Plutão
♇ Plutão

Plutão ♇

Plutão, o mais lento dos planetas, leva aproximadamente 248 anos para dar uma volta completa ao redor do Zodíaco. Como possui uma órbita excêntrica, o número de anos que passa em cada signo varia de doze a trinta e dois. Como acontece com Urano e Netuno, o significado da posilçao de Plutão nos signos é mais histórico e de geração do que pessoal. As posições de Plutão no signo têm grande importância histórica, pois revelam revoluções fundamentais e provocam drásticas transformações nas áreas da vida humana e da civilização regidas por elas. Essas mudanças podem ser regenerativas ou degenerativas, mas geralmente os dois efeitos fazem-se sentir, resultando em extremos do bem ou do mal na área regida por determinado signo. Plutão nos signos sempre cria mudanças permanentes.

Plutão quase não se desloca diariamente, seu deslocamento total dá menos que 2 minutos e é muito variável. Para completar um deslocamento inteiro através do zodíaco o planeta leva aproximadamente 248 anos, parando entre 10 e 30 anos em cada signo. Uma vez por ano ele locomove para trás por cerca de 5 meses. A Casa 8 está associada a Plutão, que também rege signo de Escorpião junto com Marte.

Plutão trata de um poder que é proibido para nós, reprimido, que nos foi negado. Simboliza personagens controversos, como membros de partidos, polícias e grupos violentos, criminosos, torturadores, espiões, adeptos da magia negra, além de terapeutas e psicanalistas.

O planeta trata fundamentalmente de forças e energias, ajudando o indivíduo a superar tabus e complexos emocionais, cortando as amarras do ego, ativando energias criadoras que estão trancadas no inconsciente, recuperando forças antigas e instintivas e renovando totalmente o ser. O lado positivo de Plutão torna possível entender as forças e energias, ter controle de si mesmo, mergulhar e compreender o nosso interior. Através dele controlamos as energias que nascem do instinto, ganhamos uma enorme força de vontade e resistência, além de capacidade de cura, regeneração e transformação, tanto física quanto mental.

Já seu lado desarmônico promove comportamentos destrutivos, sentimentos de culpa, rejeição e distanciamento emocional. O indivíduo se isola, fica cheio de segredos e reticente. Se sente fragilizado, vulnerável, pode ficar paranóico, com mania de perseguição. Aflora desejos de vingança, a pessoa se torna possessiva, dominadora e manipuladora. Se utiliza de chantangem emocional, se faz de vítima e pode ser intolerante, violento e cruel. Ambições, pensamentos e ações compulsivas e obsessivas passam a fazer parte da personalidade, assim como a atração pelo macabro e bizarro. Tem sede de poder, desejo de ser onipotente.

Sombrio, Plutão ainda representa o ego dominando o caos, o mundo das trevas, os poderes advindos do subterrâneo, a matéria prima do lado escuro que, por ser rejeitada por nós, nunca evoluiu em direção a qualidades mais luminosas. Embora tidas como perigosas, essas forças é que movem nossa sexualidade, nossos instintos e a expressão criativa e consciente do nosso corpo, todos os seus processos orgânicos e automáticos, permitindo a sobrevivência, desenvolvimento e afirmação do indivíduo.

Plutão obriga o ego a mergulhar no subterrâneo, no mundo ambivalente. O ego, repleto de brilho e razão, é obrigado por Plutão (repressivo mas também transformador) a chafurdar nas emoções e desejos antes proibidos e reprimidos, a acolher o instinto, as paixões e pensamentos que incomodam o ser.

A tarefa de Plutão é libertar a nossa psique, fazer com que nossa alma transponha os obstáculos e pesos emocionais, derrubando tabus e ilusões, impedimentos e dependências, vulnerabilidade e aprisionamento. Ele mexe com as profundezas da nossa mente, com as lembranças do passado, revelando tudo até trazer a consciência completa à tona. Ele possibilita a elevação dos instintos da criação. Nos proporciona a chama do poder e nos ensina a utilizá-lo, assim como nossas energias individuais, para promover uma transformação do nosso ser e do mundo que nos cerca.

Novamente Plutão difere de Marte, cujo foco é a busca da sobrevivência e realização pessoal. Ele está a serviço de uma força maior, movido por um propósito superior. Não é o indivíduo que gera a força, energia, essas são agora universais e se expressam através do ser. Ao invés de lutar e conquistar para si, o indivíduo se despe do egoísmo e passa a fazer parte do coletivo, lutando por objetivos comuns. A vontade, o desejo, são compartilhados por todos, embora cada um reaja à essas propriedades cósmicas de maneira peculiar.


Comente

A influência de Plutão nas Casas Astrológicas

Características

Palavra-chave: Transformação
Tópico: Impulso destruidor ou reformador, fusão

Plutão e você

Descubra qual a importância do astro Plutão no seu mapa astral.

Crie a sua conta grátis ou efetue o login para saber se você possui algum signo ou casa neste astro e quais são seus benefícios!