração dentro do escopo astrológico, principalmente no que tange à análise das personalidades humanas.

O que é um mapa astral  5 - O que é um Mapa Astral?
Um Mapa Astral é um sistema de informações detalhadas sobre a posição correta dos astros e dos signos do zodíaco em relação à Terra no momento do nascimento de uma determinada pessoa. As configurações de um Mapa Astral se repetem apenas a cada 26.000 anos, portanto ele é quase como uma impressão digital - nao existe um 100% igual ao outro em seus mínimos detalhes.
Horário do mapa astral  6 - Por que é necessário o horário de nascimento para saber o meu mapa astral?
O horário, assim como a data e o local do nascimento, é fundamental para a obtenção do seu mapa astral completo. Isto porquê, a todo instante, devido ao movimento de translação e rotação da terra e de outros astros, o posicionamento deles em relação à terra muda de forma muito dinâmica. Por consequência disso, na astrologia, a influência causada por estes posicionamentos se manifesta de formas bem diferentes. Por exemplo, a posição do ascendente de uma pessoa que nasceu em 15/12/1990 às 13:10h é bem diferente da que nasceu apenas 2hs depois. E isso pode fazer bastante diferença na interpretação do mapa dessa pessoa.
A astrologia pode prever o futuro?  7 - A astrologia pode prever o futuro?
Não. Astrologia não é advinhação e mostra apenas tendências, que podem ou não influenciar o nosso mundo e o que está nele (e isto inclui nós e nossa mente), mediante os movimentos dos corpos celestes. Uma máxima que pode ser usada como base para definir a astrologia é: "o que está em cima é como o que está embaixo". Na astrologia natal, as tendências e forças em jogo podem ser analisadas, entendidas e alteradas conforme vontade pessoal. O estudo da astrologia através do filtro humano torna isso possível, utilizando diversos símbolos para que a análise seja mais agradável, compreensível e humanizada.
Horóscopos  8 - Por que muitos horóscopos são tão simples e muitas vezes não funcionam?
Muitos horóscopos que começaram a ser exibidos em diversos meios informativos durante o século XX mostram apenas os trânsitos planetários referentes ao seu signo solar e na maioria das vezes, de forma muito resumida. Sendo assim, não conseguem alcançar a abrangência ideal, tornando as informações muito rasas e genéricas, prontas para serem vendidas de forma rápida e contínua. A astrologia é um estudo abrangente, complexo, dinâmico e que utiliza diversas variáveis em suas projeções.
Astrologia em minha vida  9 - Como a astrologia pode ajudar em diversos aspectos da minha vida?
"Nosce te ipsum" (Conhece a ti mesmo), é uma frase que, segundo a tradição, estaria escrita nos pórticos do Oráculo de Delfos, originalmente de Pítia, em Delfos, na Antiga Grécia. Esta frase resume a pergunta acima de forma pontual, pois, ficando comprovado a real interação da astrologia para com quem somos, podemos analisar o que fazer para estar sempre em equilíbrio com as áreas mais incômodas ou difíceis da nossa vida e personalidade, ajustando e entendendo de que forma podemos agir melhor com nós mesmos e com os outros, além de incitar perguntas mais abrangentes sobre o mundo em que vivemos e o nosso lugar nele, algo que traz uma imediata expansão de consciência.

Isto por si só já é uma grande ajuda a todos os que estão galgando seus passos rumo a uma evolução mental e espiritual, como também para aqueles que simplesmente necessitam estimular seu autoconhecimento e ir mais fundo em descobrir sobre o seu papel no universo.

Constatar a veracidade da astrologia e conseguir aplicar suas respostas no cotidiano é, no mínimo, pensar e refletir sobre algo mais etéreo, abstrato e grandioso, e isso, em nosso mundo atual, mergulhado no materialismo e em estímulos sensoriais sedutores e viciantes que muitas vezes fogem ao nosso filtro de controle, pode ser considerado como uma grande vantagem.

Leia também: O que a Astrologia pode e não pode fazer?.
Debate sobre astrologia  10 - Tenho argumentos e dúvidas que gostaria de debater. Onde posso fazer isso?
Você pode utilizar o fórum para debater com outros usuários sobre dúvidas ou diversos assuntos e questões pertinentes.

Tenha em mente que as informações descritas no seu mapa astral, embora abrangentes, destinam-se apenas a fornecer uma aproximação moderada da Astrologia e são formuladas assumindo que o local, data e hora do seu nascimento estão informados corretamente. Isto inclui também a eventualidade de "Horário de Verão" ocorrendo no dia do seu nascimento, portanto, é importante descobrir mediante a nossa tabela se no mês e ano do seu nascimento estava vigorando este tipo de horário na sua região. Caso a resposta seja positiva, você deve atrasar 1 hora no horário informado em seu perfil. Esteja ciente de que mesmo esta pouca diferença pode invalidar parte das interpretações - em especial as posições de casas e do signo ascendente.

É importante considerar também que muitas das interpretações podem indicar "como você era" em vez de "como você é", pois todas as influências e tendências seguem a dinâmica da consciência e são passíveis de evolução de acordo com a sua experiência de vida ao longo dos anos.

Embora o sistema tenha sido criado e seja aprimorado de uma forma cuidadosa, eventualmente poderão haver contradições entre um aspecto e o outro, já que a interpretação de um mapa astral é algo bastante subjetivo e muitas vezes analógico, necessitando de uma sensibilidade que ainda está muito além dos computadores. Apenas um astrólogo capacitado pode perceber todas as nuances dos cruzamentos, aspectos, potenciais e refinamentos entre os signos, planetas e casas, traduzindo as informações de forma especialmente precisa.

Para saber mais...

Leia os Artigos sobre Astrologia

E conheça mais sobre esta prática milenar que está presente em diversos aspectos da nossa civilização.

ler mais